Léo Santos lamenta gol adversário, destaca aprendizados e critica arbitragem da Libertadores

Léo Santos lamenta gol adversário, destaca aprendizados e critica arbitragem da Libertadores

Por Andrew Sousa e Rodrigo Vessoni, na Arena Corinthians

3.3 mil visualizações 104 comentários Comunicar erro

Léo Santos ganhou oportunidade nesta quarta-feira

Léo Santos ganhou oportunidade nesta quarta-feira

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Com a lesão de Pedro Henrique ainda no primeiro tempo, o jovem Léo Santos ganhou sua segunda chance com o Corinthians em uma partida da Libertadores. Para a tristeza do defensor, no entanto, o gol do Colo-Colo que dificultou a vida alvinegra saiu em lance protagonizado por ele, que perdeu a disputa aérea com Lucas Barrios. Ciente de que podia ter evitado o pior, o jogador lamentou.

"No lance do gol eu estava com ele. Na hora que sai o cruzamento e eu ia pegar uma impulsão, ele me dá uma travada e eu não consegui subir. Mas faz parte, sou ser humano, acontece. Agora a gente coloca uma pedra na Libertadores porque sábado já temos Brasileirão", afirmou, na zona mista da Arena após o triunfo corinthiano por 2 a 1.

Leia também:
Andrés Sanchez volta a bancar Loss no Corinthians e detona arbitragem e Conmebol
Só dupla se salva em eliminação do Corinthians; Avelar e Loss são os 'vilões'
Corinthians atualiza quadros médicos de Fagner, Pedrinho e Pedro Henrique; veja situações

Mesmo com a tristeza pelo erro e pela eliminação, Léo Santos acredita sair fortalecido. Em campo nas duas partidas contra os chilenos, o Cria do Terrão, de apenas 19 anos, pôde entender o que é a Libertadores e assimilou pontos importantes para o decorrer da carreira.

"Levo que Libertadores é um jogo muito truncado. Não é apenas futebol, envolve muita coisa. Questão de concentração, catimba, tem que estar focado no nosso jogo. Faz parte. A gente também aprende com as derrotas", disse, antes de questionar a arbitragem do embate desta quarta-feira.

"Não foi a questão de ter sido difícil a catimba. A gente até soube lidar. O problema foi a arbitragem mesmo. O goleiro deles demorando mais de 30 segundos para bater tiro de meta e o juiz não deu amarelo, não fez nada. Teve um momento que eu fui reclamar com o árbitro que o Barrios estava usando muito o braço e ele veio me xingar, falando palavrão. A gente luta contra a catimba, tem que lutar contra arbitragem, pessoal do Conmebol. Não justificando a nossa eliminação, mas fica complicado", pontuou.

Com o entorse no joelho de Pedro Henrique, que ainda vai ter exame para constatar a gravidade da lesão, Léo Santos pode ganhar mais oportunidades nas próximas partidas do Timão. Mesmo torcendo pelo bem estar do companheiro, o zagueiro não esconde a ansiedade por chances.

"É o eu venho almejando tem muito tempo, essa sequência de jogar dois, três jogos seguidos. Não sei do caso dele, espero que esteja bem. Se não, espero ter a oportunidade de ter essa sequência", concluiu.

Veja mais em: Léo Santos e Libertadores da América.

Veja Mais:

  • Thiago Neves desperta interesse no Corinthians

    Corinthians formaliza interesse em Thiago Neves e Sassá, relata Cruzeiro

    ver detalhes
  • Ramiro foi peça importantes nos últimos títulos do Grêmio

    Pai de Ramiro revela conversas adiantadas com o Corinthians e fala em acerto ainda nesta semana

    ver detalhes
  • Matias Ávila, diretor financeiro, e Roberto Gavioli, gerente financeiro, em coletiva nesta quarta-feira

    Corinthians confirma déficit em 2018, mas prevê explosão de receitas com TV e patrocínios

    ver detalhes
  • Meio campista está bem perto de se tornar novo reforço do Corinthians

    Diretor do Fluminense confirma 'sim' de M. Gabriel e Corinthians se aproxima de acerto por Sornoza

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes