Conmebol não considerou atitude de uruguaio racista

Conmebol não considerou atitude de uruguaio racista

Por Meu Timão

Elias, alvo de racismo, respondeu com a bola

Elias, alvo de racismo, respondeu com a bola

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

A vitória do Corinthians sobre o Danubio, infelizmente, foi marcada pelo racismo. Alvo de atitude preconceituosa em campo na partida da noite desta quarta-feira, o meio-campista Elias se envolveu em uma confusão com o uruguaio Gonzáles. Ao final da discussão, o jogador comunicou as ofensas ao árbitro.

Após o jogo, Elias e o Corinthians se posicionaram oficialmente sobre o caso. O atleta preferiu não fazer um boletim de ocorrência contra o zagueiro adversário. Esperando que providências fossem tomadas, optou por apenas relatar o lance na súmula da partida.

Entretanto, para representantes da Conmebol, o termo utilizado na ofensa não seria considerado racista. Segundo o Coronel Waldir Rapello Dutra, responsável pela segurança do Corinthians, Francisco Britez, secretário geral da Conmebol, afirmou que "macaco" não é racismo.

"Não sei se me fiz entender, porque falei português. Quem disse isso (que não seria racismo o termo macaco) foi Don Francisco, secretário geral da Conmebol. Eu expliquei a ele o que houve com Tinga, com Grafite, com Aranha", disse o Coronel Dutra.

A entidade sul-americada ainda não se pronunciou oficialmente sobre o incidente. Mas, ainda sobre a interpretação do caso por quem estava de fora, o Coronel Dutra acrescentou: "Dependendo da forma como for tratado o 'macaco' por eles, o delegado paraguaio não entende como racismo".

O técnico Tite, que também não se conformou com o caso, pediu punição pesada ao zagueiro do Danubio.

"Tomara que as pessoas possam ficar atentas a essas situações no esporte, no âmbito social. Tomara que quem tenha responsabilidade fique atento a isso", concluiu Tite em coletiva de imprensa após o jogo.

Nesses casos, a falta de punição faz com que algo inaceitável como isto, se torne "comum" no futebol. Entretanto, a "vingança" corinthiana veio dentro de campo, mostrando um bom futebol e vencendo por 4 a 0, independente da falta de civilidade dos adversários.

Veja Mais:

  • Carille revelou escalações antes do treino desta terça-feira, véspera da estreia do Timão em 2017

    Carille confirma uma equipe para cada tempo contra o Vasco; veja escalações

    ver detalhes
  • Lucca defenderá a Ponte Preta em 2017

    Corinthians define futuro do atacante Lucca

    ver detalhes
  • Torcedores do Corinthians tiveram prisão preventiva convertida em medidas cautelares

    Justiça do Rio concede liberdade a torcedores do Corinthians

    ver detalhes
  • Pablo está liberado para defender o Corinthians

    Pablo passa por exames, inicia treinos no CT do Corinthians e aguarda volta do elenco

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes