Rosenberg compara Corinthians à Catalunha e explica religiosidade da nova campanha

Rosenberg compara Corinthians à Catalunha e explica religiosidade da nova campanha

Por Meu Timão

13 mil visualizações 276 comentários Comunicar erro

Rosenberg comentando a nova campanha do Corinthians

Rosenberg comentando a nova campanha do Corinthians

Reprodução/TV

Lançado na noite da última segunda-feira, o Corinthianismo já dá o que falar. A nova religião do Corinthians, numa espécie de campanha de marketing, divide opiniões entre os torcedores por conta da relação feita entre um clube esportivo e uma crença "oficial". Em participação na edição mais recente do programa Bem, Amigos!, do SporTV, Luis Paulo Rosenberg explicou.

"O grande desafio do marketing de um clube de futebol é buscar a alma. Se você encontrar a alma da sua torcida, e cada um é diferente, tem uns que veneram o passado, outros tem enorme prazer em 'cornetear', outros fazem um carnaval o ano inteiro. A gente sempre procurou onde está o Corinthians (...) Onde está nossa diferença? Nestes dez anos em que a gente luta com esse desafio, para mim fica claro: a diferença está na forma como a Fiel se relaciona entre si", disse o diretor de marketing do Timão, antes de citar a Catalunha.

"O que nos distingue é a Fiel. Ela tem uma cultura própria, um comportamento próprio, que há dez anos tentamos identificar como uma nação. É o 'catalão'. O corinthiano mora no Brasil, se sente muito bem aqui, mas não se sente brasileiro, se sente corinthiano", declarou, se referindo à campanha República Popular do Corinthians, lançada junto à Nike.

Como já havia sido comentado pelo próprio Rosenberg em entrevistas concedidas ao longo desse primeiro ano de nova gestão Andrés Sanchez, o desafio do Corinthians, em termos de marketing, seria concentrado no resgate do "DNA maloqueiro, sofredor, graças a Deus".

"Foi uma década de grandes vitórias para o Corinthians. De repente, a gente começou a perceber que nosso DNA estava sendo perdido. O que nos une é que sempre soubemos que sofrer faz parte da vida. E que é da nossa solidariedade que construímos um time diferente (...) Tentamos recuperar esse sentimento. Se somos maloqueiros e sofredores, graças a Deus, e isso tem de ser reverenciado", comentou, citando implicitamente os três títulos brasileiros, quatro títulos paulistas além dos títulos da Copa do Brasil, da Libertadores, do Mundial de Clubes e da Recopa Sul-Americana. Tudo num intervalo de uma década!

"Nós sofremos 23 anos sem título (entre 1954 e 1977) e a torcida só crescia. Essa é a religiosidade (...) O que nós queremos mostrar é o seguinte: podemos continuar sofredores porque as vitórias virão. Nós nunca vamos perder a crença, essa fé, não à toa somos a Fiel. O fato de nosso estigma ser fiel, sugeriu um comportamento religioso, de esperança, um ritual... A gente afunda e volta", finalizou o dirigente corinthiano.

Não viu o vídeo do lançamento do Corinthianismo? Se liga aí!

Veja mais em: Ações de marketing, Luis Paulo Rosenberg e Torcida do Corinthians.

Veja Mais:

  • Gustagol salvou o Corinthians de um revés em Araraquara

    Gustagol sai do banco, marca no fim, e Corinthians respira nas quartas de final contra Ferroviária

    ver detalhes
  • Gustagol e Clayson foram os corinthianos donos das melhores notas das torcida

    Gustagol é disparado o craque do Corinthians no empate com a Ferroviária; veja outros destaques

    ver detalhes
  • Walter entrou no lugar de Cássio, que sentiu dores e foi substituído ainda no intervalo

    Diretor do Corinthians explica decisão sobre Walter: 'Uma conversa de amigo'

    ver detalhes
  • Avelar segue sendo titular da equipe e atuou contra a Ferroviária neste domingo

    Diretor de futebol atualiza posição do Corinthians sobre contratações de Arana e Avelar

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes
  • Melhores comentários

    Foto do perfil de Clicio

    Ranking: 2788º

    Clicio 397 comentários

    por @clicio.souza

    Incompetente Rosemberg, quer fazer uma 'Ação de Marketing' boa? Vende o Naming Rights, até lá, o resto é balela!

  • Foto do perfil de Ivanildo

    Ranking: 829º

    Ivanildo 1173 comentários

    por @cajueiro

    O pior e que as imagens publicadas nada se referem a nada disso ai em que ele menciona, mas somente comparações com coisas sacras!

  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Conde

    Ranking: 371º

    Conde 2191 comentários

    276º. por @carlos.vilagran

    Não viaja na maionese, o que tem haver o perfil, com religiao, deixa de ser patético, vai estudar um pouco, religiao e algo que liga a DEUS, não e clube de futebol, até porque seria total idolatria, tal contradição, e você vem falar do meu perfil, cara o que tem haver isso com o assunto, aqui e a foto do seu madruga de super sam, ainda seja imitação da mitologia grega, o que imito aqui e o seu madruga de super herói e não da mitologia, até porque se fosse ao pé da letra não poderia pegar frases dos filosofos gregos, a maioria pagaos, tudo me e licito, mas nem tudo me convem, o que for bom e não me fazer pecar, eu posso e convem pegar. Aprenda um pouco de interpretação.

    Foto do perfil de Coluna

    Coluna 5980 comentários

    20/02/2019 às 15h16 por @zizzo.bettega

    A fantasia de um super-heroi chupado da mitologia grega é o que senão idolatria travestida? Poço de contradição;

  • Foto do perfil de Ramon

    Ranking: 16º

    Ramon 19449 comentários

    275º. por @ramon.felipe1

    Bom demais, quem não gostou que va caçar o que fazer.

  • Foto do perfil de Hugo

    Ranking: 12º

    Hugo 21644 comentários

    274º. por @domhugoleonardo

    Misericórdia

  • Foto do perfil de Coluna

    Ranking: 86º

    Coluna 5980 comentários

    273º. por @zizzo.bettega

    Analfabetismo funcional, por isso que precisam tanto da opinião de Netos, Miltons Fezes e cia. Precisam de pessoas para interpretar por eles e os representar.

    Foto do perfil de silas

    silas 215 comentários

    20/02/2019 às 17h54 por @silasjuliani

    Mano na verdade não sei se é mimimi ou burrice mesmo, o Brasil é um dos piores países em interpretação de texto. E tinha me esquecido do Corinthiano apostólico romano!
    VAI CORINTHIANS!

  • Foto do perfil de silas

    Ranking: 4670º

    Silas 215 comentários

    272º. por @silasjuliani

    Mano na verdade não sei se é mimimi ou burrice mesmo, o Brasil é um dos piores países em interpretação de texto. E tinha me esquecido do Corinthiano apostólico romano!
    VAI CORINTHIANS!

    Foto do perfil de Coluna

    Coluna 5980 comentários

    20/02/2019 às 15h46 por @zizzo.bettega

    Disse tudo. Porque se fosse assim quando nós dizemos que somos parte da Fiel, já seria sacrilégio. Antigamente era muito comum uma expressão: Sou Corinthiano Apostólico Romano, porque o nosso era o maior país católico do mundo, ainda que muitos que nascidos católicos, praticavam outras religiões, mas para as estatísticas do IBGE constava como católico. São uns mimizentos. Na conquista de 77 se viu de tudo naquele gramado do Morumbiba. Gente andando de joelhos pagando promessa pelos 23 anos, gente de religiões matriz afro fazendo suas celebrações, nas semanas que se seguiram gente indo até Aparecida, pagar promessas pelos humilhantes 23 anos de fila. Pessoas que não viram esse fenômeno absurdo de coexistência pacífica nas arquibancadas agora querem cornetar a campanha que está aí para nos lembrar de sermos muito mais tolerantes como já fomos. E a imagem do Sócrates entrando em campo com nossa torcedora símbolo Dona Elisa como símbolo dessa aceitação e reverência é muito maior que o mi ³

  • Foto do perfil de Coluna

    Ranking: 86º

    Coluna 5980 comentários

    271º. por @zizzo.bettega

    Chega a ser quase absurdo ter que explicar, cena de abertura, que mostra um torcedor ajoelhado no centro do gramado. Alusão clara a um torcedor que cruzou o gramado do Morumbi em 77 e depois outros o seguiram. Que muita gente dizia que queria suas cinzas jogadas no PSJ e muita gente morreu realmente de emoção com essa e outras conquistas. Que muita gente morre e vai com a camisa ou a bandeira do Corinthians. Chega ser absurdo ter de explicar corinthianos sobre as traves do Morumbi, tirando as redes, presilha por presilha, como num último dia de um martirio que durou 23 anos. O martírio de ser gozado diariamente: Só vendo fiado no dia que o Corinthians for campeão.

  • Foto do perfil de Coluna

    Ranking: 86º

    Coluna 5980 comentários

    270º. por @zizzo.bettega

    Disse tudo. Porque se fosse assim quando nós dizemos que somos parte da Fiel, já seria sacrilégio. Antigamente era muito comum uma expressão: Sou Corinthiano Apostólico Romano, porque o nosso era o maior país católico do mundo, ainda que muitos que nascidos católicos, praticavam outras religiões, mas para as estatísticas do IBGE constava como católico. São uns mimizentos. Na conquista de 77 se viu de tudo naquele gramado do Morumbiba. Gente andando de joelhos pagando promessa pelos 23 anos, gente de religiões matriz afro fazendo suas celebrações, nas semanas que se seguiram gente indo até Aparecida, pagar promessas pelos humilhantes 23 anos de fila. Pessoas que não viram esse fenômeno absurdo de coexistência pacífica nas arquibancadas agora querem cornetar a campanha que está aí para nos lembrar de sermos muito mais tolerantes como já fomos. E a imagem do Sócrates entrando em campo com nossa torcedora símbolo Dona Elisa como símbolo dessa aceitação e reverência é muito maior que o mi ³

    Foto do perfil de silas

    silas 215 comentários

    19/02/2019 às 13h58 por @silasjuliani

    To achando que a galera está confundindo as coisas, não tem ninguém brincando, zombando ou pedindo pra trocar de Deus na campanha. Muito bem bolada. Parabéns ao marketing.
    VAI CORINTHIANS

  • Foto do perfil de Coluna

    Ranking: 86º

    Coluna 5980 comentários

    269º. por @zizzo.bettega

    Disse tudo, nunca tive preconceito com as religiões afro-brasileiras e devo muito isso a torcida corinthiana que sempre acolheu essas diferenças de maneira muito natural. E deveria agora fazer de maneira muito maior com as "minas", homosexuais e todas minorias dentro da nossa casa que é democrática mas pode ser muito mais com a irmandade de todos não importando as diferenças.

    Foto do perfil de MARCO

    MARCO 377 comentários

    19/02/2019 às 14h58 por @dinhane

    Interessante que o Corinthians sempre esteve associado ao Orixá Ogum que no Brasil é sincretizado co São Jorge e sempre tivemos envolvimento de torcedores de várias religiões e que nunca se importaram com isso. Quantos pais de santo já fizeram trabalhos a favor do Corinthians? Quantos torcedores já acenderam velas para um Deus qualquer ajudar o time? Agora surge uma campanha de marketing que atinge visceralmente determinado sistema de crenças e pronto os moralistas de plantão quardaram as velas e engoliram as orações. No meu entendimento o fanatismo e muito pior do que as religiosidade e eu aqui desafio qualquer corinthiano religioso a esquecer um Palmeiras x Corinthians no mesmo horário da sua missa ou seu ritual. Com todo respeito já vi até padres assistindo jogos do Corinthians no estádio e pais de santo jurando pela vida em nome do Timão. Se não podem separar as coisas infelizmente nenhuma ação de marketing funcionará exceto aquela que despeja dinheiro no clube.

  • Foto do perfil de Coluna

    Ranking: 86º

    Coluna 5980 comentários

    268º. por @zizzo.bettega

    Não ele chamou de Soberano porque o clube dele estava na eminência de conquistar o 6º título brasileiro alternado e o 3º consecutivo e desta forma ficaria incontestável a posse definitiva da chamada Taça das Bolinhas que era uma espécie de Jules Rimet que o futebol brasileiro tinha conquistado com o tricampeonato em 70 no México, mas a CBF dirigida por Teixeira concedeu por FAX títulos brasileiros para Prantos, Pauleilas e demais e desta forma ofuscando a soberania sobre os demais clubes brasileiros desde a 1ª competição do Campeonato Brasileiro em 1971, diminuindo ao meu ver a importância do Campeonato Nacional de um país de dimensões continentais que até então não tinha um campeonato verdadeiramente nacional.

    Foto do perfil de Jonathan

    Jonathan 1903 comentários

    19/02/2019 às 16h13 por @johnny7

    Tá me lembrando quando o presidente do sp chalouno time de soberano e os colocou acima do bem e do mal...de lá pra cá, nunca mais ganharam nada... Rosemberg deu um tiro no próprio pé c essa campanha.Desagradou, no mínimo, metade da torcida

  • Foto do perfil de Coluna

    Ranking: 86º

    Coluna 5980 comentários

    267º. por @zizzo.bettega

    A fantasia de um super-heroi chupado da mitologia grega é o que senão idolatria travestida? Poço de contradição;

    Foto do perfil de Conde

    Conde 2191 comentários

    19/02/2019 às 17h01 por @carlos.vilagran

    Nunca vi uma propaganda mais ridícula, nefasta, patetica de idolatria, jamais um cristão vai aceitar isso, amar o clube não tem nada haver com religiao. Amo o Corinthians mas jamais o coloco como ligação ao sobrenatural a DEUS, nosso guia e Cristo. Apoiado irmão.