Corinthians consegue gol fora de casa, mas cede empate em jogo eletrizante contra Internacional

Corinthians Corinthians 1 x 1 Internacional Internacional

Copa do Brasil 2017

Corinthians consegue gol fora de casa, mas cede empate em jogo eletrizante contra Internacional

157 mil visualizações 612 comentários Comunicar erro

Atacante Romero, do Corinthians, fez o primeiro gol da partida

Atacante Romero, do Corinthians, fez o primeiro gol da partida

Daniel Augusto Junior/Agência Corinthians

Corinthians e Internacional fizeram uma partida eletrizante na noite desta quarta-feira, no estádio Beira-Rio, pela ida da quarta fase da Copa do Brasil. Se os colorados puderam se gabar de possuir maior posse de bola, os corinthianos tiveram a seu favor a eficiência ofensiva. No fim das contas, empate em 1 a 1, com gols de Romero e Rodrigo Dourado, e vantagem para o Timão graças ao gol marcado fora de casa que leva para Itaquera.

Com o resultado, afinal, o Corinthians se vê diante do seguinte cenário: entra em campo "classificado" na quarta-feira que vem, no duelo decisivo, na Arena. Isso porque o empate sem gols, pelo critério de gol fora de casa, é favorável ao Timão. Em caso de 1 a 1, decisão nos pênaltis. Igualdade com dois ou mais tentos para cada lado é vantajosa para os gaúchos. Se houver vencedor em Itaquera, é claro, ele é quem avança às oitavas de final.

O Corinthians, vale destacar, foi escalado com duas mudanças em relação à equipe considerada titular neste início de temporada pelo técnico Fábio Carille. Desgastados, Jadson e Jô foram vetados. Assim, o Timão entrou em campo: Cássio, Fagner, Balbuena, Pablo e Arana; Gabriel e Maycon; Romero, Rodriguinho e Marquinhos Gabriel; Clayton.

Primeiro tempo

Corinthians e Internacional rapidamente fizeram jus à expectativa que se construiu em torno do duelo desta noite de quarta-feira: início de jogo eletrizante, com chances claras de gol para ambas as equipes.

A primeira grande oportunidade esteve nos pés de Romero. O paraguaio do Corinthians aproveitou-se de bola dividida por Rodriguinho e, cara a cara com o goleiro Marcelo Lomba, soltou a bomba no peito do arqueiro; no rebote, um chute um pouco mais desengonçado e novamente defendido.

Não demorou para o Internacional também mostrar poder de fogo. O argentino D'Alessandro cobrou escanteio venenoso, a zaga corinthiana bateu roupa, a bola resvalou em Cuesta e sobrou para Rodrigo Dourado. O volante, na base do reflexo, bateu para o gol, forçando boa defesa de Cássio.

Com o passar do tempo, porém, apesar de o jogo seguir "lá e cá", o Internacional foi quem começou a ditar o ritmo. Consequência disso foram boas oportunidades de gol com Edenílson e Brenner - esse último perdeu ao menos três chances somente nos 45 minutos iniciais.

Foi do Timão, contudo, aquela que talvez tenha sido a melhor chegada ofensiva do primeiro tempo: após bate e rebate na grande área do Internacional, Maycon apareceu como elemento surpresa e soltou o canhão. Lomba se esticou todo para fazer um milagre e espalmar a bola.

Segundo tempo

Bastaram seis minutos da etapa complementar para Romero ganhar a chance de se redimir após o gol perdido lá no início do jogo. E assim foi feito! Guilherme Arana recebeu em velocidade pela esquerda, levantou a cabeça e cruzou por baixo para o paraguaio, que se esticou para chutar a bola e estufar as redes coloradas, abrindo o placar.

Romero comemora gol marcado contra Internacional

Romero comemora gol marcado contra Internacional

Reprodução/TV

Visivelmente incomodado com o gol sofrido em casa, o Internacional partiu para o ataque. Não precisou muito para os mandantes se aproveitarem de falha individual corinthiana e empatar o jogo: D'Alessandro cruzou e Rodrigo Dourado se antecipou a Pablo, que ficou estático aguardando a chegada da bola. De cabeça, o volante carimbou a meta alvinegra.

Sentindo que o Internacional dava indícios cada vez maiores de superioridade, Fábio Carille decidiu mexer em sua equipe. Marquinhos Gabriel, que quase nada produziu, deu lugar a Giovanni Augusto. Curiosamente, logo depois Valdívia saiu do banco de reservas para, do lado colorado, também tentar mudar a escrita da partida - os meias quase se envolveram em uma troca envolvendo os clubes paulista e gaúcho no início do mês.

E foram eles quem tiveram duas das últimas grandes oportunidades de gol da noite. Valdívia deu dois dribles secos para cima de Fagner e bateu cruzado, tirando tinta da trave esquerda de Cássio. Pouco depois, foi a vez de Giovanni Augusto ser lançado e sair na cara de Lomba, mas finalizar em cima do goleiro colorado.

Ainda houve tempo para, já no apagar das luzes, em contra-ataque, o Corinthians construir uma última tentativa de gol. Rodriguinho, aproveitando-se de sobra da defesa colorada, bateu da entrada da área. A pancada foi bem defendida por Lomba, aquele que sem dúvida foi um dos principais nomes do Internacional em campo na noite desta quarta.

Veja mais em: Romero e Copa do Brasil.

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida entre Corinthians e Internacional

  • 1000 caracteres restantes