Presidente esclarece relação do Corinthians com a CBF

Presidente esclarece relação do Corinthians com a CBF

Por Meu Timão

Roberto de Andrade reafirma chateação, mas volta atrás quanto a rompimento com a CBF.

Roberto de Andrade reafirma chateação, mas volta atrás quanto a rompimento com a CBF.

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

A relação do Corinthians com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anda um pouco confusa. Após rompimento com a entidade, em meio a críticas lançadas pelo presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, o clube alvinegro voltou a abrir seus portões para treino da Seleção Brasileira dois meses depois. Em relação a isso, o próprio dirigente resolveu esclarecer a atual situação com a autoridade futebolística.

Em junho deste ano, devido Roberto de Andrade demostrou grande insatisfação com a CBF quanto o ex-técnico corinthiano Tite foi convidado a assumir a Seleção canarinho, sem que o clube alvinegro tivesse sido informado.

Na ocasião, o presidente foi muito duro e contundente afirmando, em coletiva de impresna, estar “p... da vida”, alegando que qualquer vínculo com a confederação estaria rompido até o momento. Ele acusou que a gestão de Marco Polo Del Nero ter agido “sorrateiramente” ao levar o treinador e a comissão técnico sem ter lhe consultado.

Pouco tempo depois, as portas alvinegras estão escancaradas. Não apenas as da Arena Corinthians, que já estavam prometidas à organização dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Mas também as do CT Joaquim Grava, onde a Seleção treinou para o confronto pelas quartas de final do torneio olímpico, contra a Colômbia.

Além disso, foi possível recentemente observar três jogadores que atuam pela Seleção principal treinarem no centro de treinamento para a partida contra o Equador, da última quinta-feira, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA de futebol.

Quanto a polêmica, Roberto de Andrade reafirmou suas críticas a presidência da entidade, mas alegou não ter rompido vínculos com a organização. Para ele, a Seleção Brasileira é um patrimônio do país, e mesmo com a atitude de Marcel Del Nero lhe causando chateação, seus antigos funcionários apenas escolheram o que era melhor para cada um.

"Não rompi com a CBF. Ele (presidente da CBF) errou e eu sempre vou dizer isso. Não significa que por essa atitude errada vou deixar de conversar com ele ou deixar de ter vínculo com a CBF. Eu não abri as portas do CT para a seleção treinar? A seleção é um patrimônio do Brasil. Temos de entender que o Tite e o Edu procuraram o melhor para eles. Mas fiquei chateado (com o Del Nero) pela maneira como foi feita a ligação ao Tite", argumentou o dirigente alvinegro ao programa Seleção SporTV.

Veja Mais:

  • Alan Santos tem conversas avançadas com Corinthians

    Corinthians negocia contratação de volante do Coritiba, diz portal

    ver detalhes
  • Giovanni Augusto treinou como lateral nesta terça-feira

    Giovanni na lateral, mudança na zaga e susto de Rildo: o treino desta terça do Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians encara o Cruzeiro neste domingo, no Mineirão

    Resultado no Mineirão vale mais que os três pontos para Corinthians e Cruzeiro; entenda

    ver detalhes
  • Walter prestará homenagem a Danilo em suas luvas

    Walter usará luva personalizada em tributo a ex-goleiro da Chapecoense Danilo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes