Alessandro fala sobre escolha de novo diretor da base

Alessandro fala sobre escolha de novo diretor da base

Por Meu Timão

Ex-lateral-direito, Alessandro foi responsável por relação entre juniores e profissionais durante mais de dois anos

Ex-lateral-direito, Alessandro foi responsável por relação entre juniores e profissionais durante mais de dois anos

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Ex-jogador de futebol, Alessandro Nunes exerceu a função de coordenador técnico do Corinthians durante dois anos e seis meses antes de ser promovido a gerente de futebol. Neste período, sua principal função foi garimpar talentos nas categorias de base e indicá-los à comissão técnica do time profissional. Por isso, ele entende bem a missão colocada no colo de Fausto Bittar Filho, anunciado como novo diretor das divisões menores do clube na última sexta-feira.

“Conheci o Fausto quando ele era diretor de esportes terrestres, ainda não nos falamos depois que ele foi nomeado diretor do departamento de formação. As situações que aconteceram são prejudiciais à instituição”, iniciou Alessandro em fala reproduzida no LANCE!.

Após mais um escândalo envolvendo a base do Corinthians, Fausto tem o objetivo de reorganizar o departamento. O substituto de José Onofre de Souza Almeida foi diretor de esportes terrestres do Timão ao longo dos mandatos de Mário Gobbi Filho e Andrés Sanchez, dois últimos presidentes alvinegros. Atualmente, ele ocupa o cargo de secretário do Conselho de Orientação (CORI) e desempenha a atividade de vice-presidente jurídico da Liga Nacional de Futsal (LNF).

“Tudo o que foi dito e especulado tem de ser julgado, tem de buscar informações, e cada um responder pelo que tem feito. Teve de mudar em função de uma melhora no departamento”, abordou o dirigente, em resposta aos recentes casos de corrupção em torno das categorias menores.

José Onofre de Souza Almeida teria sido o responsável por firmar contrato com um jogador de 17 anos considerado “sem condições de fazer parte da categoria sub-17” do Corinthians. A avaliação foi realizada pelo técnico Márcio Zanardi, que levou o time ao título da Copa do Brasil da categoria recentemente.

“Nossa preocupação é com as questões técnicas, como eles vêm treinando, quais as necessidades, qualificação de elenco, quantidade de atletas... Tem muitas discussões em pauta para que possamos cuidar cada vez mais da base. As melhorias têm sido absurdas. Infelizmente não é na velocidade que queremos, mas o presidente tem buscado melhorar. E se tem de mudar alguma coisa para melhorar, ele não vai deixar de fazer”, finalizou.

Vale ressaltar que a contratação do garoto avaliado como ruim em teste técnico não foi o primeiro caso espalhafatoso envolvendo a base do time. Em conversas vazadas recentemente, o ex-gerente do departamento Fábio Barrozo menciona a comercialização irregular dos direitos econômicos de Alyson, um garoto de 16 anos, a Helmut Niki Apaza, empresário norte-americano que investiu seu próprio dinheiro no jogador.

Veja Mais:

  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes
  • Gaviões da Fiel se unirá as outras torcidas organizadas paulitas neste domingo

    Organizadas rivais de São Paulo se unem em evento no Pacaembu em homenagem à Chape

    ver detalhes
  • Oswaldo opinou sobre empréstimo de jogadores à Chape

    Oswaldo opina sobre empréstimo de jogadores do Corinthians à Chapecoense

    ver detalhes
  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes