Feliz antes de reencontro, Dentinho aposta em reconstrução do Corinthians: 'Tite é um fenômeno'

Feliz antes de reencontro, Dentinho aposta em reconstrução do Corinthians: 'Tite é um fenômeno'

Por Meu Timão

Dentinho visitou o CT Dr. Joaquim Grava no ano passado

Dentinho visitou o CT Dr. Joaquim Grava no ano passado

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians reencontrará o atacante Dentinho na noite desta quarta-feira, em amistoso travado contra o Shakhtar Donetsk (UCR), seu atual clube, em Orlando, nos Estados Unidos. Corintiano assumido e revelado nas categorias de base do Timão, o jogador analisou o atual momento do clube alvinegro e apostou em uma volta por cima comandada por Tite após o desmanche do time hexacampeão brasileiro de 2015.

"Como torcedor, você fica chateado por terem saídos tantos jogadores bons. O clube precisa de dinheiro, tem as contas para pagar. É difícil para a torcida entender. Mas pagou a multa, então não tem o que fazer. O pessoal da China está vindo com dinheiro pesado. Para o jogador é difícil recusar o tanto de dinheiro que foi oferecido. O Tite é um cara fenômeno e vai conseguir montar um time competitivo para buscar esse título da Libertadores", comentou, em entrevista ao portal Globoesporte.com.

Independentemente das saídas de Gil, Ralf, Renato Augusto, Jadson e Vagner Love, fato é que o Corinthians que Dentinho enfrentará nesta quarta-feira é totalmente diferente daquele que ele defendeu de 2007 a 20011. E o atacante falou sobre o reencontro:

"Vai ser uma sensação estranha jogar contra o clube que me revelou, que eu sou eternamente grato por tudo o que fez por mim no futebol. Tenho muitos amigos por lá, um carinho muito grande pela torcida, pela diretoria, pelo Tite. Estou muito feliz por encontrar todos", afirmou o jogador, que trabalhou com Tite nos anos de 2010 e 2011.

E Dentinho esteve perto de voltar a ser treinado por Tite. No meio do ano passado, o jogador visitou o CT Joaquim Grava, conversou com o técnico, a diretoria, jogadores e funcionários do clube e tentou sua liberação do Shakhtar Donetsk para jogar por empréstimo no Timão. O negócio não avançou, mas a esperança do atacante de retornar à equipe que o revelou não morreu.

"Era para ter voltado e ter sido campeão brasileiro. Não deu certo, fiquei chateado, mas Deus sabe de todas as coisas. Posso voltar no momento certo. Tem de ter paciência, tenho um ano e meio de contrato ainda e vamos ver o que acontece. Tenho certeza de que deixei as portas abertas", afirmou.

Veja Mais:

  • Michel (à esq.) e o sobrinho foram ao Maracanã naquele 23 de outubro

    Terceiro corinthiano solto no Rio desabafa: 'Fui pra ver o jogo, não pra brigar'

    ver detalhes
  • Torcedores na Arena poderão adicionar patch da Chapecoense em camisas

    Loja da Arena irá personalizar grátis camisas em homenagem à Chapecoense

    ver detalhes
  • Corinthians já definiu profissionais que devem permanecer e ser negociados

    Isaac, Mendoza, Oswaldo... Confira quem chega e quem sai do Corinthians

    ver detalhes
  • É tudo política, estúpido!

    [Marco Bello] É tudo política, estúpido!

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes