São Paulo x Corinthians

Pelo Campeonato Brasileiro, o Corinthians vai perdendo do São Paulo

Acompanhe ao vivo
A moda é reclamar dos 'modinhas'

Danilo Augusto

Corinthiano e programador dedicado que tem um orgulho imenso de ter criado essa comunidade chamada Meu Timão.

ver detalhes

A moda é reclamar dos 'modinhas'

Coluna do Danilo Augusto

Opinião de Danilo Augusto

59 mil visualizações 90 comentários Comunicar erro

A moda é reclamar dos 'modinhas'

Reclamar de quem reclama virou rotina entre os torcedores corinthianos

Torcer para um clube de futebol muitas vezes é algo inexplicável. Medo, suar frio, chorar de emoção, rir, se orgulhar, tudo por uma camisa que você escolheu torcer quando tinha poucos anos de vida. Ou então o amor pela equipe vem de pai pra filho, de avô para neto, uma paixão hereditária. E você dedica seu tempo, seu lazer, seu amor e até seu dinheiro por aquela equipe por anos e anos.

Numa temporada boa, você comemora bastante vitórias e um título, talvez dois. Mas se não vier, você continuará corinthiano do mesmo jeito, é assim que funciona. Se você acompanha o Timão durante muitos anos, está acostumado às "turbulências" do Corinthians. Já passou por fases boas, ruins, e péssimas, já deve ter visto Fábio Braz, Wilson, Iran, Zelão e Aílton jogarem no time de 2007.

Se você se orgulha de ter apoiado o time nessas horas, de ter passado por todo esse sofrimento, parabéns, mas há novos torcedores no Corinthians.

Bom, pense que, um corinthiano de 20 anos, que começou a assistir assiduamente os jogos a partir dos 14 anos de idade, nunca pegou essa fase péssima. Pense que, a leva de novos torcedores que Ronaldo, a Libertadores e o bi-mundial trouxeram, também nunca viram o time realmente mal.

A nova geração, por hábito de conquista, aparenta ser mais impaciente.

Muitas vezes é puro imediatismo mesmo, tem gente que reclama do time quando o jogo mal começa, do jogador que simplesmente errou um passe ou do atleta que chegou faz quatro meses e ainda não se adaptou ao clube, talvez nova função que o treinador pediu. O efeito oposto também ocorre quando um garoto de 17 anos faz dois gols na Copa São Paulo. Na hora, o garoto é prontamente cotado para titular da equipe principal.

Esse imediatismo, essas reclamações ganharam um rótulo. Uma forma que encontraram para reclamar de quem reclama: modinha. Substituindo o famoso corneteiro, uma geração mais nova da "turma do amendoim". Rótulos por si só já são ruins, e "modinha" é pejorativo, mas se fosse para definir em uma palavra, eu chamaria esse perfil de "impaciente".

Só que há um porém que poucos pensam. Esses torcedores são tão fundamentais quanto você, que reclama de quem reclama, ou quanto eu, que abandonei minha carreira para cuidar de um site sobre o Corinthians.

Os "impacientes" também compram produtos oficiais, também compram ingresso, muitos assinam Premiere e em geral colocam de alguma forma dinheiro na conta do time.

Conquistas, marketing, grandes contratações e ídolos também servem para isso: trazer novos torcedores, que com o tempo, vão entender a absorver a cultura centenária da nossa torcida. Ao longo de três anos, talvez cinco ou dez anos, o comportamento de todo torcedor muda.

Fenômeno nacional, todos querem reconhecimento

Esse orgulho por torcer há mais tempo não é um fenômeno só no Corinthians. Na NBA e da NFL, acontece muito entre o público brasileiro. O pessoal que gosta do esporte alguns anos a mais se acha no direito de criticar quem adquiriu recente interesse. E isso é péssimo para o esporte, ou para o clube, no caso do Corinthians.

É fácil achar gente reclamando que tudo virou "modinha". De corrida de rua a Baseball, é tudo coisa de "modinha", segundo os mais experientes. Isso mostra quão rude é o pessoal com o público mais novo.

Paciência e respeito

Resumindo tudo, o que eu peço é: tenham paciência com os novos torcedores. A mesma paciência que vocês tem com os novos jogadores e eles não tem. Explique que, durante o jogo, o papel da torcida é motivar o time, ao invés de sair xingando "modinha do car....".

Muitos clubes que não pensaram em atrair novos torcedores acabaram se apequenando, como o América-MG, o América do Rio, a Portuguesa de São Paulo, o Botafogo, e até mesmo o Nottingham Forest, da Inglaterra, que praticamente inventou o futebol.

Coluna do Danilo Augusto

Por Danilo Augusto

Corinthiano e programador dedicado que tem um orgulho imenso de ter criado essa comunidade chamada Meu Timão.

O que você achou do post do Danilo Augusto?

  • Comentários mais curtidos

    Foto do perfil de Juliano

    Ranking: 245º

    Juliano 3206 comentários

    por @ptlontramg

    Matéria parece que foi feita pra mim. Kkkkkkkk. Mas é difícil ter paciência com essa molecada viu. Kkkkkkkkk. VAAAIIII CORINTHIAANSSS

  • Foto do perfil de Pedro

    Ranking: 5682º

    Pedro 192 comentários

    por @pedro.augusto18

    Você tem razão, seus argumentos são fortes. Entretanto, é difícil de ver, e dá até desgosto ver parte dessa nova geração dizer coisas do tipo : " O Cássio não ídolo do Corinthians" " Vaza Cássio" e até o caso dos xingamentos racistas direcionados ao André. Complicado ver essa galera "reclamando de barriga cheia" sem ter vivido a época da lama, complicado ver ALGUNS deles indo a Itaquera para fazer qualquer coisa, menos apoiar o Corinthians os 90min, é complicado até ler as redes sociais do Corinthians sem se estressar com tanta besteira e cornetagem. Eles não sabem o que é se humilhar aos pés do São Paulo para alugar o panetone e mandar quase todos os jogos lá, não sabem o que ter Clodoaldo, Finazzi, Arce e tantos outros peladeiros no elenco (reclamam do André e Buno Henrique) e principalmente : Não sabem o que ir ao estádio ou assistir o Corinthians pela TV mesmo sabendo que a derrota era quase certa(não se sabia de quanto). Vou tentar compreender mais, eles são o futuro.

  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Thiago

    Ranking: 519º

    Thiago 1878 comentários

    87º. por @thiago.silva133

    Que saco! Ahahaha

  • Foto do perfil de Bruno

    Ranking: 541º

    Bruno 1823 comentários

    86º. por @depaoloshady

    Me sinto envergonhado por isso, pois sou dessa geração e não sou desse jeito

  • Foto do perfil de Edson

    Ranking: 594º

    Edson 1686 comentários

    85º. por @timaorn

    Mas quando você escolhe um time também não é levando em consideração sua história e perfil?
    Aqui sempre foi o time da raça; da vitória improvável (contra um time em melhor fase ou com mais recursos); do calção (e as vezes todo o uniforme) sujo ao fim da partida; da torcida que grita mais alto (mesmo em minoria); da torcida que apóia o jogo inteiro p depois criticar.
    Perder isso é perder a identidade. É deixar de ser Fiel... É deixar de ser Corinthians.
    Já não basta não poder mais ver a festa das bandeiras nas arquibancadas? Daqui a pouco teremos apenas um bando de chatos pegando no pé de jogador e vaiando? Em vez de sair sem voz do estádio, vão sair com os dedos doidos de teclar?
    Este tipo de torcedor não é bem vindo. Aqui é Corinthians meu irmão. Não é para qualquer um.
    Portanto que venham os novos... Mas que aprendam como se portar com os mais velhos!

  • Foto do perfil de Hitalo

    Ranking: 7997º

    Hitalo 118 comentários

    84º. por @hitalo.da.silveira.l

    Falou tudo cara

  • Foto do perfil de J.

    Ranking: 472º

    J. 2020 comentários

    83º. por @palencia

    Criticar todos tem o direito, mas desde que haja respeito, e boa parte dessa "geração impaciente", como você quer chamar não respeita nada e ninguém.
    Para ver o nível de alguns deles basta entrar no tweet de alguns jogadores no dia em que o time perde.
    O fato deles consumirem Corinthians como outro torcedor qualquer não lhes da esse direito, fico imaginado o que eles fazem com os pais ou parentes no dia em que são contrariados

  • Foto do perfil de Osmar

    Osmar 4 comentários

    82º. por @osmarcorinthiano

    Você já pensou se "estas pessoas", tivessem vivido na época do "FAZ MI RIR".? !

  • Foto do perfil de Thiago

    Ranking: 327º

    Thiago 2652 comentários

    81º. por @freud

    A questão pra mim é esses novos torcedores destruírem a cultura da torcida do Corinthians, com sua característica mais forte: Apoio incondicional! O período onde a torcida mais cresceu foi justamente na seca de 20 anos sem títulos. Nos anos 90 por foi bem normal ficar um ano sem título e tivemos times muito piores do que o atual, mas mesmo o apoio era incondicional. A geração atual é exatamente igual a torcida do Palmeira, do São Paulo... Não tem o diferencial que tínhamos.

  • Foto do perfil de Bruno

    Ranking: 4º

    Bruno 38537 comentários

    80º. por @bruno.souza47

    Corinthians sempre

  • Foto do perfil de Alexandre

    Ranking: 59º

    Alexandre 8186 comentários

    79º. por @hamateen

    Usa torcedor bipolar!

  • Foto do perfil de Ciro

    Ranking: 3º

    Ciro 39344 comentários

    78º. por @ciro.hey

    A verdade é que eu era feliz em ser Corintiano mesmo nesses tempos rsrs antes disso fui feliz com o esquadrão de 99/99/00.
    Antes disso fui feliz com Marcelinho e cia e antes disso com Neto e cia..
    Mesmo tendo times horríveis(não comparado com os de hoje e sim com os elencos de outros times) o Corinthians era pura raça em campo!