Sem provas, justiça carioca libera corinthiano menor de idade detido após confronto no Rio

27 mil visualizações 35 comentários

Corinthiano menor de idade foi liberado nesta quarta-feira

Corinthiano menor de idade foi liberado nesta quarta-feira

Mil Grau

O menor suspeito de ter se envolvido no conflito entre torcedores corinthianos e policiais militares no estádio do Maracanã, no último dia 23, antes da partida da equipe paulista contra o Flamengo, foi liberado nesta quarta-feira.

Segundo apurou o Meu Timão, a promotoria impediu a ação judicial porque não ficou comprovada a participação do jovem na briga ocorrida na arquibancada destinada à torcida alvinegra naquela tarde de domingo. O garoto, que teve o nome preservado, foi absolvido das acusações de agressão aos policiais e dano ao patrimônio público.

Os advogados de defesa de outros réus acompanharam a audiência realizada na tarde desta quarta. De acordo com um deles, tanto a juíza como a promotoria do processo não tiveram dúvidas a respeito da inocência do menor. A decisão, inclusive, deve facilitar a soltura de outros torcedores presos injustamente.

Os 31 corinthianos detidos após o confronto com a PM tiveram a prisão preventiva decretada no dia 25 de outubro, em audiência de custódia no Tribunal de Justiça no Rio de Janeiro. Os indivíduos foram enquadrados nos seguintes delitos: lesão corporal, dano qualificado, provocar tumulto em locais de jogos, resistência qualificada e associação criminosa.

Outros três homens sem qualquer envolvimento no incidente seguem presos na Cadeia Pública José Frederico Marques, em Bangu: Fabio Barbosa Tomé, de 39 anos, André Luis Tavares da Silva, 39, e Gustavo Inocêncio Meira Rosário, 24. À reportagem, familiares divulgaram provas que inocentam os torcedores.

O Meu Timão tentou contato com pessoas próximas ao menor, mas não obteve retorno até o momento.

Relembre o caso

Minutos antes de a bola rolar para o jogo entre Corinthians e Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro, parte da torcida do Timão presente nas arquibancadas entrou em confronto com policiais militares.

A confusão começou quando torcedores do Flamengo arremessaram copos e demais objetos em direção ao setor onde estava a torcida paulista. Em reação à agressão, os alvinegros tentaram invadir o espaço destinado aos flamenguistas. Uma grade chegou a ser quebrada.

A polícia militar, então, interviu. Os agentes usaram cassetetes e spray de pimenta para afastar a torcida do Corinthians da grade que separa os setores do Maracanã. Alguns torcedores revidaram e também agrediram policiais.

O clássico citado marcou a reabertura do Maracanã. O estádio havia sido fechado para partidas de futebol por conta dos Jogos Olímpicos Rio-2016.

Veja mais em: Corinthianos presos no Rio.

Veja Mais:

  • Rodrigo Varanda durante último treino antes do jogo contra o Cuiabá

    Corinthians renova contrato de Rodrigo Varanda; jogador pode sair do clube nos próximos dias

    ver detalhes
  • Giuliano treinou com bola nesta terça-feira no Corinthians

    Treino do Corinthians tem Giuliano no campo e reapresentação com foco no Flamengo

    ver detalhes
  • Roni é um dos jogadores da base do Corinthians a marcar no Brasileirão

    Base do Corinthians foi responsável por 64% dos gols do clube no Brasileiro

    ver detalhes
  • Sylvinho completou 15 jogos no comando do Corinthians contra o Cuiabá

    Sylvinho completa 15 jogos no comando do Corinthians; relembre trajetória do treinador

    ver detalhes
  • Corinthians é o atual campeão paulista feminino; equipe conquistou o estadual em 2019 e 2020

    Corinthians conhece horários da primeira fase do Campeonato Paulista Feminino; veja detalhes

    ver detalhes
  • Adson comemora gol marcado com Gustavo Mosquito e Gabriel

    Adson é eleito o melhor em campo em vitória do Corinthians; meia fica perto de nota mínima

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia:

x