Cinco fatores que podem aumentar o desempenho do Corinthians no segundo turno do NBB

Cinco fatores que podem aumentar o desempenho do Corinthians no segundo turno do NBB

2.0 mil visualizações 19 comentários Comunicar erro

A torcida do Corinthians vive a expectativa de um segundo turno melhor da equipe alvinegra no Novo Basquete Brasil (NBB). Na primeira parte da competição, o Timão teve uma campanha mediana e terminou fora da zona de classificação para a Copa Super 8, que dá vaga a Liga das Américas. A equipe ficou na nona posição, com cinco vitórias e oito derrotas.

O segundo turno já tem início para o Timão neste sábado, dia 5. A equipe enfrenta o Paulistano, fora de casa, a partir das 14h, justamente pela primeira rodada da segunda metade do torneio. A competição rola até o mês de março.

Pensando justamente na projeção de um segundo turno melhor, que garanta a equipe nas fases finais do NBB, o Meu Timão reuniu cinco fatores que podem aumentar o desempenho do Corinthians. Confira abaixo!

1) Sequência de jogos em casa

Ginásio Wlamir Marques é a casa do Corinthians no NBB

Ginásio Wlamir Marques é a casa do Corinthians no NBB

Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Na primeira fase do campeonato, o Corinthians fez seis jogos no Ginásio Wlamir Marques e os números obtidos pelo Timão provocam certo ânimo na Fiel. Foram quatro vitórias e apenas duas derrotas.

Com destaque para a vitória diante da forte equipe do Bauru. Na oportunidade, a torcida compareceu em um bom número no ginásio do Parque São Jorge e ajudou a empurrar o Corinthians para colocar um ponto final em uma sequência de quatro derrotas seguidas no NBB.

Logo após a primeira partida do returno, no próximo sábado, contra o Paulistano, o Timão faz três jogos consecutivos no Parque São Jorge e tem uma ótima oportunidade de aumentar o número de vitórias em sua campanha.

  • 08/01 - Terça-feira - Corinthians x Minas, 20h
  • 12/01 - Sábado - Corinthians x Flamengo, 14h
  • 16/01 - Quarta-feira - Corinthians x Pinheiros, 20h

2) Parceria Luciano Parodi/Kyle Fuller

Parodi vem fazendo boa dupla com Fuller

Parodi vem fazendo boa dupla com Fuller

Reprodução

A dupla formada pelo armador uruguaio Luciano Parodi e pelo ala-armador americano naturalizado peruano Kyler Fuller é um dos principais motivos para acreditar em um segundo turno melhor.

Contratado para repor a ausência de Ricardo Fischer, Parodi chegou na reta final do primeiro turno e fez apenas dois jogos com a camisa da equipe do Parque São Jorge. Apesar do pouco tempo no Brasil, o jogador conseguiu entrar na seleção da nona semana do NBB.

Com média de 19.8 pontos por jogo, Fuller, que já vinha liderado a equipe corinthiana desde o início da competição, deve crescer ainda mais jogando ao lado do armador uruguaio. Em entrevista exclusiva ao Meu Timão, o jogador comentou sobre a parceria com Luciano Parodi.

3) Experiência de Guilherme Giovannoni

Experiência de Giovannoni deve ajudar equipe corinthiana no segundo turno do NBB

Experiência de Giovannoni deve ajudar equipe corinthiana no segundo turno do NBB

Agência Corinthians/Rodrigo Coca

A equipe comandada por Bruno Savignani também conta com a experiência de ala-pivô Guilherme Giovannoni para a fase mais aguda do NBB. Números não faltam para acreditar nisso. Ao longo de sua carreira, o jogador acumula diversos títulos e recordes que o credenciam a ser uma referência no elenco corinthiano.

Tricampeão do NBB com a equipe do Brasília, sendo eleito o melhor jogador das finais em duas oportunidades, o ala-pivô também possui uma experiência internacional. Giovannoni já atou no basquete italiano, espanhol e ucraniano.

O jogador também tem em sua carreira sete medalhas com a Seleção Brasileira, sendo três de ouro. Duas conquistadas na Copa América e uma no Sul-Americano.

4) Motivação extra do elenco por Fischer

Ricardo Fischer se lesionou no primeiro turno do NBB

Ricardo Fischer se lesionou no primeiro turno do NBB

Agência Corinthians

Peça fundamental para o funcionamento da equipe de Bruno Savignani, o armador Ricardo Fischer se lesionou logo na primeira parte do NBB. Na partida contra o Flamengo, no início de novembro, o jogador se machucou após uma jogada de contato com o armador argentino Balbi.

O deparamento médico do Corinthians confirmou um rompimento nos ligamentos do joelho de Fischer e descartou o jogador para o restante da temporada. Na entrevista concedida ao Meu Timão, o ala-armador Fuller detalhou que o elenco se abateu bastante com a notícia do afastamento de Fischer.

O elenco corinthiano pode se motivar pela ausência de Fischer e colocar o coração na quadra nos momentos decisivos para vencer pelo armador do Timão.

5) A experiência de Bruno Savignani

Bruno Savignani comanda equipe de basquete masculino do Corinthians

Bruno Savignani comanda equipe de basquete masculino do Corinthians

Divulgação/Corinthians

Integrante da comissão técnica da Seleção Brasileira de Basquete, o treinador do Corinthians Bruno Savgnani é um ótimo motivador e pode usar essa arma para ajudar o elenco corinthiano na fase decisiva do NBB.

O experiente treinador assumiu o Timão ainda na Liga Ouro e conseguiu levar a equipe do Parque São Jorge ao título que garantiu vaga na principal competição de basquete do país.

Veja mais em: Basquete.

Veja Mais:

  • Corinthianismo é a religião oficial do Corinthians

    Corinthians lança religião própria; assista ao vídeo de divulgação do Corinthianismo

    ver detalhes
  • 10 mandamentos da torcida do Corinthians

    Meu Timão previu: em 2016, lançamos os 10 mandamentos da torcida do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno Méndez desembarcou no Brasil na noite desta segunda-feira

    Uruguaio Bruno Méndez chega ao Brasil e aguarda apenas exames para assinar com Corinthians

    ver detalhes
  • Sem espaço com Carille neste momento, André Luís segue a rotina de treinos fortes no Corinthians

    Sem Carille, Corinthians se reapresenta após o Majestoso; Boselli e Richard se estranham

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes