Quase recuperado, Danilo se diz ansioso para voltar a jogar e elogia Fiel: 'Um estímulo a mais'

Quase recuperado, Danilo se diz ansioso para voltar a jogar e elogia Fiel: 'Um estímulo a mais'

Danilo já treinou com bola após grande período ausente por lesão

Danilo já treinou com bola após grande período ausente por lesão

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Após oito meses se recuperando de duas cirurgias, o meia Danilo se prepara para retornar aos gramados. Vivendo a fase final de sua recuperação, o jogador concedeu uma entrevista para a CorinthiansTV, canal do clube no Youtube, e deu detalhes do período afastado e do que espera para os próximos dias.

"É a primeira lesão da minha carreira, logo no final dela uma lesão dessas, com 37 anos não é fácil. É um momento que eu preparei a minha cabeça, a partir do momento que eu machuquei, que eu vi que tinha sido muito sério, ali eu já preparei a minha cabeça, sabia que ia ter que passar por isso e que não ia ser fácil, nessa hora você pensa em várias coisas. A gente tem que entregar nas mãos de Deus e trabalhar, a partir do momento que eu cheguei no hospital, o pensamento era de fazer uma boa cirurgia e pensar na recuperação, a recuperação é fundamental", explicou o meia sobre a sensação ao descobrir a lesão sofrida em agosto do ano passado.

No início deste mês, o jogador foi liberado pelo departamento médico para treinar no gramado ao lado dos companheiros. Ainda retomando o ritmo, o meia falou sobre a sensação de reencontrar a bola e retornar as atividades normais.

"Sei que não estou 100% ainda, mas vou chegar la, devagarzinho a gente vai conquistando isso aí, nos treinos, a recuperação foi muito boa, principalmente as fisioterapias. Meu pensamento é de a cada treino estar sendo melhor e você vai ganhando e tenho certeza que já já estou de volta", ressaltou.

O "já já" ainda não tem data prevista para acontecer. Como ficou fora das lista da Copa Sul-Americana, o meia só poderá atuar no Campeonato Brasileiro - que tem estreia prevista para o dia 13 de maio. No entanto, não tem sido fácil para o experiente jogar aguentar a ansiedade de poder ajudar os companheiros na fase decisiva que o Timão está enfrentando nas últimas semanas.

"Tem que se segurar, a gente que ta treinando com o grupo, neste jogos decisivos, a gente fica louco pra ficar bem pra jogar esses jogos, você quer ajudar dentro de campo, mas infelizmente não da ainda. Mas com trabalho, dia-a-dia, a cada semana ta sendo melhor, então a evolução ta sendo muito boa e se Deus quiser, já já estou de volta", afirmou Danilo.

Por fim, Danilo também fez questão de ressaltar a importância do apoio da torcida corinthiana nesse processo de recuperação. O meia, que está no clube desde 2010, é muito querido pela Fiel.

"É um lado muito bom também. Um lado que te incentiva a treinar mais, a ter essa vontade de voltar, eu acho que você tem a cabeça boa e tem um pensamento bom. Onde eu vou todo mundo fala 'Você tem que voltar' e 'A gente precisa de você', então, acho que isso é um estímulo a mais pra gente chegar no dia-a-dia no treino e se dedicar o máximo pra poder voltar", finalizou o meia.

Danilo se lesionou em agosto de 2016 e vem se recuperando desde então. O meia fraturou a tíbia e fíbula da perna direita e teve que passar por um procedimento cirúrgico. Danilo é um dos líderes do atual elenco, além de ser ídolo da torcida. O jogador possui 336 jogos pelo clube e 34 gols marcados - confira o perfil dele aqui. Atualmente, o contrato do meia vai até o fim de 2017.

Confira a entrevista completa de Danilo

Veja mais em: Danilo.

Veja Mais:

  • Fiel já garantiu 20 mil ingressos para duelo contra o Botafogo

    Corinthians divulga primeira parcial de ingressos contra o Botafogo na Arena

    ver detalhes
  • Paulinho, perto do Barcelona (ESP), em uma das visitas ao CT Joaquim Grava

    Maior venda da história do Corinthians, Paulinho renderá mais dinheiro com ida ao Barcelona

    ver detalhes
  • Me desculpa, Cássio!

    [Mayara Munhoz] Me desculpa, Cássio!

    ver detalhes
  • Romarinho dá a cavadinha, encobre Orión e empata a primeira final na Bombonera

    Gol de Romarinho na Bombonera faz cinco anos: 'Marcado na minha vida e na história do Corinthians'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes