Capitão da Liberta, Alessandro relembra conquista e conversa com Chicão

Capitão da Liberta, Alessandro relembra conquista e conversa com Chicão

Por Meu Timão

7.9 mil visualizações 41 comentários Comunicar erro

Capitão do Timão, Alessandro reencontrou taça da Libertadores de 2012

Capitão do Timão, Alessandro reencontrou taça da Libertadores de 2012

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Há exatos quatro anos, o Corinthians derrotava o Boca Juniors, da Argentina, e erguia o troféu da Copa Libertadores da América de maneira invicta. O ex-capitão Alessandro, responsável por erguer a taça tão sonhada pela Fiel, recordou o triunfo histórico conquistado pelo Timão naquela noite de quarta-feira.

“Uma data inesquecível. Que a partir de 2012 passou a ser uma data especial. Não foi mais um dia comum. Do primeiro ao último minuto na minha cabeça, por tudo o que vivi naquele dia, acaba se tornando um dia diferente para mim”, recordou o hoje gerente de futebol Alessandro em entrevista ao site oficial do Corinthians.

Sob o comando do técnico Tite, o Corinthians entrou em campo com: Cássio, Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo e Alex; Jorge Henrique e Emerson Sheik. Foi o atacante, aliás, o principal nome da decisão: com dois gols, ele garantiu o sucesso da equipe alvinegra em 2012. Para Alessandro, o bate-papo que teve com o zagueiro Chicão permanece vivo na memória.

“Quando acabou o jogo, comemorei primeiro com o Chicão. Nós nos ajoelhamos lá no campo e por alguns minutos nos recordamos de 2008 a 2012. Ficamos extravasando toda aquela alegria, lembrando da Série B, da Copa do Brasil que perdemos, da que vencemos, do Campeonato Paulista que ganhamos, que perdemos. Depois de comemorar com ele e mais algumas pessoas, eu queria o troféu. Só ficava olhando para o troféu”.

Entretanto, antes de chegar à finalíssima, Alessandro viveu momentos de tensão. Isso porque o então camisa 2 entregou passe aos pés de Diego Souza no jogo válido pelas quartas de final da competição. O meia do Vasco teve a chance de marcar e colocar o clube carioca em vantagem, mas parou no goleiro Cássio.

“Você dá uma recapitulada no lance e vê tudo o que aconteceu. Lembra do quanto o Pacaembu ficou em silêncio. Da expectativa que gerou no torcedor, da própria ansiedade que gera em você. Isso tudo em segundos, é um turbilhão de informações na sua cabeça. Ao mesmo tempo, eu tentava trocar a ficha o quanto antes porque precisava seguir no jogo”, reviveu.

Veja abaixo a entrevista completa de Alessandro

Veja Mais:

  • Jogadores comemoram gol de Avelar marcado diante do Flamengo, na segunda semifinal

    Corinthians pega campeão da Série D em estreia na Copa do Brasil 2019

    ver detalhes
  • Ramiro foi anunciado pelo Corinthians nesta quinta-feira

    Corinthians anuncia contratação de Ramiro

    ver detalhes
  • Retorno de Castán ao Timão ficou mais distante após entrevista do mandatário vascaíno

    Presidente do Vasco diz não ter recebido proposta e afasta retorno de Castán ao Corinthians

    ver detalhes
  • Marquinhos e Sornoza podem ser trocados por Corinthians e Fluminense

    Grêmio e Marquinhos Gabriel voltam a namorar, mas Corinthians segue otimista por Sornoza

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes