Estudo aponta Corinthians como líder de renda e Fla maior devedor

Estudo aponta Corinthians como líder de renda e Fla maior devedor

Com a publicação dos balanços dos clubes brasileiros no fim de abril, como é exigido por lei, a empresa de consultoria BDO procedeu com a análise dos dados que aponta mais uma vez o Corinthians com ampla vantagem na liderança do ranking de receita no exercício de 2012: R$ 358,2 milhões. O segundo colocado foi o São Paulo, com R$ 282,9 milhões, seguido do Internacional, com R$ 252,9 milhões arrecadados no ano passado. O relatório, contudo, mostra também a evolução das receitas de 2011 para 2012 e, neste aspecto, quem conseguiu o melhor resultado entre os 12 clubes analisados foi o Botafogo, passando de R$ 58,9 milhões de receita em 2011 para R$ 122,8 no último ano, um aumento de 109%. O único a ver a sua arrecadação reduzida no período foi o Cruzeiro, com baixa de 6%: foram R$ 128,7 milhões em 2011 e R$ 120,4 milhões em 2012.

O Corinthians também é o líder no ranking de receitas sem inclusão de valores de transferências de atletas, com R$ 324,7 milhões. A relação de custos do departamento de futebol não inclui o Flamengo, já que o balanço do clube não discrimina esses valores. Os três primeiros no ranking de receitas também são os líderes em gastos com o futebol: Corinthians (R$ 233,3 milhões), São Paulo (R$ 189,6 milhões) e Internacional (R$ 160 milhões).

Quem mais aumentou suas despesas com o departamento de futebol de 2011 para 2012 foi o Botafogo. O time do holandês Clarence Seedorf passou a gastar 72% a mais no ano passado, saltando de R$ 57,3 milhões para R$ 98,3 milhões. O único da lista a reduzir - em 3% - seus custos com o futebol foi o Santos, que gastou R$ 142,4 milhões em 2011 e R$ 138,6 milhões no ano passado.

Uma tabela comparativa mostra também o percentual da receita total dos clubes, ressaltando que os dados de 2011 e 2012 se referem apenas a 11 equipes, sem incluir o Flamengo. No ano passado, o custo total dos departamentos de futebol consumiu 65% da receita total dos clubes, número que entre 2008 e 2011 variou entre 72% e 74%. Em 2012, os 11 clubes somaram receitas da ordem de R$ 2,26 bilhões, com gastos de R$ 1,48 bilhão.

Das 12 equipes relacionadas no estudo, seis conseguiram superávit em 2012: o Palmeiras, que em 2011 teve déficit de R$ 22,8 milhões, lidera a lista dos clubes com resultado positivo no ano passado, com R$ 31,9 milhões, seguido de Grêmio (R$ 28,2 milhões), Santos (R$ 14,6 milhões), Internacional (R$ 12,4 milhões), Corinthians (R$ 7,5 milhões) e São Paulo (R$ 800 mil). Na lista das instituções com prejuízo no exercício de 2012, o Vasco foi quem divulgou o menor déficit, com R$ 300 mil, de acorco com o estudo.

Os maiores prejuízos foram de Flamengo (R$ 60,5 milhões) e Botafogo (R$ 49,3 milhões). Os alvinegros, porém, mostraram evolução já que o déficit registrado em 2011 foi de R$ 166,6 milhões. No resultado geral, o ano de 2012 foi disparado o melhor desempenho financeiro dos 12 clubes, com déficit total das equipes somadas em R$ 82,5 milhões, número que em 2011 era de R$ 313,2 milhões e que, desde 2008, teve o seu menor patamar em R$ 220,9 milhões.

Porém, se há notória melhora no resultado financeiro, o endividamento dos clubes só faz crescer e o campeão dessa relação é o Flamengo. O clube da Gávea divulgou balanço de 2012 com R$ 741,7 milhões de dívida após auditoria realizada pela Ernst&Young, um valor 109% maior do que no ano anterior, quando anunciou sua dívida total em R$ 355,5 milhões. A diferença se deve a correções efetuadas pela auditoria, que teve como missão estabelecer a real situação das finanças rubro-negras e, logo, o valor real da sua dívida.



O segundo e o terceiro colocados entre os devedores também são cariocas: Botafogo (dívida de R$ 613,8 milhões) e Fluminense (R$ 434,9 milhões). O Vasco aparece em quinto, com R$ 410 milhões, logo atrás do Atlético-MG, com R$ 414,5 milhões de dívida. O clube que menos deve entre os analisados são Cruzeiro, com R$ 143 milhões, e Corinthians, com R$ 177,1 milhões. O endividamento total dos clubes saltou de R$ 2,17 bilhões em 2008 para 4,01 bilhões em 2012.

Fonte: Globo Esporte

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes
  • Melhores comentários

    Foto do perfil de Matheus

    Ranking: 1781º

    Matheus 330 comentários

    por @matheus.grobe

    Quando o estádio ficar pronto e liberado para o nosso uso aposto que pularemos pra 600 milhões no mínimo

  • Foto do perfil de Rafael

    Rafael 36 comentários

    por @tosadorer

    Ontem à noite passando pelos canais da TV passo pelo canal TV senado quando cospem o nome do Corinthians, imediatamente voltei ao canal e vejo Romário e outros politicos debatendo sobre a lei que pode livrar clubes de dividas com o governo federal, aonde o nome do Corinthians foi usado como exemplo de clube grande que caiu, mas que o flalido ainda não.E o presidente deles estava lá na maior cara de pau, ao lado de vários deputados que torciam para seu time local e o flalido apresentando vários slides falando da situação do flamerda, ora pois td essa história está sendo manipulada para ajudar o Flamengo, o presidente dizendo que era inadimissível deixar um time que tem a "maior" torcida do mundo sem recursos e bens penhorados pela justica. Eu sou totalmente contra essa lei, porque quando o Corinthians, eu e vocês Corinthianos levantamos o time indo aos estádios, compando pelo menos duas camisas por ano oficial e sendo sócio torcedor, mesmo quem não moram na capital SP E ninguém AJUDOU não!

  • Últimos comentários

    Foto do perfil de Amanda

    Ranking: 47ª

    Amanda 629 comentários

    73º. por @amandynha.marinho

    Favor Antis aceitem que somos melhores!

  • Foto do perfil de Rogério

    Ranking: 27º

    Rogério 9817 comentários

    72º. por @rovaradi85

    Ninguém segura nóis. Vai Corinthians!

  • Foto do perfil de Carlão

    Ranking: 51º

    Carlão 5204 comentários

    71º. por @carlaosccp

    É o Coringão dominando!

  • Foto do perfil de jorge

    Ranking: 914º

    Jorge 618 comentários

    70º. por @jorgetomo

    Concordo contigo, acho que os clubes deveriam achar formulas para sair de suas dividas.

    Foto do perfil de Rafael

    Rafael 36 comentários

    04/05/2013 às 00h22 por @tosadorer

    Ontem à noite passando pelos canais da TV passo pelo canal TV senado quando cospem o nome do Corinthians, imediatamente voltei ao canal e vejo Romário e outros politicos debatendo sobre a lei que pode livrar clubes de dividas com o governo federal, aonde o nome do Corinthians foi usado como exemplo de clube grande que caiu, mas que o flalido ainda não.E o presidente deles estava lá na maior cara de pau, ao lado de vários deputados que torciam para seu time local e o flalido apresentando vários slides falando da situação do flamerda, ora pois td essa história está sendo manipulada para ajudar o Flamengo, o presidente dizendo que era inadimissível deixar um time que tem a "maior" torcida do mundo sem recursos e bens penhorados pela justica. Eu sou totalmente contra essa lei, porque quando o Corinthians, eu e vocês Corinthianos levantamos o time indo aos estádios, compando pelo menos duas camisas por ano oficial e sendo sócio torcedor, mesmo quem não moram na capital SP E ninguém AJUDOU não!

  • Foto do perfil de Paulo

    Ranking: 171º

    Paulo 2324 comentários

    69º. por @pauloroberto

    Sou contra também e falo outra. Se isso vier a acontecer temos todos que se unir e tentar interverter para isso acontrcer. Fácil, emails para os maiores da mídia, rádio, TV etc não podemos deixar isso acontecer..

    Foto do perfil de Rafael

    Rafael 36 comentários

    04/05/2013 às 00h22 por @tosadorer

    Ontem à noite passando pelos canais da TV passo pelo canal TV senado quando cospem o nome do Corinthians, imediatamente voltei ao canal e vejo Romário e outros politicos debatendo sobre a lei que pode livrar clubes de dividas com o governo federal, aonde o nome do Corinthians foi usado como exemplo de clube grande que caiu, mas que o flalido ainda não.E o presidente deles estava lá na maior cara de pau, ao lado de vários deputados que torciam para seu time local e o flalido apresentando vários slides falando da situação do flamerda, ora pois td essa história está sendo manipulada para ajudar o Flamengo, o presidente dizendo que era inadimissível deixar um time que tem a "maior" torcida do mundo sem recursos e bens penhorados pela justica. Eu sou totalmente contra essa lei, porque quando o Corinthians, eu e vocês Corinthianos levantamos o time indo aos estádios, compando pelo menos duas camisas por ano oficial e sendo sócio torcedor, mesmo quem não moram na capital SP E ninguém AJUDOU não!

  • Foto do perfil de Vinicius

    Vinicius 19 comentários

    68º. por @vinicius.santana

    Corinthians Grande... E o FLAlido o nome já fala

  • Foto do perfil de Matheus

    Ranking: 1781º

    Matheus 330 comentários

    67º. por @matheus.grobe

    O problema é a falta de oportunidade e a situação caótica do ensino. Ao fazerem você se voltar contra o futebol é mais uma maneira de te manipular, porque ai você fica brigando contra o futebol e se esquece de lutar pelo que realmente importa, que é a micro corrupção que acontece nas zilhões de cidadesinhas brasileiras. Corrupção de cartório, de desvio de verba federal que os municípios recebem pra construir escolas e hospitais. Fica tudo a deriva. Aí dizem que a culpa é do futebol, a gente acredita, e deixa eles em paz.

    Foto do perfil de max

    max 325 comentários

    04/05/2013 às 14h41 por @demian

    Sei que não tem a intenção de me calar, apenas defender o seu ponto de vista. Meu caro, Não estou contra você, mas contra esse roubo constante ao qual somos submetidos, mas em vez de ficarmos chocados, ficamos é felizes quando vemos o nosso time ficar bilionário em um país com um dos menores indices de crescimento da América latina e um dos menores salários mínimos. Sub-emprego sim, pois um pais cresce com profissionais e não com telefonistas, vendedores de loja, balconista ou cambista. Se a pessoa não tiver uma qualificação profissional ela terá sim sub-emprego.

  • Foto do perfil de Matheus

    Ranking: 1781º

    Matheus 330 comentários

    66º. por @matheus.grobe

    Olha só o debate é importante, porque cozinha o pensamento e apura as conclusões (desculpe a metáfora gastronômica, é que estou fazendo o almoço - hahaha). Mas o erro é ter o Estádio do Corinthians como símbolo de maracutaia. Como se ele rebocasse toda a corrupção do Brasil. Não tem nada a ver. O estádio terá um uso, vai circular economia. Errado é estádio em Brasília e em Manaus. O Corinthians está fazendo um financimento. E cá entre nós, os 400 milhões de isenção da prefeitura é dinheiro de pinga perto do que arrecada em impostos e perto do que a cidade vai lucrar com a abertura da Copa. A prefeitura está ganhando 10X mais do que está dando. Ela sim está ganhando dinheiro as custas do Corinthians e não o contrário. Quanto ao sub emprego, um país cresce com todo (ou quase todo) tipo de empregados. Um balconista, telefonista, vendedor não é menor que ninguém. Trabalhar com isso não coloca ninguém abaixo de sua condição social. Eu já fui balconista, office boy, hoje sou vendedor.

    Foto do perfil de max

    max 325 comentários

    04/05/2013 às 14h41 por @demian

    Sei que não tem a intenção de me calar, apenas defender o seu ponto de vista. Meu caro, Não estou contra você, mas contra esse roubo constante ao qual somos submetidos, mas em vez de ficarmos chocados, ficamos é felizes quando vemos o nosso time ficar bilionário em um país com um dos menores indices de crescimento da América latina e um dos menores salários mínimos. Sub-emprego sim, pois um pais cresce com profissionais e não com telefonistas, vendedores de loja, balconista ou cambista. Se a pessoa não tiver uma qualificação profissional ela terá sim sub-emprego.

  • Foto do perfil de max

    Ranking: 1812º

    Max 325 comentários

    65º. por @demian

    Sei que não tem a intenção de me calar, apenas defender o seu ponto de vista. Meu caro, Não estou contra você, mas contra esse roubo constante ao qual somos submetidos, mas em vez de ficarmos chocados, ficamos é felizes quando vemos o nosso time ficar bilionário em um país com um dos menores indices de crescimento da América latina e um dos menores salários mínimos. Sub-emprego sim, pois um pais cresce com profissionais e não com telefonistas, vendedores de loja, balconista ou cambista. Se a pessoa não tiver uma qualificação profissional ela terá sim sub-emprego.

    Foto do perfil de Matheus

    Matheus 330 comentários

    04/05/2013 às 14h34 por @matheus.grobe

    Em primeiro lugar eu não estou te calando. Nunca faria isso. Se tem esse efeito, só posso lamentar. Estou apenas te questionando. Em segundo lugar, essas informações que te passei, sevem pra você focar sua revolta (que eu compartilho). Desenvolver o esporte passa pela estrutura, construir estádios por exemplo.
    Sub-emprego? Você nunca deve ter tido um subemprego pra falar isso. Subemprego é aquele com condições de insalubridade, com desrespeito a pessoa física. Trabalhar em uma loja é subemprego? Seu problema é o carnaval, a copa ou o estádio do Corinthians? O meu é a educação. O meu é uma reforma pedágógica. É uma reforma política. Uma reforma tributária.
    E não gá problema de ter no futebol a sua alegria. A alegria de cada um é problema pessoal dele. Chico Buarque é fanático por futebol. Assim como Nelsom Rodrigues. Era a alegria deles. Além de outra. Futebol é uma delas e não há problema nenhum nisso.
    Vai pra Alemanha.média de 50 mil por jogo.aproveita e veja quanto o professor ganha

  • Foto do perfil de Matheus

    Ranking: 1781º

    Matheus 330 comentários

    64º. por @matheus.grobe

    Em primeiro lugar eu não estou te calando. Nunca faria isso. Se tem esse efeito, só posso lamentar. Estou apenas te questionando. Em segundo lugar, essas informações que te passei, sevem pra você focar sua revolta (que eu compartilho). Desenvolver o esporte passa pela estrutura, construir estádios por exemplo.
    Sub-emprego? Você nunca deve ter tido um subemprego pra falar isso. Subemprego é aquele com condições de insalubridade, com desrespeito a pessoa física. Trabalhar em uma loja é subemprego? Seu problema é o carnaval, a copa ou o estádio do Corinthians? O meu é a educação. O meu é uma reforma pedágógica. É uma reforma política. Uma reforma tributária.
    E não gá problema de ter no futebol a sua alegria. A alegria de cada um é problema pessoal dele. Chico Buarque é fanático por futebol. Assim como Nelsom Rodrigues. Era a alegria deles. Além de outra. Futebol é uma delas e não há problema nenhum nisso.
    Vai pra Alemanha.média de 50 mil por jogo.aproveita e veja quanto o professor ganha

    Foto do perfil de max

    max 325 comentários

    04/05/2013 às 14h08 por @demian

    De sub-empregos nosso pais já tá cheio! Ter no futebol minha alegria, longe de mim! Esporte é diversão e só! Mas...perdi a esperança nesse país. E o pior, se eu protesto, não é o governo que me cala, é o próprio povo! Alô Brasil, seu povo tá na merda saibam eles ou não!