Live na Arena é marcada por gafes: citação homofóbica, ausência de máscaras e um 'fui estuprado'

59 mil visualizações 741 comentários

Dan Stulbach e Ronaldo Giovanelli, apresentadores do evento, não usaram máscara, assim como os convidados; apenas funcionários da Néo Química usaram o artigo obrigatório na pandemia

Dan Stulbach e Ronaldo Giovanelli, apresentadores do evento, não usaram máscara, assim como os convidados; apenas funcionários da Néo Química usaram o artigo obrigatório na pandemia

Reprodução/Internet

O evento do anúncio da Neo Química como dona dos naming rights do estádio do Corinthians foi marcado por emoção dos participantes, uma belíssima queima de fogos, um depoimento incrível do zelador (Kiko), mas também por algumas gafes. Algumas que causaram irritação em torcedores nas redes sociais.

A começar pela falta de máscara dos apresentadores Dan Stulbach (ator) e Ronaldo Giovannelli (ex-goleiro) e dos convidados ligados ao clube que foram chamados no palco, como o presidente Andrés Sanchez, o diretor de futebol Duílio Monteiro Alves, entre outros.

Devido à pandemia do Covid-19, a Prefeitura de São Paulo decretou a necessidade de máscara. No site oficial da Prefeitura, o aviso é claro: "sempre que estiver em espaços de uso coletivo, é obrigatório colocar a proteção". Os representantes da gigante farmacêutica, por sua vez, estiveram no palco com suas respectivas máscaras.

Outro momento que foi bastante criticado nas redes sociais foi quando o youtuber Diego Harms, um dos apresentadores do Canal Vilhinha, cantou uma música provocativa ao rival São Paulo, usando um termo homofóbico.

O presidente Andrés Sanchez também contribuiu - e bastante -, para a lista de gafes do eventos. Ao ser perguntado sobre as negociações com a Neo Química, se foram fáceis ou difíceis, o mandatário soltou um "fui estuprado", querendo dizer que teve de abrir mão de muitas exigências que gostaria de ter feito.

Uma outra situação que soou como gafe para alguns torcedores foi quando Tiago Nunes foi colocado na berlinda, até com uma possibilidade de demissão devido ao mau momento da equipe. Duílio Monteiro Alves saiu em defesa do treinador.

Ainda durante a live, que celebrava um momento alegre da torcida, algumas vezes foram lembrados momentos ruins do clube, como o rebaixamento em 2007, a ironia de torcedores adversários quanto à conquista do primeiro Mundial de Clubes e até a derrota para o Palmeiras na final do Paulistão de 74.

Em tempo: houve ainda quem, nas redes sociais, enxergasse que o adesivo de um dos microfones usados no palco era na cor verde. Outros enxergaram o objeto na cor amarela.

Veja mais em: Neo Química Arena, Diretoria do Corinthians, Ações de marketing e Andrés Sanchez.

Veja Mais:

  • Robson Bambu tem uma nova oportunidade no futebol brasileiro

    Robson Bambu detalha negociação com o Corinthians e pondera 'passo atrás' por voltar ao Brasil

    ver detalhes
  • Giuliano e Paulinho são dois "concorrentes" por posição para o jogo de domingo

    Sylvinho monta dois times mistos em treino do Corinthians; veja escalações

    ver detalhes
  • Corinthians viu a sua sequência positiva ser quebrada contra o Pato

    Corinthians perde para o Pato Basquete em jogo com 17 mudanças de vantagem pelo NBB

    ver detalhes
  • Volante Éderson estava emprestado pelo Corinthians ao Fortaleza, mas deve seguir para o futebol italiano

    Corinthians chega a acordo com clube europeu e libera Éderson para exames; saiba valores

    ver detalhes
  • Fiel passa a ter uma nova opção para se atualizar no YouTube

    Meu Timão lança novo canal no YouTube; saiba como se inscrever

    ver detalhes
  • Roni participou do treino desta sexta-feira; já Willian seguiu na parte interna do CT

    Roni volta aos treinos e Willian 'desfalca' atividade do Corinthians pelo segundo dia seguido

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x