Órgão recomenda que Dualib volte a ser sócio do Corinthians; decisão definitiva pode ser de Andrés

Órgão recomenda que Dualib volte a ser sócio do Corinthians; decisão definitiva pode ser de Andrés

22 mil visualizações 358 comentários Comunicar erro

Imagem de Dualib quando tinha 96 anos; ex-presidente, agora, está com 99 anos

Imagem de Dualib quando tinha 96 anos; ex-presidente, agora, está com 99 anos

Reprodução/TV

Alberto Dualib teve a primeira vitória para voltar a ser associado do Corinthians. Na noite desta segunda-feira, por quatro votos de diferença (6 a 2), o Conselho de Orientação (Cori) recomendou que o ex-presidente volte a ter a carteirinha de sócio do clube.

Os votos contrários foram dos conselheiros Yule Bisetto e José Antônio Avenia Neri, eleitos pela Chapa Preto e Branco. Em nota oficial, a chapa comentou o resultado da votação: "Lamentamos profundamente tal resultado e consequentemente o possível retorno do ex-presidente a vida associativa do Corinthians".

Há dois caminhos possíveis, agora, para a decisão definitiva da questão. A mesma poderá ser da própria diretoria, no caso do representante máximo que é o presidente Andrés Sanchez. O mandatário, pelo que já comentou anteriormente sobre o assunto, não deve se opôr.

Leia também: Corinthians chega à Venezuela para semana atípica de viagens e único jogo

Mas há quem acredite, internamente, que a decisão definitiva deverá ser do Conselho Deliberativo, composto por mais de 300 sócios do clube. Isso não está claro ainda entre as pessoas que estão definindo a questão. A tendência é de sucesso de Dualib também no órgão, com ajuda dos sócios vitalícios.

O Conselho de Orientação (Cori) é composto por presidente, vice-presidente, secretário, membros natos (10) e membros trienais, que estarão no órgão entre 2018 e 2021 (10). Dos 23 possíveis votantes, oito compareceram a reunião e definiram pelo "sim" ao pedido de Dualib.

O ex-presidente do Corinthians completará 100 anos no próximo mês de dezembro. Seu pedido de retorno ao quadro associativo, que foi revelado pelo Meu Timão no início do mês, dividiu o Parque São Jorge. Há aqueles que pensam que aceitar tal pedido seria um gesto humanitário, para alguém que está bastante debilitado de saúde, que fez parte de momentos importantes e já está afastado do clube desde outubro de 2007.

Mas há também quem acredite que, devido à gravidade dos fatos que o fizeram pedir renúncia do cargo de presidente do Timão na época, Dualib não mereça voltar a ter o título de sócio do clube. Na época em que pediu afastamento da presidência, Dualib respondia a processo criminal por lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. O vice-presidente Nesi Cury também decidiu se afastar em definitivo do Parque São Jorge naquela ocasião.

A renúncia de Dualib na época foi uma manobra politica. A reunião do Conselho Deliberativo que votaria o impeachment do dirigente, por exemplo, foi cancelada automaticamente. Porém, meses depois, já em meados de 2008, uma Comissão Processante foi criada para apurar responsabilidades dos dois dirigentes.

Nota atualizada às 11h30.

Veja mais em: Andrés Sanchez, Diretoria do Corinthians e Parque São Jorge.

Veja Mais:

  • Corinthians reencontra Botafogo-SP, agora em amistoso de intertemporada

    Amistoso de intertemporada, mata-mata na base e outros seis jogos agitam semana do Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians se reapresenta no CT Joaquim Grava na tarde desta segunda-feira

    Sondagem por Carille, duas baixas e dupla valorizada: como o Corinthians se reapresenta pós-folga

    ver detalhes
  • Cássio é um dos representantes do Corinthians na Seleção Brasileira

    Cássio sente dores na região do quadril e deixa treino da Seleção acompanhado da comissão médica

    ver detalhes
  • Renan Areias (à dir.) estava no Corinthians desde os seis anos; vínculo termina neste domingo

    Corinthians decide não renovar com Renan Areias; agora são 24 volantes sob contrato com o clube

    ver detalhes

Comente a notícia: