Fernando Diniz aponta diferença crucial entre torcidas de Corinthians e Flamengo

51 mil visualizações 80 comentários

Por Meu Timão

Fernando Diniz, ex-Atlético-PR, durante jogo-treino no CT do Corinthians em fevereiro de 2018

Fernando Diniz, ex-Atlético-PR, durante jogo-treino no CT do Corinthians em fevereiro de 2018

Vinícius Souza/Meu Timão

Ex-jogador e hoje treinador de futebol, Fernando Diniz tem uma visão curiosa acerca das torcidas de Corinthians e Flamengo, equipes que protagonizaram uma das semifinais da Copa do Brasil e que voltam a medir forças nesta sexta-feira, pelo Brasileirão.

Na visão do técnico, enquanto a Fiel se acostumou a ver um Timão reativo e vencedor nos últimos anos, a torcida rubro-negra não abre mão de uma equipe que, em bom português, dê show em campo. Ele inclusive mencionou a primeira semifinal, no Maracanã, para embasar seu argumento.

“Uma coisa que precisa ter muito lá (no Flamengo) é coragem pra jogar, assim como no Corinthians. Mas o Flamengo tem uma diferença grande do Corinthians por conta da história do clube. Todo torcedor do Flamengo que ver o time de 1981 de novo”, iniciou Fernando Diniz em entrevista à ESPN Brasil.

“(...) O Flamengo jogou no Maracanã e a torcida não admite o time jogar por uma bola e ter dificuldade no jogo contra o Corinthians. E a torcida do Corinthians o contrário, aprendeu no passado mais recente a ficar ali atrás, não se incomoda de ficar sofrendo, 0 a 0”, acrescentou o técnico.

Leia também:
Corinthians busca marca histórica contra o Flamengo: 100ª vitória na Arena

A característica alvinegra citada por Diniz se acentuou de 2017 para cá. Com um elenco inferior tecnicamente, apontado por muitos como “quarta força de São Paulo”, o Corinthians de Fábio Carille venceu o Paulistão e o Campeonato Brasileiro. Já no primeiro semestre de 2018, mesmo após a saída de três titulares (Pablo, Guilherme Arana e Jô), o Timão chegou à final estadual e bateu o arquirrival Palmeiras, tido como favorito.

“No Flamengo, o cara tem que ir lá, tem que ser criativo, ser ousado. O torcedor fica com esse imaginário fortalecido e o Flamengo sofre”, explicou Diniz. “Joguei no Flamengo também, é difícil. É uma torcida exigente pra caramba. Quando se está ganhando, é uma torcida que empurra demais, mas quando o negócio começa a enroscar, é pesado o ambiente”, completou.

Fernando Diniz defendeu o Corinthians entre 1997 e 1998. Meio-campista, disputou 50 partidas, marcou dois gols e integrou o elenco campeão paulista no primeiro ano. Deu início à carreira de treinador em 2009. Atualmente, está sem clube.

Veja mais em: Copa do Brasil, Campeonato Brasileiro e Ex-jogadores do Corinthians.

Veja Mais:

  • Punição a Jô e Otero pedida ao Corinthians pela Fiel | Planos para Vital 2021 | 8 x 0 na Liberta #RMT

    VÍDEO: Punição a Jô e Otero pedida ao Corinthians pela Fiel | Planos para Vital 2021 | 8 x 0 na Liberta #RMT

    ver detalhes
  • Diretoria do Corinthians conseguiu resolver as pendências salariais com o elenco; salários de janeiro e fevereiro estavam pendentes

    Corinthians zera pendências salariais com seu elenco principal; veja os detalhes

    ver detalhes
  • Grazi marcou três gols e comandou a goleada do Corinthians

    Corinthians dá novo baile na Libertadores, goleia peruanas e passa marca dos 20 gols com dois jogos

    ver detalhes
  • Corinthians teve o cronograma modificado pela FPF em alguns pontos

    Dois jogos do Corinthians no Paulista mudam de horário por determinação da FPF; veja tabela

    ver detalhes
  • Poucos repararam, mas o Corinthians quase 'sabotou' 3 titulares de uma vez só contra a Ponte

    VÍDEO: Poucos repararam, mas o Corinthians quase 'sabotou' 3 titulares de uma vez só contra a Ponte

    ver detalhes
  • Gabi Nunes fez dois gols e manteve a boa fase na temporada alvinegra

    Atacante tira nota máxima e é melhor do Corinthians em goleada na Libertadores; time beira perfeição

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x