Bruno Octávio quer ser bicampeão jogando: Nem sabem que eu voltei

Bruno Octávio quer ser bicampeão jogando: Nem sabem que eu voltei

Por Meu Timão

Entre estrelas como Adriano, Alex, Emerson e Liedson, o nome de Bruno Octávio passa batido pela torcida do Corinthians quando o locutor do estádio anuncia titulares e suplentes. Tem sido desse jeito em todo o Campeonato Brasileiro. De volta do Bahia nesta temporada, o volante campeão nacional em 2005 não foi a campo nenhuma vez desde que começou a figurar de novo na lista de relacionados do técnico Tite.

À GE.Net, o jogador diz que, mesmo faltando só seis rodadas, ele ainda sonha em participar de ao menos uma delas. 'É claro, a gente quer sempre jogar. Ainda mais pela ansiedade de mostrar que estou bem de novo, que estou de volta. Nem todo mundo lembra onde o Bruno Octávio está, não fiz nenhum jogo. Quem acompanha mesmo sabe, mas grande parte da torcida ainda não sabe que estou de volta. Quero entrar em campo de novo, fazer um jogo legal, se possível com vitória, ajudando a equipe', argumenta.

Sua última atuação com a camisa alvinegra foi na derrota por 3 a 1 para o Botafogo, em amistoso realizado em abril de 2010. Uma partida arrumada no Engenhão para os reservas do Corinthians, eliminado no Paulista, entregarem a faixa de campeão estadual ao time carioca. No mesmo ano, Bruno Octávio foi emprestado ao Bahia. Porém, como na primeira saída (para o Figueirense, na temporada anterior), uma lesão no joelho o atrapalhou, e ele foi devolvido ao clube em 2011.

'O Tite (comandante atual e que conhece o jogador já de sua primeira passagem pela equipe) conversou comigo antes de ser reintegrado ao grupo. Quando saí do departamento médico, ele me falou que era para treinar junto com os demais jogadores até decidir minha vida. A partir dali, passei a treinar com a mesma intensidade de sempre', lembra o jogador, ciente de que, apesar do anseio por nova oportunidade, é improvável ter nova chance neste ano. 'Sou reserva de Paulinho e Ralf, que hoje são volantes de Seleção Brasileira. Tenho que ter paciência. Só de estar sentado no banco de reservas é uma alegria de novo. Fiz duas operações em cada um dos joelhos, fiquei três anos me machucando direto. Já fico feliz de estar com o elenco novamente'.


Bruno Octávio subiu ao profissional em 2004 (no ano seguinte, retornou momentaneamente à base para ser bicampeão da Copa São Paulo) e tem 105 jogos pelo clube, mesmo número do hoje titular Ralf, que chegou ao Parque São Jorge somente em 2010. Seu contrato vence em 13 de abril de 2012 e, ao contrário do que se possa imaginar, o Corinthians pretende renová-lo. Simples: a ideia da diretoria é estender o vínculo por uma temporada e negociá-lo em definitivo.

'Ainda não há nada acertado. Como tenho passaporte italiano, a gente está tentando ver um esquema para os dois lados saírem ganhando. Fiquei bastante tempo inativo. Era para ter saído em 2008, antes da primeira lesão no joelho, quando o treinador era o Mano Menezes, no meio do Campeonato Paulista. Estava tudo praticamente acertado para ir para a Inglaterra, porém pela lesão isso não aconteceu', revela o volante, desapontado, sem citar qual teria sido seu destino.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Mais:

  • Corinthians/Audax atropelou Cerro Porteño em solo paraguaio

    Mulherada do Corinthians/Audax goleia donas da casa e se classifica para final da Libertadores

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians que se prepare: reta final do Brasileirão promete altas emoções

    Fim da rodada: Corinthians mantém vantagem, mas rivais alcançam Grêmio e embolam classificação

    ver detalhes
  • Corinthians foi hexacampeão brasileiro em 2015

    CBF define valores de premiação do Brasileirão-2017; Corinthians leva bolada se for campeão

    ver detalhes
  • Maltos brilhou diante do Grêmio, na Arena do adversário

    Goleiro defende quatro pênaltis, Corinthians bate Grêmio e avança na Copa do Brasil Sub-17

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes