Romero explica comemoração contra o Vitória e responde sobre possível nova selfie no Dérbi

Romero explica comemoração contra o Vitória e responde sobre possível nova selfie no Dérbi

4.9 mil visualizações 51 comentários Comunicar erro

Romero com o número 4 na comemoração

Romero com o número 4 na comemoração

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Romero marcou dois gols contra o Vitória na noite desta quinta-feira, pela Copa do Brasil. Na comemoração do segundo tento, o paraguaio levantou o braço e mostrou quatro dedos. Após o jogo, o atacante explicou o gesto festivo.

"Aquele quatro (com os dedos) foi pelos quatro anos da Arena. O pessoal (da assessoria de imprensa) falou pra mim que hoje é o aniversário do estádio, e fico feliz de voltar a marcar aqui", comemorou, citando a data que completa quatro anos do primeiro jogo do estádio, um amistoso de Corinthians x Corinthians.

Leia também:
Pedrinho lembra dispensa no Vitória e ironiza: 'Devem estar arrependidos'
Não foi só Romero: classificação do Corinthians rende notas altas; Rodriguinho abaixo
Cássio vê Corinthians confiante após vitória na Copa do Brasil e afasta pressão sobre Dérbi

Na sequência, como não poderia ser diferente, o camisa 11 foi questionado sobre uma possível nova comemoração com sua já tradicional selfie diante do Palmeiras, domingo, na mesma Arena Corinthians. A resposta, com sorriso, foi seca: "Tomara!".

A comemoração da selfie com os companheiros foi no Dérbi do segundo turno do Brasileirão do ano passado, quando abriu o placar na vitória por 3 a 2. Na sequência da resposta acima, o paraguaio falou sobre a importância de voltar a fazer gol num clássico.

"O importante será a vitória, a gente quer ganhar. Mas seria muito importante pra mim voltar a marcar em clássico, mas como eu falei, independente de quem marque, o Corinthians tem que ganhar domingo", ponderou.

Romero está mais do que garantido como titular no Dérbi deste domingo, em Itaquera. O camisa 11 falou da sequência de jogos que faz a equipe do Corinthians estar numa maratona há 20 dias.

"Sou um dos jogadores que mais jogou nesse ano, acho que só Cássio e Balbuena tem mais jogos que eu. Mas é isso, tem que brigar sempre pela titularidade, tem muito jogador bom. Infelizmente agora o Clayson se machucou, que é um jogador de muita qualidade ali na mesma posição, na ponta. Hoje joguei pela esquerda, a gente tem essa possibilidade, jogar na esquerda, direita, de 9 também. Mas o Carille decide, ele que monta o time. Hoje graças a Deus fizemos um grande jogo pra chegar bem no clássico", finalizou.

Veja mais em: Romero e Dérbi.

Veja Mais:

  • Roger marcou o segundo gol corinthiano no duelo deste domingo

    Corinthians vira nos acréscimos, mas ainda leva gol de empate e tropeça no Vitória

    ver detalhes
  • Corinthians empatou com o Vitória em 2 a 2 nesta rodada

    Concorrentes tropeçam, e Corinthians abre leve distância para Z4; veja classificação

    ver detalhes
  • Ralf foi eleito craque da partida no entendimento dos torcedores do Corinthians

    Veteranos são eleitos 'craques' do Corinthians no Barradão; Avelar beira nota zero

    ver detalhes
  • Jadson foi autor do primeiro gol do Corinthians contra o Vitória, em Salvador

    Jadson reconhece situação desconfortável do Corinthians no Brasileiro e lamenta 'gols dados'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes