Próximo do segundo título no Corinthians, Jadson abriu mão de propostas maiores pelo clube

Próximo do segundo título no Corinthians, Jadson abriu mão de propostas maiores pelo clube

5.7 mil visualizações 33 comentários Comunicar erro

Meia pode conquistar seu segundo título no Timão

Meia pode conquistar seu segundo título no Timão

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Contratado para ser a grande estrela do Corinthians na temporada, Jadson é peça importante do time finalista do Campeonato Paulista. Autor de um dos gols na vitória contra a Ponte Preta em Campinas, por 3 a 0, o camisa 77 será titular na final deste domingo, às 16h, na Arena Corinthians, e pode conquistar seu segundo título pelo Timão.

Vendido para a China depois do título brasileiro de 2015, Jadson nunca escondeu o carinho pelo Corinthians. Nas redes sociais, por exemplo, parabenizou a equipe pelo aniversário, usou fotos com a camisa alvinegra e até manteve o escudo do Timão como capa. Por conta desse afeto, negou outras propostas na hora de retornar ao Brasil. Desde o começo, o jogador demonstrou sua vontade de voltar a Itaquera, mesmo tendo recebido propostas mais altas.

"Tinha propostas de outros clubes, mas sempre deixei claro para o meu empresário que a preferência era do Corinthians. Queria voltar para cá. Às vezes ele vinha com valores superiores ao Corinthians, mas eu falava que queria voltar para cá e ser campeão novamente, deixar meu nome gravado", disse o meia em entrevista ao UOL Esporte.

"Eu sabia que o Corinthians não estava numa situação boa de dinheiro por causa de várias situações. O presidente foi muito sincero comigo. Falou que conseguiria chegar até 'tanto' e falei para o meu empresário que queria vir para cá. Conversei com o Carille também antes. Ele falou que contava com o meu futebol. Voltei e estou feliz aqui", completou.

Otimista e feliz com a chance de conquistar mais um título pelo clube, Jadson reconhece que a vitória por 1 a 0 contra o Palmeiras tem valor especial na campanha do grupo finalista.

"Acho que foi contra o Palmeiras, que nem atuei. Estava me preparando, fui assistir no estádio. O juiz deixou a gente em situação difícil e o time, na superação, conseguiu ganhar de 1 a 0, foi um grande jogo. Depois disso a equipe começou a crescer e teve mais confiança", destacou o corinthiano.

Depois de trabalhar com Tite, o meia vê em Carille muitas características do ídolo corinthiano. Para ele, a forma de conduzir o elenco é o segredo do trabalho do técnico, que pode conquistar seu primeiro título já na temporada de estreia como principal nome da comissão técnica.

"Ele tem conseguido levar o grupo na mão. Os jogadores que têm entrado se dedicam, têm dado o melhor. É dessa maneira que se constrói um grupo vencedor. O Carille está no caminho certo. Tomara que ele consiga o primeiro título como treinador", comentou.

Indo para a sua terceira temporada no clube, Jadson soma 27 gols em 118 jogos pelo Corinthians. Neste domingo, na grande final do Campeonato Paulista, o jogador, que veste a camisa 77 em homenagem à grande final de 1977, tem uma motivação especial: vai enfrentar sua maior vítima, a Ponte Preta.

Veja mais em: Jadson.

Veja Mais:

  • Renan Areias (no centro) está no Corinthians desde os seis anos de idade

    Corinthians empresta capitão do Sub-20 para o Red Bull Brasil

    ver detalhes
  • Fessin já marcou três gols pelo Corinthians no Paulista Sub-20

    Fessin marca, Corinthians vence no Paulista Sub-20 e diminui distância para rival

    ver detalhes
  • Corinthians fechou a primeira fase na liderança e invicto no Paulista Feminino

    Corinthians vence Portuguesa e fecha primeira fase do Paulista Feminino líder invicto

    ver detalhes
  • Corinthians de Ronaldo foi eliminado pelo Tolima em 2011 e mesmo assim Tite seguiu como técnico

    Tite/11 x Loss/18: diferenças e semelhanças entre as crises corinthianas comparadas por Andrés

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes