Tiago Nunes acertou ou errou?

Julia Raya

Estagiária do Meu Timão e estudante de Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo-SP. Tem 17 anos e é corinthiana há 18. Sempre viveu com o Corinthians e agora trabalha com ele também.

ver detalhes

Tiago Nunes acertou ou errou?

Coluna da Julia Raya

Opinião de Julia Raya

13 mil visualizações 103 comentários Comunicar erro

Tiago Nunes acertou ou errou?

Tiago Nunes vai comandar a equipe do Corinthians em 2020. Mas por que não em 2019?!

Foto: Albari Rosa

Sei que o "boom" da discussão sobre Tiago Nunes ter errado ou acertado na escolha de não assumir o Corinthians esse ano já passou (em parte), mas ainda não fiz bom uso deste espaço para tal debate. A partir da entrevista exclusiva do comentarista Neto para o Meu Timão, então, quero levantar o tema desta coluna.

Neto considerou a decisão de Tiago Nunes "um erro gravíssimo" e, como o comentarista, muita gente acredita que o treinador deveria ter assumido o time ainda nessa temporada. Eu acho o contrário. Para mim, Tiago Nunes fez certo.

É óbvio que todos os corinthianos queriam uma "salvação" nesse final de semestre e a agitação dos bastidores animou a torcida quanto a isso, mas talvez nem Tiago conseguisse dar conta.

No meu ponto de vista, assumir o Corinthians essa temporada é que seria um erro - que poderia vir a ser "gravíssimo", como intitulou Neto.

Tiago Nunes mostrou no Athletico Paranaense que sabe sim dirigir uma equipe muito bem, mesmo com pouco tempo de carreira (e passagem por 21 clubes). Mas o técnico chegaria com a difícil missão de levar o time à Libertadores - missão que ficou sob responsabilidade de Dyego Coelho, que não corre risco de demissão. Não cumpri-la levaria à crucificação de Tiago com apenas sete jogos no comando da equipe (contando desde o dia 7 de novembro, quando o clube alvinegro anunciou o treinador).

Atuações medianas e, quem sabe consequentemente a não classificação do time para a Libertadores 2020 - o que seria normal considerando que o treinador pegaria o trabalho no fim de um ciclo e com um elenco que não conhece -, causaria revolta dos torcedores e comprometeria a atuação de Tiago em 2020, que já começaria o ano pressionado. O imediatismo do futebol brasileiro é evidente - e infelizmente parece inevitável na cultura do esporte no país.

Por outro lado, concordo com um ponto levantado por Neto. "Quem eu posso mandar embora, quem pode permanecer? Às vezes eu posso mandar um cara embora que está desmotivado, mas com a chegada dele esse cara pode jogar. Às vezes traz um outro que pode ser pior que o que saiu, não conhece ninguém."

É claro que Tiago Nunes já acompanha o Corinthians e se movimenta nos bastidores para montar sua comissão técnica, mas a divisão do trabalho de Coelho e Tiago é bem clara, e os jogadores também pouco falam sobre o ex-athleticano. Parece que Tiago acompanha, sim, o trabalho, mas "meio de longe", sem muito contato com o grupo, por isso pode sim acontecer o que Neto disse.

Enfim, como toda situação, essa também tem seus lados positivos e negativos. Mas, para mim, Tiago tomou a decisão certa e se "protegeu" para poder começar um trabalho bem, com menos pressão e com um grupo que ajudou a formar.

Fala, Fiel!

E você, o que achou da decisão de Tiago Nunes? Faria diferente? Deixa sua opinião aí nos comentários.

Veja mais em: Tiago Nunes.

Coluna da Julia Raya

Por Julia Raya

Estagiária do Meu Timão e estudante de Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo-SP. Tem 17 anos e é corinthiana há 18. Sempre viveu com o Corinthians e agora trabalha com ele também.

O que você achou do post da Julia Raya?