Corinthians 0 x 0 Chapecoense - Brasileiro 2018

Brasileiro 2018 - Corinthians 0 x 0 Chapecoense

https://www.meutimao.com.br/jogo/25-11-2018/brasileiro_2018/corinthians-0-x-0-chapecoense

02:00

2018-11-25T19:00:00

Corinthians Corinthians 0 x 0 Chapecoense Chapecoense

Brasileiro 2018

Sobre a Partida

Burocrático, Corinthians só empata no adeus de Danilo e Sheik à Arena

Pela última vez, Danilo e Emerson Sheik defenderam o Corinthians na Arena. Uma pena que o resultado não tenha sido dos melhores. Em clima de despedida para dois de seus maiores ídolos, o Timão empatou por 0 a 0 com a Chapecoense na noite deste domingo, em Itaquera, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Danilo e Sheik começaram o duelo no banco – o que surpreendeu muita gente, pois pelo menos o primeiro vinha sendo titular e era cotado para começar jogando. Jair Ventura, no entanto, não quis assim e preferiu Romero no comando de ataque.

Foi, também, a última partida do Corinthians em casa em 2018. Quem esperava ver uma boa apresentação do time de Jair ficou decepcionado. O Timão, pouco criativo, teve raras chances ofensivas. Empate, portanto, justo.

Vamos aos times! – Jair Ventura promoveu duas mudanças na escalação do Corinthians: sacou Danilo Avelar e Danilo para as respectivas entradas de Carlos Augusto e Romero. Destaque para a segunda, que pegou a todos de surpresa, já que o camisa 20 era cotado para ser titular em seu último jogo na Arena.

Desafio final – Já sem qualquer chance de rebaixamento, o Timão se despede da temporada no próximo domingo, contra o Grêmio, em Porto Alegre. A bola rola às 17h. Nos vemos lá, torcedor!

Leia também: Corinthians reúne taças e reverencia Danilo e Sheik antes de despedida da Arena

Distribuído no esquema 4-2-3-1, o Timão começou o embate com Cássio (capitão), Fagner, Léo Santos, Henrique e Carlos Augusto; Ralf e Thiaguinho; Pedrinho, Jadson e Mateus Vital; Ángel Romero.

Escalação: Corinthians x Chapecoense

Meu Timão

Claudinei Oliveira, por sua vez, escalou assim a Chapecoense: Jandrei, Eduardo, Douglas (capitão), Fabrício Bruno e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Amaral e Canteros; Diego Torres, Leandro Pereira e Wellington Paulista.

Fraco, fraco...

Antes mesmo de a bola rolar, o Corinthians recebeu a primeira boa notícia da noite: o risco de rebaixamento havia chegado a 0%. Isso porque o Vasco da Gama fora derrotado pelo rival Palmeiras mais cedo, confirmando assim o Timão na Série A em 2019 (independentemente dos dois últimos jogos do Timão).

Ainda assim, o Timão queria se despedir da Arena com uma vitória convincente, que poderia dar também fôlego novo ao técnico Jair Ventura. Mas quem criou para tal nos primeiros minutos foi a Chapecoense, mais organizada e objetiva que os donos da casa.

Aos 30 minutos, Diego Torres levantou na área e Leandro Pereira subiu sozinho para cabecear. Cássio, quase dentro do gol, encaixou com dificuldade e evitou que a Chapecoense abrisse o placar em Itaquera. O recado estava dado: mais uma noite em que a bola aérea incomodaria a defesa corinthiana.

No mais, a equipe de Jair Ventura pouco produziu e fez um primeiro tempo morno diante de seu torcedor, ávido por uma vitória.

Novidade de Jair, Romero foi discreto na primeira etapa

Novidade de Jair, Romero foi discreto na primeira etapa

Reprodução/Premiere

“A gente criou algumas oportunidades, chegamos no gol deles, estamos cobrindo bem a bola aérea deles. É continuar assim no segundo tempo para sair com uma vitória daqui hoje”, analisou o meia Jadson antes de seguir para o vestiário.

“Danilo! Danilo! Danilo!”

Se a situação já era desconfortável antes, piorou consideravelmente nos primeiros minutos do segundo tempo. A Chapecoense se lançou ao ataque e criou ao menos três oportunidades claras de gol no retorno do intervalo, assustando os jogadores corinthianos. Coube ao goleiro Cássio trabalhar e manter o 0 a 0.

Com menos de 15 minutos, a torcida, presente em massa, começou a pedir a entrada de Danilo, opção no banco de reservas. Não apenas porque se tratava de uma data especial para o ídolo, mas porque o camisa 20, com 39 anos de idade, poderia ser útil de fato. O time não conseguia sequer prender a bola no ataque, uma das virtudes de Zida.

Jair Ventura, pressionado, não demorou a colocar o homem em campo. Sacou Romero, discretíssimo, para que Danilo jogasse enfiado, como camisa 9. Na primeira jogada com presença do meio-campista improvisado como centroavante, Vital cruzou e Pedrinho, de costas para o gol, emendou uma bicicleta. A bola saiu à esquerda da meta defendida por Jandrei.

Pouco depois, aos 35 minutos, Jair chamou também Emerson Sheik e Rafael Bilu, que entraram nas vagas de Mateus Vital e Pedrinho. Tentativa de botar fogo no jogo e, quem sabe, beliscar os três pontos no último compromisso em casa no ano. Mas a vitória, caro leitor do Meu Timão, não viria...

Ficha técnica de Corinthians 0 x 0 Chapecoense

Competição: Campeonato Brasileiro
Local: Arena Corinthians, São Paulo, SP
Data: 25 de Novembro de 2018 (domingo)
Horário: 19h00 (de Brasília)
Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior
Assistentes: Luciano Roggenbaum e Luiz Souza Santos Renesto
Cartões amarelos: Ralf e Emerson Sheik (Corinthians); Diego Torres (Chapecoense)
Público: 35.888 pagantes (público total: 36.110)
Renda: R$ 1.219.472,00

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Léo Santos, Henrique e Carlos Augusto; Ralf e Thiaguinho; Pedrinho (Rafael Bilu), Jadson e Mateus Vital (Emerson Sheik); Romero (Danilo).
Técnico: Jair Ventura

CHAPECOENSE: Jandrei; Eduardo, Douglas, Fabrício Bruno e Bruno Pacheco; Márcio Araújo e Amaral; Canteros (Osman), Diego Torres (Elicarlos) e Leandro Pereira (Nenen); Wellington Paulista.
Técnico: Claudinei Oliveira

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida: Corinthians 0 x 0 Chapecoense

  • 1000 caracteres restantes