Com elenco sem protagonistas, Corinthians aposta na coletividade para 2017

4.6 mil visualizações 71 comentários

Herbetta falou sobre postura da direção do Corinthians em relação a reforços

Herbetta falou sobre postura da direção do Corinthians em relação a reforços

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

A ordem no Corinthians é apertar o cinto e sanar as dívidas. Por isso, o torcedor alvinegro não deve aguardar grandes contratações da direção do clube para a próxima temporada, mesmo com os consecutivos fracassos dentro de campo em 2016. E a visão de que a ausência de ídolos pode impactar de maneira negativa perante a torcida não mexe com o brio de quem comanda o Timão.

“Depois do Ronaldo, o Corinthians mudou um pouco a filosofia, inclusive no ano passado tinha vários ídolos, dividia essa responsabilidade. Tinha Jadson, Renato Augusto, Love, Malcom. Acho que o legado do Tite é esse, aliás. O Corinthians deixou de ter o one man show para ser mais coletivo”, afirmou o superintendente de marketing do Corinthians, Gustavo Herbetta, à Gazeta Esportiva.

Herbetta chegou ao Timão no início de 2015, ao lado do presidente Roberto de Andrade. O profissional tem participado ativamente das decisões tomadas pela diretoria e, questionado a respeito das polêmicas recentes envolvendo o nome do dirigente – entre elas o pedido de impeachment protocolado por membros do Conselho Deliberativo –, foi sincero.

“A gente continua fazendo nosso trabalho no dia a dia, o Roberto dá uma liberdade total para a gente. As metas traçadas em fevereiro de 2015 a gente continua seguindo... Desde 2015, nosso objetivo sempre foi captação de receita no curto prazo via alguma alternativa que não fosse campos tradicionais. Por isso o foco no primeiro ano foi Fiel Torcedor”, explicou.

Até o momento, o Corinthians anunciou apenas duas contratações para 2017: os atacantes Luidy, ex-CRB, e Jô, que estava sem clube. A ideia é fechar com ao menos outros três reforços que sejam viáveis financeiramente.

“É isso que estamos fazendo desde 2015 para diminuir essa dívida. O objetivo é sanar finança. A conta vem sendo paga, a dívida vem sendo sanada, o objetivo do Roberto é diminuí-la. De onde ela veio não sei responder, mas uma hora teríamos de pagar”, finalizou.

Diminuindo – No fim de novembro, o Corinthians divulgou em seu portal de transparência o balancete de 2016 revisado pelo departamento financeiro do clube até setembro. Nos nove primeiros meses do ano, o Timão fechou as contas no azul: foi registrado um superávit de R$ 69,4 milhões.

Veja mais em: Roberto de Andrade, Diretoria do Corinthians, Impeachment e Mercado da bola.

Veja Mais:

  • Gustavo Mosquito deve retornar ao Corinthians nos próximos dias

    Corinthians pede retorno do atacante Gustavo Mosquito ao Paraná

    ver detalhes
  • Mercado da bola ao vivo: Corinthians vai às compras e Tiago Nunes pede devolução de emprestado

    VÍDEO: Mercado da bola ao vivo: Corinthians vai às compras e Tiago Nunes pede devolução de emprestado

    ver detalhes
  • Luan treina normalmente no CT

    Corinthians se reapresenta com Luan e inicia preparação para duelo com Grêmio; veja provável time

    ver detalhes
  • Live do Meu Timão: Augusto Melo, candidato à presidência do Corinthians

    Meu Timão entrevista Augusto Melo: candidato à presidência do Corinthians

    ver detalhes
  • Meia não foi relacionado por Sampaoli nos jogos do Brasileirão

    Corinthians encaminha acerto com Romulo Otero do Atlético Mineiro

    ver detalhes
  • Jô marcou o gol que abriu o placar no Mineirão

    Jô se iguala a Tevez em número de gols pelo Corinthians; atacante é o sexto artilheiro do século

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: