109 vezes Corinthians

Mateus Pinheiro

Jornalista na ESPN, Mateus Pinheiro tem apenas 21 anos e já passou alguns deles escrevendo sobre o Coringão. Contaminado pela Epidemia Corinthiana.

ver detalhes

109 vezes Corinthians

Coluna do Mateus Pinheiro

Opinião de Mateus Pinheiro

1.4 mil visualizações 17 comentários Comunicar erro

109 vezes Corinthians

Corinthiano confia na fé

Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

O corinthiano é diferente. Ele é diferente desde o nome, quando um ou outro discutem - "corintHiano ou corintiano?". Diferente no jeito de se cumprimentar, afinal, quando você reconhece outro louco do bando no seu meio social, nada vai te impedir de saudá-lo com um: "Beleza, Corinthians?". Diferente no jeito de apoiar, como bem sabemos, pois se tem Corinthians jogando no Campeonato Brasileiro de Bola de Gude, você estará lá, lamentando uma jogada errada e vibrando por um acerto em cheio.

São todas essas diferenças em relação aos outros que fazem com que o corinthiano seja o ponto fora da curva. Isso que faz com que o corinthiano sente na mesa do bar, no meio de seus amigos que não tiveram a mesma sorte e escute: "Ihh, lá vem ele de novo".

Todos querem ser, e só alguns podem. Aqueles que nascem, aqueles que se tornam, aqueles cuja maior preocupação do dia é o Corinthians.

Não à toa, faz o maior dos torcedores do rival, Mauro Beting, definir com perfeição um verbo exclusivo do nosso torcedor: "Corinthians". Sim, como o homem mesmo definiu, nós Corinthians o Corinthians. Por ser algo tão diferenciado, é um sentimento que não se resume em ação diferente que o próprio sujeito. Loucura, né?

Já são 109 anos de Corinthians. 109 vezes que o ano virou para corinthianos. Muitos de glórias, mas a grande maioria de luta. De batalha. De Corinthians.

O sentimento é de agradecimento. Gratidão pelos anos que vieram e pelos anos que virão. Orgulho por poder ostentar na rua um símbolo que significa muito mais do que um clube.

Afinal, deve ser difícil viver num mundo no qual você não pode chegar para alguém aleatório na rua e dizer: "Vai, Corinthians".

Veja mais em: História do Corinthians.

Coluna do Mateus Pinheiro

Por Mateus Pinheiro

Jornalista na ESPN, Mateus Pinheiro tem apenas 21 anos e já passou alguns deles escrevendo sobre o Coringão. Contaminado pela Epidemia Corinthiana.

O que você achou do post do Mateus Pinheiro?