Sem provas, justiça carioca libera corinthiano menor de idade detido após confronto no Rio

27 mil visualizações 35 comentários

Corinthiano menor de idade foi liberado nesta quarta-feira

Corinthiano menor de idade foi liberado nesta quarta-feira

Mil Grau

O menor suspeito de ter se envolvido no conflito entre torcedores corinthianos e policiais militares no estádio do Maracanã, no último dia 23, antes da partida da equipe paulista contra o Flamengo, foi liberado nesta quarta-feira.

Segundo apurou o Meu Timão, a promotoria impediu a ação judicial porque não ficou comprovada a participação do jovem na briga ocorrida na arquibancada destinada à torcida alvinegra naquela tarde de domingo. O garoto, que teve o nome preservado, foi absolvido das acusações de agressão aos policiais e dano ao patrimônio público.

Os advogados de defesa de outros réus acompanharam a audiência realizada na tarde desta quarta. De acordo com um deles, tanto a juíza como a promotoria do processo não tiveram dúvidas a respeito da inocência do menor. A decisão, inclusive, deve facilitar a soltura de outros torcedores presos injustamente.

Os 31 corinthianos detidos após o confronto com a PM tiveram a prisão preventiva decretada no dia 25 de outubro, em audiência de custódia no Tribunal de Justiça no Rio de Janeiro. Os indivíduos foram enquadrados nos seguintes delitos: lesão corporal, dano qualificado, provocar tumulto em locais de jogos, resistência qualificada e associação criminosa.

Outros três homens sem qualquer envolvimento no incidente seguem presos na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Bangu: Fabio Barbosa Tomé, de 39 anos, André Luis Tavares da Silva, 39, e Gustavo Inocêncio Meira Rosário, 24. À reportagem, familiares divulgaram provas que inocentam os torcedores.

O Meu Timão tentou contato com pessoas próximas ao menor, mas não obteve retorno até o momento.

Relembre o caso

Minutos antes de a bola rolar para o jogo entre Corinthians e Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro, parte da torcida do Timão presente nas arquibancadas entrou em confronto com policiais militares.

A confusão começou quando torcedores do Flamengo arremessaram copos e demais objetos em direção ao setor onde estava a torcida paulista. Em reação à agressão, os alvinegros tentaram invadir o espaço destinado aos flamenguistas. Uma grade chegou a ser quebrada.

A polícia militar, então, interviu. Os agentes usaram cassetetes e spray de pimenta para afastar a torcida do Corinthians da grade que separa os setores do Maracanã. Alguns torcedores revidaram e também agrediram policiais.

O clássico citado marcou a reabertura do Maracanã. O estádio havia sido fechado para partidas de futebol por conta dos Jogos Olímpicos Rio-2016.

Veja mais em: Corinthianos presos no Rio.

Veja Mais:

  • Luan ainda não terminou uma partida depois da paralisação

    Luan foi substituído em todos os jogos do Corinthians após a pausa; saídas nos Dérbis vieram antes

    ver detalhes
  • Pedrinho publica foto com camisa do Benfica após chegar em Portugal nesta sexta-feira

    Ex-Corinthians, Pedrinho chega em Portugal para se apresentar ao Benfica

    ver detalhes
  • Carlos pode rumar ao futebol italiano nos próximos dias, após o fim do Paulistão

    Portal italiano diz que Monza espera Carlos ainda neste mês para exames; dirigente admite interesse

    ver detalhes
  • Cássio é o único titular em campo no treino do Corinthians desta quinta-feira

    Corinthians volta aos trabalhos no CT após empate em Dérbi; veja provável time para decisão

    ver detalhes
  • Sornoza marca golaço pela LDU

    Emprestado pelo Corinthians, Sornoza marca golaço do meio de campo no Equador; assista

    ver detalhes
  • Protesto acontece após divulgação da escala de arbitragem

    Antes de decisão contra o Corinthians, torcedores do Palmeiras vão à FPF protestar por arbitragem

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: