Jô prega respeito ao Mirassol e comenta 'rótulo' do Corinthians no Paulistão: 'Serve de combustível'

4.7 mil visualizações 29 comentários

Por Meu Timão

Elenco comemora gol decisivo de Jô contra o Red Bull Bragantino nesta quinta-feira

Elenco comemora gol decisivo de Jô contra o Red Bull Bragantino nesta quinta-feira

Rodrigo Coca / Agência Corinthians

Com a boa vitória sobre o Red Bull Bragantino na última quinta-feira, o Corinthians avançou de fase e enfrentará o Mirassol, no próximo domingo, às 16h, na Arena, em Itaquera, pela semifinal do Campeonato Paulista.

Em entrevista concedida no CT Joaquim Grava nesta sexta, o atacante Jô, que anotou um dos gols do Timão no Morumbi, pregou respeito ao próximo adversário da equipe alvinegra, que perdeu 18 atletas durante a paralisação do futebol nacional.

"É um confronto sempre difícil, é uma semifinal de Campeonato Paulista. O Mirassol não chegou onde chegou caindo de paraquedas. Eliminou o São Paulo e chegou à semifinal. Temos que tratar com todo respeito, como respeitamos o Bragantino e qualquer outra equipe. Se ganha o jogo dentro de campo, vai haver respeito, mas com nossa imposição. Temos nossas estratégias, é jogo único, não pode haver erros. Sabemos que será um jogo difícil", pontuou.

O camisa 77 do Corinthians também comentou a fama de "quinta força" que o time de Tiago Nunes carregou no início do mata-mata da competição. Situação bem parecida com o que aconteceu em 2017, quando os alvinegros foram rotulados como a "quarta força" do estado.

"Acho que quem trabalha no Corinthians, sabe que o Corinthians é sempre assim, cobrado, com pressão. Em 2017, teve esse episódio de quarta força e a gente sempre pega isso como combustível. Claro que sempre acreditamos no nosso trabalho e tentamos superar. Esse ano retorna esse mesmo episódio e a gente leva do mesmo jeito, com trabalho no dia a dia. É isso que leva a gente ao nosso objetivo (o trabalho). Tentamos sempre deixar do lado de fora, deixar externamente. É evitar entrar em empolgação de torcedores. Aqui a gente trabalha, Corinthians é Corinthians, chega em qualquer competição com obrigação de ganhar", pontuou.

Na sequência, Jô comparou os anos de 2017 e 2020 no Parque São Jorge.

"A gente tem que sempre tirar o que foi de bom do passado. Tem algumas semelhanças, mas grupo diferente, momento diferente, até por tudo o que estamos vivendo. Algumas lições tira. Negócio de favoritismo, quarta força, quinta força, deixamos para torcedores e imprensa. Dentro do campo prevalece quem corre mais, que se dedica mais, quem faz os gols. Adversário vem com mesmo propósito, tem família para sustentar. Você ganha um adversário quando você respeita. As quatro equipes são merecedoras. Vai ser como o último jogo da vida de cada um e se classifica quem se sair melhor", concluiu.

Veja mais em: e Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Corinthians terá o logo preto e branco na sua camiseta

    BMG 'antecipa' logo preto e branco na camisa do Corinthians; banco mantém campanha

    ver detalhes
  • Três contaminados e escalação inédita do Corinthians no Brasileirão | Carlos de saída?!

    VÍDEO: Três contaminados e escalação inédita do Corinthians no Brasileirão | Carlos de saída?!

    ver detalhes
  • Zagueiro Gil testa positivo para Covid-19

    Corinthians confirma Gil e Natel fora de duelo com Atlético-MG e explica resultados do Covid-19

    ver detalhes
  • Carlos Augusto deve mesmo se transferir para o futebol italiano

    Corinthians perde Carlos contra o Atlético-MG por lesão e vê negócio com italianos avançar por saída

    ver detalhes
  • Luan apareceu treinando normalmente nas imagens publicadas pelo clube

    Com Luan em campo, Corinthians finaliza preparação para estreia no Brasileirão; veja possível time

    ver detalhes
  • Corinthians e Atlético-MG se enfrentam pelo Campeonato Brasileiro 2020

    Corinthians estreia no Brasileirão como 'azarão' contra Atlético-MG em sites de apostas

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: