Corinthians bate Joinville e é campeão inédito e invicto da Copa do Brasil de Futsal

105 mil visualizações 100 comentários

Por João Pedro Izzo

Corinthians se sagrou campeão da Copa do Brasil de maneira invicta

Corinthians se sagrou campeão da Copa do Brasil de maneira invicta

Rodrigo Coca / Agência Corinthians

É campeão! Na noite desta quinta-feira, o Corinthians fez o segundo jogo da final da Copa do Brasil de Futsal e se tornou campeão inédito da competição. Dona de 100% de aproveitamento no torneio, a equipe de André Bié enfrentou o Jec/Krona, tradicional time de Joinville, no Ginásio Wlamir Marques. E o time do Parque São Jorge levou a melhor, por 3 a 0, com gols de Caio, Obina e Nenê.

Depois de vitória no jogo de ida, fora de casa, por 4 a 1, o empate bastava para o time corinthiano, mas o triunfo coroou uma campanha perfeita: foram oito vitórias em oito partidas. A equipe, comandada por André Bié, se sagrou campeã de maneira invicta.

O Timão iniciou a grande final com Obina; Nenê; Henrique e Caio; Douglas Nunes. Pelo lado do adversário, o Joinville começou o embate com: Willian; Leco; Bruno e Thiaguinho; Genaro.

Leia também:
Aos olhos de Andrés, Jair Ventura testa escalação com reservas para clássico contra o Santos
Corinthians divulga informações sobre troca de ingressos para treino aberto na Arena

E como foi o jogo, Meu Timão?

O jogo teve alguns minutos de atraso por conta da iluminação no ginásio corinthiano, que não estava toda ligada. Ainda sem tudo normalizado, o jogo teve início com grande jogada de Douglas Nunes, que passou fácil por dois adversários e serviu Caio na esquerda, que finalizou forte, mas Willian espalmou para cima.

E o Timão seguia firme em busca do primeiro gol: Douglas Nunes chutou com raiva e acertou o travessão quando faltavam 15 minutos para o final do primeiro tempo. Três minutos depois, Murilo carregou e chutou rasteiro, mas esbarrou na defesa de Willian. Daniel fez jogadaça pela esquerda, tocou em Wilde na área, que fez o pivô, porém, acertou o travessão novamente!

Martelando mesmo com a vantagem, o Corinthians seguia impondo ritmo forte, até que Nenê encontrou Caio. O ala-esquerdo deixou o marcador na saudade, cortou e chutou colocado no ângulo. Golaço e placar aberto com treze minutos de jogo.

O Joinville continuava tímido e com poucas ações dentro da partida, sendo que só teve a primeira chance aos 17 minutos, quando o goleiro fez lançamento ao ataque, e Genaro chutou com pouco espaço, porém, cara a cara com Obina, que fechou bem e defendeu.

Com algumas chances na primeira etapa, os 20 minutos iniciais tiveram um controle absoluto do Corinthians, que dominou a posse e rodou a bola durante todo o tempo.

As jogadas individuais foram exaltadas pelo autor do gol, Caio: "Você não pode arriscar jogadas individuais o jogo inteiro, mas é o que desequilibra, principalmente nesses jogos grandes, contra uma equipe muito forte, que é o Joinville, mas com certeza é uma arma boa", disse, durante o intervalo.

Fiel fez a festa no Ginásio Wlamir Marques

Fiel fez a festa no Ginásio Wlamir Marques

Thaina Barros / Meu Timão

Como era de se esperar, o segundo tempo teve um início quente. E o Timão continuava com tudo: Matheus deu carretilha maravilhosa no marcador e finalizou de direita. Para a infelicidade dele e da Fiel, a bola acabou subindo muito e foi para fora. Dois minutos depois, Douglas Nunes ganhou na força e chutou firme, mas a bola saiu raspando a trave.

Daniel fez grande corte e, cara a cara, chutou muito forte, mas o goleiro do rival foi melhor ainda e realizou grande defesa. Apesar de adiantar a equipe e pressionar alto, o Joinville não chegava com perigo. O Corinthians seguia soberano na partida, praticamente sem receber ameaças.

Willian, goleiro do Joinville, era o principal atleta da noite até então: defendeu chutes de Vander Carioca e de Matheus em seguida, com seis minutos para o fim. E, já faltando cinco minutos para a confirmação do título corinthiano, o Joinville utilizou o goleiro-linha.

E o adversário pagou o preço da ousadia: Obina, o goleiro do Timão, defendeu um chute e mesmo da sua meta, viu o gol adversário vazio, chutando por cobertura e mandando para o fundo das redes! Gol do Timão e faltavam apenas três minutos para gritar "é campeão"!

Com pouco tempo restante, coube ao Timão segurar o resultado e observar a frustração do Joinville, que ainda viu Nenê fazer outro golaço de cobertura! O jogador bloqueou uma finalização e observou a meta vazia. Não hesitou e chutou bonito para sacramentar o resultado. O Joinville ainda teve o ex-corinthiano Leandro Caires expulso no último minuto.

Fim de jogo, 3 a 0 e o Corinthians campeão da Copa do Brasil de Futsal de maneira inédita e invicta.

Veja mais em: Futsal do Corinthians, Parque São Jorge e Crônica.

Veja Mais:

  • Gustavo Mosquito era um dos destaques do Paraná na temporada

    Volta de Gustavo Mosquito ao Corinthians revolta torcedores do Paraná; entenda

    ver detalhes
  • Corinthians realiza último treino no CT antes de encarar o Grêmio neste sábado

    Sem Fagner e Carlos, Corinthians finaliza preparação para duelo com Grêmio; veja provável escalação

    ver detalhes
  • Ruan Oliveira estreia pelo profissional do Corinthians no primeiro compromisso da equipe pelo Brasileirão de 2020

    Corinthians prorroga empréstimo de meia Ruan Oliveira; jogador ganhará espaço com Tiago Nunes

    ver detalhes
  • Entenda a dor de cabeça de Tiago Nunes no Corinthians

    [Vitor Chicarolli] Entenda a dor de cabeça de Tiago Nunes no Corinthians

    ver detalhes
  • Otero é pretendido pelo Corinthians e pode chegar para concorrer com Mateus Vital

    Otero recebe elogios de Vital, possível concorrente por vaga de titular no Corinthians

    ver detalhes
  • Jadson deixou o Corinthians no início desta temporada e segue sem clube

    Corinthians emite nota oficial em defesa de Jadson e desmente diretor de futebol do Coritiba

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: