São Paulo 1 x 0 Corinthians - Semifinal - Paulista 2018

Paulista 2018 - São Paulo 1 x 0 Corinthians

https://www.meutimao.com.br/jogo/25-03-2018/paulista_2018/sao_paulo-1-x-0-corinthians

02:00

2018-03-25T16:00:00

Corinthians Corinthians 0 x 1 São Paulo São Paulo

Paulista 2018

Sobre a Partida

Corinthians de Ralf & cia. foi derrotado pelo São Paulo neste domingo

Remendado Corinthians não arrisca, perde do São Paulo e agora precisa de vitória para ir à final

Um remendado Corinthians com sete desfalques entre aqueles jogadores tidos como titulares foi derrotado pelo São Paulo por 1 a 0, no fim de tarde deste domingo, no Morumbi, pelo jogo de ida das semifinais do Campeonato Paulista. Nenê fez o único gol da partida.

Os atacantes Emerson Sheik e Pedrinho e o lateral-esquerdo Sidcley se destacaram positivamente em meio à má exibição do Timão. Nas tentativas de dar sobrevida à equipe alvinegra, Carille fez substituições no estilo "seis por meia dúzia", mantendo em campo três volantes de origem durante os 90 minutos (Maycon avançado como meia ao lado de Vital).

Com a derrota, o Corinthians precisa agora de uma vitória no jogo de volta. Como gols fora de casa não são critério de desempate no mata-mata do Paulistão, qualquer triunfo por dois ou mais tentos de diferença classifica o Timão. Caso vença por um gol de diferença, a equipe alvinegra leva a decisão para as penalidades. Qualquer outro placar classifica o São Paulo.

O remendado Corinthians, vale destacar, entrou em campo com os seguintes desfalques:

  • Fagner, Balbuena e Romero convocados pelas seleções de seus países;
  • Renê Júnior, Jadson, Rodriguinho e Clayson machucados (os dois últimos até ficaram no banco de reservas, mas não foram utilizados);

Leia também: Rodriguinho sente dores e é cortado da escalação de última hora

De tal forma, o Corinthians de Fábio Carille foi escalado numa disposição tática de 4-2-4 com: Cássio, Mantuan, Henrique, Pedro Henrique e Sidcley; Gabriel e Ralf; Júnior Dutra, Mateus Vital, Maycon e Emerson Sheik.

Corinthians e São Paulo voltam a se enfrentar na noite desta quarta-feira, a partir das 21h45, na Arena, em Itaquera, no segundo e decisivo duelo das semifinais. Quem se classificar enfrenta o vencedor do embate entre Palmeiras e Santos.

Primeiro tempo

Os 45 minutos iniciais do clássico foram marcados por superioridade do São Paulo e muitas trocas de farpas entre os jogadores de ambas as equipes (e até o técnico Fábio Carille!). O Corinthians, enfrentando dificuldades na transição da defesa para o ataque, pouco criou. A equipe do Morumbi, apesar do excesso de faltas (muitas delas violentas), mostrou-se mais eficiente com a bola nos pés.

A principal oportunidade do Corinthians não levou lá muito perigo ao gol tricolor. Emerson Sheik recebeu de Maycon, deu belo drible em Militão e então arriscou o chute. O goleiro Sidão fez tranquila defesa.

Já o São Paulo incomodou mais a defesa corinthiana. Antes de abrir o placar, a equipe tricolor criou ao menos três boas chances. Em duas delas, defensores do Timão levaram a melhor: Mantuan travou Nenê; Pedro Henrique antecipou chegada de Tréllez. No terceiro lance, Arboleda cabeceou rente à trave esquerda de Cássio.

Nos acréscimos, não houve quem impedisse o São Paulo de abrir o placar. O Corinthians perdeu a posse de bola após erro de passe de Mantuan. Tréllez então disparou e ganhou de Gabriel na corrida, finalizando para boa defesa de Cássio. O arqueiro, muito em função da agilidade do lance, acabou espalmando para a região central da grande área, onde estava Nenê. O experiente meia não titubeou: bateu e balançou as redes.

Antes de as equipes desceram ao vestiário, houve ainda tempo para uma confusão generalizada: Nenê comemorou o gol provocando Carille em frente ao banco de reservas do Corinthians, provocando a ira dos jogadores que lá estavam. Durante a primeira etapa, o meia tricolor e o técnico alvinegro haviam se desentendido após reclamação deste por falta de fair play daquele em um lance de bola parada.

Segundo tempo

O árbitro Raphael Claus tratou de convocar uma reunião com Carille, Aguirre, Sheik e Nenê antes de reiniciar a partida. Isso por conta do clima excessivamente "pegado" com o qual havia acabado a primeira etapa.

Com a bola rolando, o Corinthians se mostrou mais disposto a jogar do que nos 45 minutos iniciais. A equipe alvinegra passou a valorizar a posse e, ainda que muito lentamente, tentar se aproximar da grande área são-paulina. Persistia, porém, a dificuldade de criação.

Nesse cenário, aos 17 minutos, Carille promoveu a primeira substituição: colocou Lucca no lugar de Júnior Dutra, que não conseguiu se destacar na função de atacante de beirada.

A exemplo do que já havia acontecido em outras oportunidades nesta edição do Paulistão, Lucca não conseguiu fazer lá muita diferença a favor do Timão. Assim, coube a Carille mexer novamente na equipe: aos 30 minutos, trocou Emerson Sheik por Pedrinho.

O jovem meia-atacante até deu novo ânimo para o ataque corinthiano, mas jogando praticamente sozinho não conseguiu incomodar de fato o goleiro Sidão.

No fim das contas, Carille nem mesmo lançou mão de sua terceira e última substituição. E um remendado (e até certo ponto acomodado) Corinthians foi derrotado pelo São Paulo no jogo de ida das semifinais do Estadual.

é quarta-feira!

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida: São Paulo 1 x 0 Corinthians