Em nota, Corinthians nega balanço 'maquiado' e fala em 'interpretação divergente'

Em nota, Corinthians nega balanço 'maquiado' e fala em 'interpretação divergente'

Por Meu Timão

6.4 mil visualizações 108 comentários Comunicar erro

Gestão de Roberto de Andrade teria aprovado balanço financeiro irregular; diferença supera os R$ 300 milhões

Gestão de Roberto de Andrade teria aprovado balanço financeiro irregular; diferença supera os R$ 300 milhões

Foto: Meu Timão

A direção do Corinthians negou haver qualquer tipo de irregularidade, tampouco “maquiagem”, no balanço patrimonial de 2014, apresentado aos conselheiros do clube em 2015. Em nota oficial divulgada no fim da tarde desta sexta-feira, o Timão classificou o assunto como simples “interpretação divergente acerca de normas contábeis” – leia a nota completa ao fim da reportagem.

O suposto escândalo financeiro veio à tona pela manhã, em denúncia revela pelo jornal Folha de S.Paulo. O veículo teve acesso a uma carta enviada nos últimos dias por Emerson Piovezan, atual diretor financeiro do Corinthians, ao Conselho Deliberativo do clube. Nela, o dirigente afirma que o balanço patrimonial de 2014 foi adulterado – ou “maquiado”, termo que ele mesmo utiliza.

O superávit de R$ 230,6 milhões alegado pela gestão do antigo presidente Mário Gobbi e apresentado e aprovado pela gestão de Roberto de Andrade era na realidade um déficit de R$ 97 milhões. Uma diferença bruta de exatos R$ 328 milhões nas contas corinthianas.

O Timão, por sua vez, trata tal discrepância com naturalidade. “(...) durante os procedimentos contábeis e de auditoria externa para o fechamento do balanço do exercício de 2015 foram identificadas necessidades de ajustes aos valores registrados – e que não caracterizam qualquer tipo de maquiagem – e publicados referentes ao exercício de 2014”, diz um trecho da nota.

“Assim sendo, por tratar-se de mera interpretação divergente acerca de normas contábeis, entendemos não haver razão para o prolongamento do assunto”, finaliza.

Segundo Piovezan, relator do caso, a justificativa do rombo de R$ 328 milhões estaria ligada à inclusão das cotas da Arena Corinthians como receita direta. “O procedimento correto -conforme determina a legislação contábil- é efetuar o registro desses valores diretamente em conta de patrimônio líquido”, explica.

Confira a nota do Corinthians

Em relação às publicações envolvendo as demonstrações financeiras do ano de 2014, o Sport Club Corinthians Paulista esclarece que durante os procedimentos contábeis e de auditoria externa para o fechamento do balanço do exercício de 2015 foram identificadas necessidades de ajustes aos valores registrados – e que não caracterizam qualquer tipo de maquiagem – e publicados referentes ao exercício de 2014.

Os ajustes realizados foram discutidos com a auditoria independente e também foram obtidos pareceres de especialistas para suportarem os registros desses valores ajustados.

O balanço de 2015, publicado em 30 de abril de 2016, tem a devida informação sobre os critérios utilizados, conforme a nota explicativa número 2, com o título Reapresentação das Demonstrações Contábeis do Exercício Findo em Dezembro de 2014: “O balanço patrimonial e as respectivas demonstrações do resultado (...) foram ajustados e estão sendo reapresentados como previsto no CPC23 – Políticas Contábeis Mudanças de Estimativas e Retificação de Erro e CPC 26 (R1) Apresentação das Demonstrações Contábeis e da norma internacional IAS 1 (R)”.

A opinião dos auditores independentes relata, conforme parágrafo de ênfase número 1 do Relatório dos Auditores Independentes, sobre as Demonstrações Contábeis: “Examinamos também os ajustes descritos (...) que foram efetuados para reclassificar as demonstrações contábeis de 31 de dezembro de 2014 (...). Em nossa opinião, tais ajustes são apropriados e foram adequadamente efetuados”.

Assim sendo, por tratar-se de mera interpretação divergente acerca de normas contábeis, entendemos não haver razão para o prolongamento do assunto.

Veja mais em: Arena Corinthians, Diretoria do Corinthians, Impeachment e Roberto de Andrade.

Veja Mais:

  • Gustavo Silva foi apresentado oficialmente nesta terça-feira

    Com pedido por mudança de apelido, Corinthians apresenta Gustavo Silva no CT

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez bancou Jair Ventura para a temporada 2019

    Andrés garante Jair Ventura em 2019, mas admite preocupação com situação do Corinthians

    ver detalhes
  • Corinthians conquistou o Paulistão-2018 em pleno Allianz Parque

    Corinthians conhece seu grupo no Campeonato Paulista de 2019; mata-mata terá VAR

    ver detalhes
  • Romero tem contrato até metade de 2019 e já discute renovação com o Corinthians

    Sem esquecer Balbuena, Andrés admite conversas em andamento por renovação de Romero

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes