Corinthians leva gol no fim, perde para o América de Cali nos pênaltis e é eliminado da Libertadores

39 mil visualizações 312 comentários

Adriana jogando contra o América de Cali

Adriana jogando contra o América de Cali

Rodrigo Gazzanel / Agência Corinthians

Corinthians 1 X 1 América de Cali

Libertadores Feminina 2020
17 de março de 2021, 17:00
Corinthians 1 x 1 América de Cali
Deportivo Morón

O Corinthians se despediu da Copa Libertadores da América de 2020 nesta quarta-feira. As comandadas de Arthur Elias empataram em 1 a 1 durante o tempo normal, mas viram a vaga na final do torneio escapar nas penalidades.

O Timão mais uma vez encontrou um América de Cali que sabia tudo o que ele ia fazer dentro de campo, correu demais e impôs grande dificuldade para o jogo apoiado que envolveu tantas adversárias até aqui. Um tiro de fora da área da capitã Tamires parecia que ia dar a vaga na decisão, mas um outro gol lindo das colombianas empatou o jogo. Nos penais, Gabi Nunes e Diany perderam e o Timão foi eliminado.

Com o revés, o Timão deixa o torneio tendo sofrido apenas um gol na competição, justamente o dos acréscimos. O clube do Parque São Jorge é o atual campeão do torneio, conquistado em 2019 justamente diante da Ferroviária, e buscava o seu terceiro título da competição. A equipe, vale lembrar, já está classificada para a edição de 2021 da Libertadores.

Escalação

O técnico Arthur Elias não contou com Gabi Portilho para o confronto, recuperando-se de um desconforto muscular. Dessa forma, o Timão foi a campo com: Tainá, Katiuscia, Poliana, Pardal e Tamires; Andressinha, Gabi Zanotti e Vic Albuquerque; Giovanna Crivelari, Adriana e Gabi Nunes.

A

Meu Timão

O jogo

Primeiro tempo

A etapa inicial começou com um forte ritmo do Corinthians, apostando em Adriana pela esquerda para abrir o placar rapidamente e evitar que as colombianas ficassem confortáveis na estratégia de marcar com nove na frente da área, como aconteceu na fase de grupos, semana passada.

Sem conseguir finalizar com perigo apesar do volume de jogo, porém, o Timão voltou àquele embate de muita paciência, procurando rodar a bola e tentando, na maioria das vezes, abrir a bola para Tamires tentar cruzar/finalizar. Vic, aposta na vaga de Grazi, não conseguiu ser efetivas no papel de criação ou de elemento surpresa.

Sem sofrer atrás, com exceção de uma bola na qual Tainá demorou a decidir o passe e quase foi desarmada, o Timão viu o embate se transformar num teste de paciência e criatividade, já que todos os pontos fortes alvinegros estavam mapeados.

Alternativa que já salvou em algumas situações desse tipo, a bola parada quase resolveu o problema quando Andressinha cruzou na cabeça de Pardal. A zagueira cabeceou para o chão, mas parou em boa defesa da goleira. Na sobra, em meio a uma confusão, a juíza apitou falta para as colombianas.

Segundo tempo

A equipe alvinegra voltou para a etapa final sem modificações em termos de peças, mas disposta a acelerar o ritmo das trocas de passes. A aposta claramente era em um América de Cali mais cansado que desse mais espaços, principalmente com as meio-campistas prendendo menos a bola.

O Timão quase chegou logo de cara em duas bolas de Gabi Nunes, mas a centroavante acabou travada na hora de definir. Pouco depois, aos 12 minutos, veio o desafogo: depois de Andressinha investir pelo meio, a bola acabou sobrando para Tamires, que chutou forte, rasteiro. Tapia acabou pulando atrasada e espalmou para dentro do gol, explodindo em festa o banco corinthiano.

O América se perdeu um pouco na marcação com o gol e o Corinthians poderia ter ampliado com Gabi Zanotti e Nunes, ambas livres na entrada da área. Nessas finalizações, porém, Tapia estava bem posicionada e fez a defesa sem dar rebote.

Arthur Elias segurou bastante as substituições começou a mexer no time a partir dos 25 minutos, mandando a campo nomes como Diany, Grazi e Yasmim, essa última fazendo Tamires atuar no meio pela primeira vez no torneio, ainda que por alguns minutos. Como o placar não se dilatou, a tensão seguiu até os minutos finais.

Quando parecia que o jogo havia diminuído de ritmo, porém, o América lançou uma bola ao ataque, Pardal e Poliana não conseguiram cortar e Guarecuco acertou um chute de rara felicididade, encobrindo Tainá Borges já aos 48 minutos da etapa final.

Pênaltis

Nas penalidades, o Corinthians marcou com Pardal, Juliete, Adriana, mas Gabi Nunes e Diany pararam em Tapia. O América, por sua vez, fez com Usme, Rodríguez, Iglesias e Ospina

Ficha técnica de Corinthians 1 x 1 América de Cali

Competição: Copa Libertadores da América
Local: Nuevo Francisco Urbano, Buenos Aires, Argentina
Data: 17 de março de 2021 (quarta-feira)
Horário: 17h00 (de Brasília)
Árbitro: Adriana Farfán
Gols: Tamires (Corinthians); J. Guarecuco (América de Cali)
Cartões amarelos: Diany (Corinthians); L. Basanta, G. Rodríguez e J. Guarecuco (América de Cali)

CORINTHIANS: Tainá; Katiuscia, Pardal, Poliana e Tamires; Andressinha (Juliete), Victória Albuquerque (Diany) e Gabi Zanotti (Grazi); Giovanna Crivelari (Yasmim), Adriana e Gabi Nunes.
Técnico: Arthur Elias

AMÉRICA DE CALI: K. Tapia; T. Castañeda, D. Arias, L. Basanta (A. Iglesias) e L. Ocampo (Y. Riascos); C. Pineda e D. Ospina; S. Martínez (M. González), C. Usme e G. Robledo (G. Rodríguez); W. Bonilla (J. Guarecuco).
Técnico: Andrés Usme

Veja mais em: Corinthians feminino.

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a notícia:

x