Marlone agradece ao Corinthians por presença no Puskás

Marlone agradece ao Corinthians por presença no Puskás

Por Meu Timão

7.2 mil visualizações 40 comentários Comunicar erro

Marlone pode ser premiado na próxima segunda-feira

Marlone pode ser premiado na próxima segunda-feira

Agência Corinthians

Um dos três finalistas no Prêmio Puskás - promovido pela FIFA e que elege o gol mais bonito da temporada -, o meia Marlone está preparado para viver um dia de gala na próxima segunda-feira. Muito empolgado com a oportunidade, o camisa 8, que irá utilizar um broche com o escudo do Corinthians na cerimônia, falou sobre o fato.

"Estou ansioso. Esses dias estava até com caspa na cabeça de ansiedade. Mas que bom que estou indo conhecer a Europa com a chance de trazer um prêmio individual. Já separei o terno, para ir bonitinho, um broche para representar o Corinthians. É uma forma de gratidão por ter me proporcionado esse momento, a chance de fazer o gol", disse em entrevista ao SporTV.

Leia também: Veja como votar em Marlone na final do Prêmio Puskás

Consciente da dimensão do prêmio a nível mundial, o corinthiano classificou as chances de vitória como algo único, que o deixaria ainda mais motivado. "Acho que voltaria com outra imagem, porque é um prêmio mundial, que representa o maior evento da FIFA. Nossa imagem valoriza, traz um respeito. Volto mais confiante, mais feliz, não que eu não estava, mas incentivado que posso conseguir mais coisas, títulos", acrescentou.

Alvo de sondagens do Atlético-MG nas últimas semanas, além de também ser alvo de um clubes chinês, o meia do Timão ressaltou a vontade de permanência no clube. Encantado com a Fiel, que o recebeu de maneira muito positiva e solicitava sua presença na equipe titular no início de 2016, Marlone enalteceu a gratidão pelo Corinthians.

"A princípio, sou jogador do Corinthians, estou feliz no Corinthians. O que eles [torcedores] fizeram por mim é algo que nunca vou esquecer. Pelo simples fato de cantarem meu nome no estádio me pedindo, sendo que não sou nada, não tinha identificação com o clube, porque eu não tinha nenhuma história no clube. Na lógica, a torcida pede um ídolo. Nesse momento eu estava reserva, e a torcida comprou um barulho, e eu tive a chance de fazer esse gol. Espero repetir mais vezes", completou.

Em virtude do gol de voleio marcado ainda na fase de grupos da Libertadores no ano passado, contra o Cobresal-CHI, Marlone disputa o prêmio com Daniuska Rodriguez, da Venezuela, e Mohd Faiz Subri, da Malásia. O evento acontece na próxima segunda-feira, às 15h30 (de Brasília), na cidade de Zurique, na Suíça.

Veja mais em: Marlone.

Veja Mais:

  • Corinthianismo é a religião oficial do Corinthians

    Corinthians lança religião própria; assista ao vídeo de divulgação do Corinthianismo

    ver detalhes
  • 10 mandamentos da torcida do Corinthians

    Meu Timão previu: em 2016, lançamos os 10 mandamentos da torcida do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno Méndez desembarcou no Brasil na noite desta segunda-feira

    Uruguaio Bruno Méndez chega ao Brasil e aguarda apenas exames para assinar com Corinthians

    ver detalhes
  • Sem espaço com Carille neste momento, André Luís segue a rotina de treinos fortes no Corinthians

    Sem Carille, Corinthians se reapresenta após o Majestoso; Boselli e Richard se estranham

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes