Andrés admite ano ruim, diz que 'baciada' de contratações atrapalhou e projeta 2020 diferente

6.5 mil visualizações 71 comentários Comunicar erro

Por Andrew Sousa e Tomás Rosolino, na Arena Corinthians

Andrés quer reforços pontuais para 2020 melhor do Corinthians

Andrés quer reforços pontuais para 2020 melhor do Corinthians

Danilo Fernandes/ Meu Timão

A derrota por 2 a 1 contra o Fluminense pôs números finais ao ano do Corinthians. Com 56 pontos, a equipe alvinegra ficou na oitava colocação do Campeonato Brasileiro, garantindo vaga na pré-Libertadores de 2020. O time, vale lembrar, começou a rodada em sétimo e acabou perdendo uma posição. Para Andrés Sanchez, qualquer um dos lugares na tabela seria ruim.

"O Corinthians tem que brigar para ser o primeiro, segundo, sempre. Com toda a modéstia, mas sétimo e oitavo é a mesma coisa. É lógico que o dinheiro pode ser um pouquinho a mais, a menos, mas para o Corinthians chegar em sétimo, quinto, ou terceiro, é a mesma coisa que em décimo. Quando o Corinthians não é o primeiro, todo mundo fala que foi trabalhado mal", pontuou, na zona mista da Arena - o Timão, vale lembrar, perdeu cerca de R$ 1,7 milhão pela queda na tabela.

Leia também:
Corinthians e Nunes se reúnem nesta segunda para discutir mercado; técnico indicou mais de 17 nomes
Andrés nega ter falado sobre Luan com presidente do Grêmio e mantém interesse no atleta

Além de dar de ombros para a posição perdida, o mandatário alvinegro admitiu temporada ruim do Corinthians, que foi campeão paulista, acabou eliminado na semifinal da Sul-Americana e teve Fábio Carille demitido. Para o presidente, um dos erros foi o número alto de jogadores contratados.

"Nós disputamos alguns campeonatos, Sul-Americana, Paulista, Brasileiro e Copa do Brasil. Todos sabem que não fomos muito bem esse ano, foram muitos jogadores novos e isso com certeza atrapalhou um pouco. Agora é esperar que seja melhor no próximo ano", analisou.

"Nós montamos um novo grupo esse ano e alguns demoram para jogar no Corinthians, para se entrosar. Obviamente neste novo ano temos que contratar menos, com mais qualidade, para evitar o que aconteceu este ano", completou - segundo ele, Tiago Nunes já indicou mais de 17 possíveis reforços.

Veja outras respostas do presidente na zona mista da Arena

É o professor que decide

"Depende do treinador. O treinador já tem o planejamento dele, estamos vendo hoje periodicamente e todo mundo no Corinthians sabe o que é, e ele também. Não vai ser nada feito sem o treinador dar o sim ou o não".

Mudanças pela frente

"A maior mudança foi em 2013, depois que o Corinthians foi campeão do mundo, assim como de 2015 para 2016. Agora vão ter outras trocas, a gente já sabe o que o Tiago quer e vamos tentar fazer tudo o que ele pediu".

Mercado inflacionado

"Que entenda que o futebol não é só dinheiro. Não adianta fazer contrato ganhando de quatro, cinco anos ganhando um milhão, porque a conta vai chegar. Chegou para o Corinthians há dois, três anos, e vai chegar para os outros. No futebol todo mundo sabe o valor que o dinheiro tem. Alguns estão para cima porque venderam muitos jogadores e faz parte. Mas não pode fazer a loucura que estão fazendo no Brasil, isso é um absurdo. Mas infelizmente é o que tem aí".

Veja mais em: Andrés Sanchez e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Corinthians se despede da Florida Cup neste sábado

    Despedida do Corinthians na Flórida terá transmissão apenas na TV fechada; veja como assistir

    ver detalhes
  • Arqueiro de 18 anos chega para reforçar o elenco Sub-20 do Corinthians

    Corinthians encaminha contratação de goleiro que se destacou na Copinha com o Cuiabá

    ver detalhes
  • Léo Natel será jogador do Corinthians a partir de maio; maior percentual dos direitos econômicos será do Timão

    Corinthians fica com percentual maior de ex-base do São Paulo por vingança rival

    ver detalhes
  • Timão precisa de uma vitória para confirmar o título da Florida Cup

    Corinthians se despede da Florida Cup contra o Atlético Nacional; saiba tudo

    ver detalhes
  • Tiago Nunes define goleiro Cássio como capitão do Corinthians

    Tiago Nunes não descarta rodízio, mas define capitão do Corinthians em 2020

    ver detalhes
  • Felipe Ezabella ficou na quarta colocação no último pleito eleitoral

    Candidato no último pleito sugere mudança nas eleições presidenciais do Corinthians

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: