Carlos Brazil mostra força e figurões deixam a base do Corinthians; veja os bastidores

39 mil visualizações 338 comentários

Por Rodrigo Vessoni e Luis Speyer Fabiani

Carlos Brazil estava no Vasco e foi trazido pelo Corinthians para ser o novo gerente das categorias de base

Carlos Brazil estava no Vasco e foi trazido pelo Corinthians para ser o novo gerente das categorias de base

Felipe Szpak / Agência Corinthians

Desde o começo do ano, uma enorme reformulação está em curso na base do Corinthians. A reportagem do Meu Timão separou os detalhes e explica abaixo, passo a passo, com os devidos personagens, tudo que ocorreu nos últimos dias no departamento de formação do clube do Parque São Jorge.

O caso envolve a tradicional influência política do clube, discussões ríspidas entre os envolvidos, reuniões e jogo de cintura do presidente Duilio Monteiro Alves para tentar apaziguar o ambiente.

Até agora três grandes figurões deixaram o departamento e outros poderão tomar o mesmo caminho numa dança das cadeiras inédita na história recente do clube. Dois dos três que saíram, inclusive, tiveram de ser realocados no CT da equipe principal em meio a essa tentativa de pacificação do presidente.

Confira o passo a passo da reformulação abaixo

Oswaldo Neto, diretor das categorias de base do Corinthians, bancou politicamente Carlos Brazil, que definiu por algumas mudanças no departamento

Oswaldo Neto, diretor das categorias de base do Corinthians, bancou politicamente Carlos Brazil, que definiu por algumas mudanças no departamento

Reprodução/Internet

Tudo começou com a chegada de Carlos Brazil para assumir como gerente geral. O profissional, considerado um dos mais importantes da base no país, foi trazido do Vasco com a promessa de carta branca para reorganizar o departamento, que tem Oswaldo Neto como diretor.

Diante desse cenário, apoiado politicamente por Neto, o gerente decidiu trazer diversos profissionais de sua confiança. Como noticiado pelo Meu Timão, quase dez profissionais foram buscados no Vasco, seu antigo clube.

Para chegar alguém é preciso abrir espaço. E isso foi feito. A reformulação começou com profissionais antigos do clube, que foram afastados do CT (alguns sendo colocados de férias). Outros encontram novos destinos e também foram embora.

O primeiro grande impacto na base é a saída de Alex Meschini, que deixou o cargo de coordenador do departamento e foi realocado para função de auxiliar técnico de Sylvinho, no CT do profissional. Eduardo Húngaro, ex-Vasco, assumiu a função do ex-meia.

Assim como as outras saídas, a de Alex não se deu de forma pacífica. O Meu Timão apurou que houve conflito entre o ex-meia e o conselheiro Jacinto Antônio Ribeiro, o Jaça, que exerce grande influência na base do Corinthians. O motivo teria sido o vazamento de um áudio, no qual Alex condenava algumas medidas do conselheiro.

Enquanto outros profissionais eram anunciados, como Próspero Paoli (coordenador metodológico), aconteceu a primeira grande confusão. O motivo foi o cargo de treinador do Sub-20 após a goleada para o Atlético-MG, por 4 a 0, em casa.

Carlos Brazil fez o convite a Diogo Siston que, por sua vez, pediu demissão no Vasco. A decisão desagradou Jaça, responsável pela indicação de Tarcisio Pugliese, então treinador da equipe sub-20.

Conselheiro Jacinto Antônio Ribeiro, o Jaça, indicou Tarcísio Pugliese como treinador da equipe sub-20

Conselheiro Jacinto Antônio Ribeiro, o Jaça, indicou Tarcísio Pugliese como treinador da equipe sub-20

Reprodução/Internet

Antigo diretor e conselheiro influente na base do clube, Jaça fez a intervenção e conseguiu segurar Pugliese no cargo. Há relatos nos bastidores de discussões ríspidas até a decisão final. Siston, que já tinha pedido para sair do clube carioca, ficou desempregado.

Em meio à confusão nos bastidores, a equipe enfrentou justamente o Vasco na Fazendinha. O duelo foi recheado de expectativa, já que os dois clubes viviam um clima nada amistoso após a busca de tantos profissionais vascaínos. E o Timão levou uma goleada histórica, por 6 a 0.

No dia seguinte, a reportagem do Meu Timão revelou o atraso de salário de jogadores da base que têm contrato de formação, incluindo alguns do Sub-20. A notícia se espalhou, a torcida fez forte cobrança nas redes sociais e causou enorme transtorno aos responsáveis pela base.

Horas depois, como lanterna do Brasileiro Sub-20, o Corinthians conseguiu segurar o empate com o São Paulo, em Cotia. Mesmo com o resultado considerado satisfatório, a segunda grande mudança foi anunciada.

Apesar do apoio de Jaça, o técnico Tarcísio Pugliese foi demitido do cargo de treinador da equipe sub-20

Apesar do apoio de Jaça, o técnico Tarcísio Pugliese foi demitido do cargo de treinador da equipe sub-20

Rodrigo Coca / Agência Corinthians

O Corinthians confirmou a saída de Tarcísio Pugliese, indicado por Jaça. A decisão foi tomada por Carlos Brazil, gerente, em conjunto com Oswaldo Neto, diretor. A expectativa é de Siston, que não voltou ao Vasco, enfim seja anunciado após o cargo ficar vago.

No dia seguinte, a terceira grande mudança na base. O ex-volante Márcio Bittencourt foi realocado para o elenco profissional num setor que nem existia no clube. De acordo com o GloboEsporte.com, o Corinthians criou um departamento de monitoramento dos jogadores emprestados, com Márcio na função de observador.

O ex-volante, alias, também havia sido pivô de outro conflito no começo do ano. Após a saída de Dyego Coelho, Bittencourt foi realocado para o cargo de treinador interino da categoria Sub-20.

A tendência era de que Carlos Leiria, então comandante da categoria Sub-15, e dono de grande trabalho como interino do Sub-20 no ano passado, assumisse o cargo. O motivo da escolha pelo substituto de Coelho também se sustentou em relacionamentos internos no clube. Leiria é desafeto de Jaça e de Márcio, e deixou o clube cinco meses após a troca no comando técnico.

A expectativa é de que Alex, Pugliese e Márcio não sejam os únicos figurões a deixarem a base. As mudanças no departamento deverão continuar nos próximos dias.

Em tempo: vale lembrar que, antes dessa sequência de saídas, um outro figurão da base corinthiana já tinha perdido seu cargo. Fernando Yamada, que exercia a função de gerente, foi retirado do departamento. O ex-goleiro, porém, não foi demitido pelo clube.

Veja mais em: Corinthians Sub-20, Base do Corinthians, Diretoria do Corinthians e Corinthians Sub-17.

Veja Mais:

  • Giuliano será apresentado pelo Corinthians nesta quarta-feira

    Corinthians marca apresentação virtual de meia Giuliano; saiba mais

    ver detalhes
  • Elenco comemorando o gol de Jô contra o Red Bull Bragantino, na reestreia do atacante

    Veja como reestrearam os ídolos do Corinthians que voltaram ao clube nos últimos anos

    ver detalhes
  • Neguinho está próximo de acertar o retorno pro Corinthians

    Corinthians tem interesse na contratação de Neguinho; jogador foi visto no Parque São Jorge

    ver detalhes
  • Timão fará sua estreia na quinta-feira, às 19h30, contra o Paulistano

    Corinthians conhece datas do Paulista de Basquete; equipe estreia na quinta-feira

    ver detalhes
  • Giuliano completa nesta terça-feira exatos 100 dias sem entrar em campo; meia-atacante entrou em campo pela última vez no longínquo dia 25 de abril, quando atuou pelo Basaksehir, da Turquia

    Giuliano completa exatos 100 dias sem jogar; reforço do Corinthians se prepara para estreia

    ver detalhes
  • Jacinto Antônio Ribeiro, o "Jaça", conselheiro vitalício do clube, e pivô de conflito com Brazil nas últimas semanas; Márcio Bittencourt, ex-jogador e ex-treinador da base do clube

    Desentendimento na base do Corinthians separa Sub-23 das demais categorias; entenda

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x