Corinthians joga melhor, mas perde para o Botafogo no Rio de Janeiro

51 mil visualizações 1.094 comentários Comunicar erro

Corinthians se impôs fora de casa, mas não conseguiu um resultado positivo

Corinthians se impôs fora de casa, mas não conseguiu um resultado positivo

Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Botafogo 1 X 0 Corinthians

Brasileiro 2019
24 de novembro de 2019, 18:00
Botafogo 1 x 0 Corinthians
Engenhão

Agora na zona de classificação para a Libertadores, o Corinthians entrou em campo para tentar ganhar posições e tranquilidade na briga pela vaga no torneio continental. A equipe alvinegra, porém, não conseguiu avançar na tabela.

Fora de casa, o time comandado por Dyego Coelho teve atuação dominante, mas não foi eficiente e acabou derrotado para o Botafogo por 1 a 0 - o gol adversário saiu em um raro contra-ataque, ainda na etapa inicial. Foi a primeira derrota do interino, que agora soma um triunfo, dois empates e um revés.

Com o resultado, o Corinthians se mantém estacionado na oitava colocação do Campeonato Brasileiro, com 50 pontos conquistados. Agora, a equipe volta suas atenções para seu próximo compromisso, marcado para quarta-feira, diante do Avaí, às 21h30.

Escalação

De forma surpreendente, Dyego Coelho mexeu muito no Timão e montou uma equipe com cinco alterações em relação a que atuou contra o Internacional. A equipe, então, começou o duelo com Cássio; Fagner, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Gabriel, Júnior Urso, Ramiro e Pedrinho; Vagner Love e Gustavo.

S

Meu Timão

Primeiro tempo

Mesmo fora de casa, o Corinthians começou em cima do Botafogo. Rapidamente, Pedrinho tentou finalizar de fora da área. Depois, Vagner Love quase conseguiu o drible para bater, mas acabou desarmado pela defesa.

A pressão na saída seguiu dando resultados. Aos quatro minutos, Gustavo interceptou lançamento do goleiro adversário, Love ajeitou para Pedrinho e o meia bateu com perigo de perna direita.

O ritmo da partida caiu um pouco, mas o Timão continuou melhor. Com um meio de campo compacto, Pedrinho apareceu com liberdade e acionou bem Danilo Avelar. O lateral cortou para dentro, mas bateu fraco para fácil defesa de Gatito.

Em rara escapada, porém, o Botafogo abriu o placar. Com liberdade pela direita, o Botafogo chegou bem e cruzou para Alex Santana. O volante tentou dominar e acabou deixando Diego Souza livre para bater na saída de Cássio.

Mesmo após o gol, o Corinthians continuou criando chances. Aos 32 minutos, foi a vez de Vagner Love bater cruzado e arrancar suspiros da Fiel, com a bola passando rente a trave defendida pelo goleiro botafoguense.

No último lance da primeira etapa, ainda deu tempo de Danilo Avelar quase empatar o jogo. Em cruzamento de Ramiro, o lateral dominou no peito e bateu na rede pelo lado de fora.

Segundo tempo

Na etapa final, o Corinthians demorou dez minutos para criar uma oportunidade. Em falta frontal, Gustavo bateu com perigo e assustou a torcida dos donos da casa - a bola passou rente ao travessão.

Aos 18, o técnico Dyego Coelho tentou sua primeira cartada para mudar o panorama da partida. Clayson saiu do banco e entrou na vaga de Júnior Urso, mudando o esquema da equipe, dando mais liberdade para o atacante e deslocando Ramiro para a direita.

Logo após entrar, o camisa 25 participou da jogada e achou Vagner Love pelo meio. A bola acabou sobrando com Ramiro, que cruzou e obrigou Gatito a sair para evitar a finalização do próprio Love.

Pouco depois, o centroavante deixou o campo para dar lugar a Mateus Vital, que entrou para dar fôlego novo ao ataque do Timão. Em sua primeira jogada, ele chegou com perigo pela esquerda e conseguiu escanteio. Na cobrança, nenhum corinthiano conseguiu cabecear.

O jogo virou ataque contra defesa, com os dez jogador do Corinthians no campo do Botafogo. As chances, porém, não apareciam, pelo bom desempenho da defesa carioca, que dificultou a vida de Clayson, bastante acionado pela esquerda.

Sem espaço, o Timão começou a arriscar de fora. Primeiro, com Clayson, depois com Ramiro. As duas, porém, sem muito perigo e longe do gol defendido por Gatito. Pressionado, o time da casa conseguiu segurar mais a bola e deixar o tempo correr em vantagem. Nervoso, o time de Coelho cometeu muitos erros na reta final da partida.

Veja mais em: Campeonato Brasileiro.

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a notícia: