Decisões e viagens: elenco do Corinthians 'sofre' com sequência desgastante de jogos

1.7 mil visualizações 27 comentários Comunicar erro

Pedrinho durante jogo contra a Chapecoense, pelo Brasileirão, na Arena Corinthians

Pedrinho durante jogo contra a Chapecoense, pelo Brasileirão, na Arena Corinthians

Danilo Fernandes/ Meu Timão

Além de Fábio Carille, outros jogadores também deixaram a Arena Corinthians depois da vitória sobre a Chapecoense, nesta quarta-feira, pelo Brasileirão, reclamando da sequência desgastante de jogos que a equipe alvinegra vem enfrentando nessa temporada.

Os principais motivos citados pelo plantel para tal situação são as longas viagens e a sequência de decisões. O Timão, cabe ressaltar, vem de uma fase decisiva no Campeonato Paulista, que acabou na conquista do tricampeonato estadual, e outros jogos importantes pela Copa do Brasil.

Além disso, o clube paulista ainda teve uma viagem para Salvador no último domingo e nesta quarta-feira entrou em campo algumas horas mais cedo do que está acostumado. Ao todo, foram 29 jogos e oito mata-matas disputados pelo Timão nesta temporada.

Sem muito tempo para pensar e muito menos para se recuperar, o Corinthians viaja novamente nos próximos dias.

Leia também:
Pedrinho admite desgaste no plantel alvinegro e reclama de pouco tempo para treinos
Fagner comemora vitória de número 150 e iguala Sócrates em jogos pelo Corinthians
Janderson avalia estreia no profissional do Corinthians e projeta mais 'Ousadia e Alegria'

A equipe comandada por Carille visita o Vasco no sábado, às 19h, na Arena Amazônia, pela terceira rodada da competição nacional. Vale lembrar que restam sete jogos para a parada do futebol brasileiro para a Copa América, período tido como um "divisor de águas" na temporada alvinegra.

Em tempo: o treinador assumiu que errou no planejamento deste último jogo, alegando que deveria ter rodado mais o elenco. Algo que certamente será feito diante da equipe carioca, ainda mais com um dia a menos de preparação e sendo em Manaus, no norte do país. Nomes como Fagner, Manoel, Ralf, Sornoza, Clayson e Boselli devem ser poupados.

Veja abaixo declarações sobre o cansaço

Fábio Carille

"Vamos voltar na questão da pré temporada e tempo de preparação. Eu sei que repito isso bastante, fica chato, mas sei também que não sou o único, todos os técnicos estão com essa dificuldade. Para jogar em cima você precisa de energia. No geral o futebol não está legal e vai continuar assim se nosso calendário não mudar. Se você muda o time tira o entrosamento, se você repete sempre o mesmo time está todo mundo desgastado. Muitas vezes eu faço o teste de situações nos jogos e isso é risco, mas é o que tenho que fazer. Antes da parada o futebol vai ser meio feio, mas depois acredito que possa melhorar sim. É uma loucura nosso calendário para quem chega em todas as decisões".

Cássio

"Tenho certeza que quem entrar vai dar conta do recado sempre. Feliz pela primeira vitória, ganhamos. Em alguns momentos pode sim ter batido o cansaço, mas fizemos um jogo seguro, organizado, criamos oportunidades e a Chapecoense teve poucas chances. Todo mundo correu, se dedicou, e conseguimos boa vitória, em grupo. Os pontos em casa são importantes. Eu sempre falei, pontuar e perder poucos pontos em casa automaticamente vai te candidatar a ficar entre os primeiros".

Vagner Love

"Nós sabíamos que a gente podia dar um pouco mais. Tem a questão do cansaço também, jogo mais cedo, viagem, tempo de descanso é menor. A gente sabia que podia melhorar, isso que a gente tentou fazer, pressionar e segurar mais a bola".

Boselli

"Sim, nós estamos sentindo muito, não só eu como toda a equipe. A sequência é de muita intensidade, viagens, muitos jogos, o elenco é grande e o professor está variando a equipe para que todos possam continuar 100% e a equipe que entra em campo vai sempre com força máxima”.

Pedrinho

"Com certeza, em geral, a equipe sentiu um pouco cansada, por isso o jogo estava mais lento. A gente sabe também que o campeonato brasileiro não dá tempo de fazer algumas jogadas, treinar posicionamento, então é mais o mental mesmo. Isso requer concentração máxima, para que a gente possa demonstrar dentro de campo".

Clayson

"Sentimos um pouquinho da sequência de jogos importantes é normal. Primeiro tempo abaixo tecnicamente falo por mim, mas conseguimos melhorar no segundo tempo, buscar o gol, a vitória que era importante dentro de casa, recuperar bem que temos jogo importante no sábado".

"Acho que tem uns exames também, tem a parte da fisiologia que entra agora. Carille conhece todo mundo. Ele sabe os jogadores que tem intensidade nos jogos, que deram uma caída... Vai ser um sol para cada um lá em Manaus e precisamos de intensidade no jogo".

Veja mais em: Clayson, Vagner Love, Mauro Boselli, Cássio e Pedrinho.

Veja Mais:

  • Corinthians e Goiás se enfrentam nesta noite

    TV Globo transmite Goiás x Corinthians para dez estados; veja onde assistir

    ver detalhes
  • Timão bateu o Botafogo em casa por 3 a 0

    Corinthians vence o Botafogo e terá Majestoso pela frente no Campeonato Brasileiro Sub-20

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians costuma levar bons públicos à Arena

    Para onde vai o dinheiro que a Fiel gasta com segundo ingresso mais caro do Brasil

    ver detalhes
  • Jogadores do Sub-23 do Corinthians e do Sub-20 do Canaã posam no CT da base do Timão

    Sub-23 do Corinthians perde amistoso contra time que se prepara para primeira Copinha

    ver detalhes
  • Araos está emprestado à Ponte Preta até o fim da temporada

    Araos quase faz golaço em estreia na Ponte Preta e ganha atenção na imprensa chilena

    ver detalhes
  • Corinthians enfrenta o Goiás na noite desta quarta-feira

    Corinthians visita o Goiás para voltar a vencer e se manter no G4 do Brasileiro

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: