Roberto de Andrade se arrepende de emprestar Maycon

Roberto de Andrade se arrepende de emprestar Maycon

112 mil visualizações 311 comentários Comunicar erro

Maycon foi emprestado pelo Corinthians à Ponte Preta

Maycon foi emprestado pelo Corinthians à Ponte Preta

Divulgação

O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, revelou arrependimento em ter cedido o volante Maycon, promessa das categorias de base e promovido ao elenco profissional no início da temporada, à Ponte Preta. Em entrevista coletiva nesta terça-feira, no CT Joaquim Grava, o dirigente “culpou” Elias, vendido ao Sporting (POR) no mês passado, pela negociação do jovem jogador.

“O Maycon vem fazendo um grande trabalho na Ponte Preta. O dono da camisa era o Elias, não tínhamos previsão de ele sair, senão jamais teríamos emprestado o Maycon”, reconheceu o presidente alvinegro.

A falta de oportunidades com Tite, hoje na Seleção Brasileira, e Cristóvão Borges, demitido do Timão no último sábado, resultou no empréstimo de Maycon. Na Ponte Preta, o garoto tem liberdade para chegar ao ataque e, apesar de ainda não ter balançado as redes em onze jogos, tem recebido elogios do técnico Eduardo Baptista pelo poderio ofensivo.

“Ele foi para a Ponte Preta porque pediu e para nós era importante ele ter rodagem. Ele volta em dezembro, não tem a mínima chance de venda. E vai voltar com mais rodagem e pronto para defender o Corinthians no fim do ano”, frisou o mandatário.

Maycon, Gabriel Vasconcelos, Léo Jabá e Fabricio Oya são apenas alguns exemplos de jogadores provenientes das categorias de base que aguardam pela promoção à equipe profissional do Corinthians. De acordo com Roberto, a utilização deles depende do aval da comissão técnica. A torcida, porém, entende que poucos jovens da equipe sub-20, finalista do Brasileiro da divisão, aliás, conseguem oportunidades no “time adulto”.

“Em média, a gente sempre tem no profissional sete ou oito garotos, vivenciando o profissional. Quem escala não sou eu. Eu não posso impor, o treinador pode ou não usar. O nível de qualidade era muito alto, e o nível de exigência também”, disse. “A gente vinha ganhando tudo até o ano passado. Talvez neste cenário atual, as oportunidades aparecerão. Mas volto a frisar, isso está na mão do treinador. Não tem veto de ninguém, eu não posso escalar”, finalizou.

Veja Mais:

  • Resta apenas o acerto dos jogadores com seus novos clubes para selar o negócio

    Corinthians e Atlético-MG se acertam por troca de atacantes; jogadores aceitam conversar

    ver detalhes
  • Uendel pode acertar retorno para o Corinthians em breve

    Empresário confirma que Corinthians deve acertar retorno de Uendel em janeiro

    ver detalhes
  • Ramiro assinou com o Corinthians nesta quinta-feira e é o quinto reforço para 2019

    Novo reforço do Corinthians, Ramiro se aproxima de Jadson e Luan em estatísticas do Brasileirão

    ver detalhes
  • Corinthians jogou boa parte da temporada sem estampa no espaço principal do uniforme

    Otimismo do Corinthians com patrocínio contrasta com fracasso inédito desde era Kalunga

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes