Capitão do Corinthians sai em defesa de Léo Santos e faz cobrança ao elenco

29 mil visualizações 58 comentários

Por Vinícius Souza e Rodrigo Vessoni, no CT Joaquim Grava

Cássio disse que erro cometido por Léo Santos em decisão 'faz parte da carreira de jogador'

Cássio disse que erro cometido por Léo Santos em decisão 'faz parte da carreira de jogador'

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

A primeira entrevista coletiva no CT Joaquim Grava pós-revés na final da Copa do Brasil foi concedida por aquele que se tornou o maior nome do atual elenco do Corinthians: Cássio. Capitão fixo sob o comando de Jair Ventura, o goleiro foi escolhido pela assessoria do clube para conversar com os jornalistas antes do treinamento desta sexta-feira. E precisou responder a perguntas sobre diversos assuntos, entre eles a falha individual cometida por Léo Santos na derrota para o Cruzeiro.

Para Cássio, no entanto, não há como apontar um maior culpado pelo vice-campeonato do Corinthians, que sonhava com o tetracampeonato nacional para salvar um segundo semestre insatisfatório.

“Quando a gente perdeu, perdeu todo mundo. Não adianta falar que ele devia ter feito outra coisa, o jogo é rápido. Se nós perdemos, perdemos todos”, afirmou Cássio.

Um dos mais promissores zagueiros formados no Parque São Jorge dos últimos anos, Léo Santos tentou evitar que a bola se perdesse pela linha lateral e acabou facilmente desarmado. A jogada prosseguiu, Barcos acertou a trave e, no rebote, Robinho colocou o Cruzeiro em vantagem na Arena Corinthians.

“Para todos os jovens: quando tem coisa positiva, tem de tirar coisas boas e ruins. Negativa, tem que tirar também. Aconteceu comigo quando era mais novo. É seguir trabalhando, faz parte da carreira do jogador. Tivemos um erro coletivo nos gols também, não vejo um culpado ou outro. Todos nós somos culpados por não ter ganhado o título”, explicou o camisa 12.

Leia também:
Cássio critica agente de Pedrinho após postagem: 'As coisas se resolvem aqui, não falando fora'
'Pior Corinthians dos últimos cinco anos' já flerta com marca do rebaixamento de 2007

Se por um lado Cássio saiu em defesa do jovem defensor, por outro fez cobranças ao elenco de uma forma geral. Ele lembrou que a equipe precisa voltar a vencer urgentemente – já são quatro reveses consecutivos – para se distanciar da zona de rebaixamento do Brasileirão, hoje a quatro pontos.

“A gente sempre brigou lá em cima, difícil falar. Hora de matar no peito, de se ajudar mais ainda, de tentar caprichar mais. Tentar melhorar, corrigir os erros. Não é hora de achar culpado. É trabalhar para subir na tabela”, projetou.

“Todas as equipes que não chegarem a 46 pontos têm essa situação de correr o risco. Lógico que você tem que ganhar. Ao jogar no Corinthians, tem que almejar chegar lá em cima, subir na tabela, ganhar pontos para chegar, no mínimo, nessa pontuação. Não que vamos nos acomodar chegando. Temos que buscar as vitórias”, concluiu Cássio.

Veja mais em: Cássio, Léo Santos, Elenco do Corinthians, CT Joaquim Grava, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Duelo teve muita luta e poucas chances de gol

    Corinthians cria pouco e fica no empate sem gols na primeira final do Campeonato Paulista

    ver detalhes
  • Cássio recebe a maior nota dos leitores do Meu Timão após Dérbi sem gols

    Cássio 'se salva' e é o melhor do Corinthians em noite de avaliações ruins; meia é o pior

    ver detalhes
  • Está na hora de falarmos do Luan

    [Marco Bello] Está na hora de falarmos do Luan

    ver detalhes
  • Thiaguinho vibrou com conquista do Campeonato Alagoano

    Volante que pertence ao Corinthians comemora título estadual durante empréstimo

    ver detalhes
  • Liga Nacional de Futsal tem início de temporada marcada para 21 de agosto

    Corinthians conhece detalhes de retorno da Liga Nacional de Futsal; veja novidades

    ver detalhes
  • Atacante Jô durante jogo contra o Palmeiras, pela final do Paulistão 2020

    Final entre Corinthians e Palmeiras bate recorde de audiência após paralisação

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: