Corinthians vence na prorrogação e enfrenta o Flamengo nas quartas do NBB

22 mil visualizações 101 comentários

Corinthians está classificado para as quartas do NBB

Corinthians está classificado para as quartas do NBB

Divulgação/Corinthians

Corinthians 83 X 74 Brasília Basquete

NBB 2018
06 de abril de 2019, 19:30
Corinthians 83 x 74 Brasília Basquete
Wlamir Marques

O Corinthians disputou na noite deste sábado a terceira partida das oitavas de final do Novo Basquete Brasil, contra o Brasília. Em jogo disputado até o final, o Timão foi venceu o adversário pelo placar de 83 a 74 e se classificou para a próxima fase da competição.

A série chegou à terceira partida depois do Brasília vencer o primeiro confronto, na capital, e o Timão buscar o resultado no segundo jogo, disputado já no Parque São Jorge. Como a série era melhor de três e o Corinthians tinha vantagem, o jogo decisivo aconteceu novamente com mando corinthiano, que soube aproveitar a oportunidade.

O Timão repetiu a escalação do último jogo iniciou a partida com Fuller, Teichmann, Giovannoni, Humberto e Parodi, enquanto o Brasília também veio igual a quadra, com Zach Graham, Arthur, Graterol, Nezinho e Ronald.

Com a classificação, o Corinthians agora enfrenta o Flamengo nas quartas de final do NBB. O time carioca se classificou na segunda colocação e já estava garantido nesta fase. Diferente das oitavas, a próxima fase será disputada em série melhor de cinco, com a possibilidade de dois jogos no Parque São Jorge.

Como foi o jogo

Primeiro quarto

Com o apoio da torcida, o jogo começou muito movimentado, sendo até mesmo paralisado no início com os juízes pedindo para os organizadores deixarem de colocar alguns áudios que estavam atrapalhando a equipe adversária.

O Brasília abriu o marcador, com Ronald recebendo boa bola na entrada do garrafão e arremessando de média distância. Logo na próxima posse, Giovannoni deu belo passe para Teichmann que, em baixo da cesta, sofreu falta. Na cobrança dos lances livres, o ala-pivô converteu apenas um.

Aproveitando o erro corinthiano, o adversário abriu uma vantagem por 4 a 1, mas não foi capaz de segurar a pressão do time alvinegro. Nas próximas posses, virada do Timão, levando o jogo ao placar de 8 a 4 após boa bola de três pontos de Giovannoni.

No geral, o quarto foi bastante movimentado, com as equipes trocando a liderança da partida com o andar do relógio, mas o Timão conseguiu mostrar um bom jogo e chegou a abrir cinco pontos de frente, terminando com o placar de 18 a 15. Destaque inicial para Parodi, com quatro pontos, quatro assistências e três rebotes.

Segundo quarto

Para começar o segundo quarto, Aguiar acertou boa cesta do canto da quadra e levou a vantagem novamente a cinco pontos. Na sequência, boa jogada do Brasília, que foi interrompida em grande bloqueio de Douglas Santos.

Logo depois, uma sequência de faltas e sucessivos erros de ambas as equipes marcaram o período, fazendo com que a vantagem de cinco pontos conquistada pelo Corinthians seguisse por um tempo.

Com cinco minutos para o término do quarto, o Brasília chegou a diminuir a diferença para apenas dois pontos, aproveitando novos erros do Timão nas posses ofensivas e virou o jogo com boa bola de três pontos de Zach Graham, tomando a vantagem no placar.

Após ficar três pontos atrás, o Corinthians voltou a empatar o jogo em boa jogada de Humberto, que recebeu no garrafão, fez a cesta e sofreu a falta, convertendo o ponto adicional. O ala também foi o responsável pela virada, após pegar rebote ofensivo e converter outra bola de dois pontos para o Timão.

No final do quarto, o Corinthians ainda embalou grande sequência de boas jogadas tanto na defesa quanto no ataque e com isso conseguiu ampliar novamente a vantagem no placar. No intervalo da partida, o Timão estava vencendo por 33 a 27.

Terceiro quarto

No reinício da partida, erros para ambos os lados. Nezinho tentou o primeiro arremesso para o Brasília e acertou o aro, e na sequência, Parodi recuperou a bola e correu em direção ao garrafão, mas perdeu o controle dela.

O primeiro ponto do terceiro quarto veio somente em falta técnica para a equipe da capital, com um arremesso convertido por Zach Graham em dois lances livres. O Brasília voltou a encostar no placar com novas faltas e diminuiu a vantagem do Corinthians para três pontos. A resposta do Timão veio no lance seguinte, em grande enterrada de Giovannoni após ponte aérea com passe de Teichmann.

Vendo o Brasília encostar no placar, estava na hora de Fuller chamar a responsabilidade. Com três minutos de quarto, o armador acertou grande bola de três pontos do lado esquerdo da quadra e levantou a torcida alvinegra, que não parava de cantar no Parque São Jorge. Com a confiança, ele passou a ficar mais com a bola e tentar arremessos de fora.

Mesmo assim, o adversário empatou a partida com três minutos restantes no quarto, após cesta de três pontos de Pedro. No final, o Timão retomou a liderança e encerrou o quarto vencendo pelo placar de 49 a 46.

Último quarto

O quarto período foi novamente movimentado e decisivo, com o Corinthians errando posses no início e cometendo faltas defensivas. Com isso, o Brasília conseguiu encostar e virar o placar com lances livres cobrados por Rava.

O adversário soube aproveitar as oportunidades que recebia, enquanto o Corinthians desperdiçava bola atrás de bola. Com cinco minutos faltando, o Brasília era quem estava na frente, vencendo por 56 a 51.

Foi em linda jogada trabalhada de Fuller, seguido de grande passe de Giovannoni que o Timão voltou a reagir na partida. Teichmann recebeu no garrafão, fez a cesta e sofreu a falta. Ele, no entanto, desperdiçou o lance livre e manteve o Timão dois pontos atrás.

O armador voltou a deixar tudo igual, ao puxar contra ataque, invadir o garrafão e sofrer a falta. Nos lances livres, ele converteu as duas cobranças. Com 50 segundos restantes, jogo empatado e tempo na quadra, com posse para o Brasília.

Fuller recuperou a posse e tentou arremessar de três faltando dez segundos no relógio, mas errou. No contra-ataque, o armador conseguiu dar um tapa e jogar a bola para fora. Posse final para o Brasilia, com quatro segundos de jogo, e Zach Graham não aproveitou o arremesso, levando o jogo para a prorrogação.

Prorrogação

A prorrogação não poderia ter outro rumo, se não emocionante. Logo no início, o Timão abriu a vantagem e viu o Brasília empatar, mas Giovannoni colocou o Corinthians novamente à frente. Com boa atuação defensiva, a equipe alvinegra abriu quatro pontos de vantagem.

Com dois minutos e meio de quarto, Giovannoni recebeu sozinho na direita e acertou uma bola decisiva. A arbitragem viu pé na linha e concedeu apenas dois pontos, o que aumentou a vantagem para seis.

O Brasília até tentou se recuperar, mas começou a errar posses importantes no ataque e desperdiçar lances livres, não alcançando o Timão no placar.

Para fechar o caixão, Fuller fez boa finta e abriu espaço para o marcador, aí ele só precisou arremessar para finalmente matar uma bola de três para o Corinthians. Com um minuto restante, Teichmann ainda recebeu bola no garrafão e fez uma linda enterrada para determinar o vencedor.

Placar final: Corinthians 83 x 74 Brasília

Resultados dos quartos

  • 1Q - Corinthians 18 x 15 Brasília
  • 2Q - Corinthians 15 x 12 Brasília
  • 3Q - Corinthians 16 x 19 Brasília
  • 4Q - Corinthians 11 x 14 Brasília
  • Prorrogação - Corinthians 23 x 14 Brasília

Destaques

  • Giovannoni - 17 pontos, 8 rebotes e 5 assistências
  • Fuller - 17 pontos e 6 rebotes
  • Humberto - 15 pontos e 5 rebotes

Veja mais em: Basquete e Crônica.

Quem Atuou

Jogadores

  • Kyle Alejandro Fuller

    Fuller

    Pontos: 17
    Rebotes: 6
    Assistências: 1
    Tempo em quadra: 38m12s

  • Humberto Luis Gomes da Silva

    Humberto

    Pontos: 14
    Rebotes: 5
    Assistências: 3
    Tempo em quadra: 36m28s

  • Luciano Parodi González

    Parodi

    Pontos: 13
    Rebotes: 4
    Assistências: 9
    Tempo em quadra: 35m57s

  • Guilherme Giovannoni

    Giovannoni

    Pontos: 17
    Rebotes: 8
    Assistências: 5
    Tempo em quadra: 35m55s

  • Guilherme Frantz Teichmann

    Teichmann

    Pontos: 11
    Rebotes: 8
    Assistências: 3
    Tempo em quadra: 28m28s

  • Abner Davi de Novais Moreira

    Abner

    Pontos: 6
    Rebotes: 6
    Assistências: 0
    Tempo em quadra: 12m56s

  • Guilherme Bento do Carmo

    Gui Bento

    Pontos: 0
    Rebotes: 0
    Assistências: 0
    Tempo em quadra: 10m30s

  • Douglas dos Santos Silva

    Douglas Santos

    Pontos: 0
    Rebotes: 2
    Assistências: 0
    Tempo em quadra: 9m05s

  • Gustavo Santos Pereira Lima

    Gustavinho

    Pontos: 0
    Rebotes: 4
    Assistências: 0
    Tempo em quadra: 9m03s

  • Mauricio Aguiar Barcelona

    Aguiar

    Pontos: 3
    Rebotes: 0
    Assistências: 0
    Tempo em quadra: 4m50s

  • Shilton Alessanco dos Santos

    Shilton

    Pontos: 2
    Rebotes: 1
    Assistências: 0
    Tempo em quadra: 3m36s

Comente a notícia: