Jô cita influência de Carille em volta por cima, sonha com Seleção e explica perfis em redes sociais

Jô cita influência de Carille em volta por cima, sonha com Seleção e explica perfis em redes sociais

'Sabia onde podia chegar', disse Jô nesta terça-feira, em coletiva no CT

'Sabia onde podia chegar', disse Jô nesta terça-feira, em coletiva no CT

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Ao ser anunciado como contratação do Corinthians, no fim de 2016, Jô despertou dúvidas em grande parte da imprensa e até na torcida do clube. Afinal, embora dono de currículo vitorioso, o atacante acumulou problemas extracampo nos últimos anos e viu a carreira declinar. Em entrevista coletiva nesta terça-feira, no CT Joaquim Grava, o artilheiro do Timão em 2017 explicou como foi de “desacreditado” a candidato a goleador do Brasileirão e líder do elenco.

“Agradeço muito ao Fábio por essa questão. Eu não me via como um líder, como um capitão, como eu ia falar com os mais novos? Mas a mudança de vida fez isso aflorar. Ele me deu essa oportunidade e comecei a desenvolver isso. Consigo me expressar de uma forma mais adequada. Isso vai criando um respeito, estou sempre disposto a ajudar todos”, disse Jô, dono de 17 gols em 45 jogos na temporada.

A boa fase do camisa 7 no Corinthians, iniciada ainda da primeira fase do Campeonato Paulista, faz o atacante sonhar com a Seleção Brasileira, sobretudo porque há Copa do Mundo marcada para o ano que vem, na Rússia. De acordo com o jogador, nada de mudar o planejamento adotado por ele em busca de uma vaga no grupo do técnico Tite.

“Não são dois jogos (até a convocação) que vão me fazer ir para a Seleção ou não, tenho feito um trabalho bom desde o começo do ano. Vai da análise do Tite saber se mereço ou não, pode ser que venha nessa, na outra, na última até a Copa, mas mantenho a esperança para voltar para a Seleção, é um objetivo, um dos meus sonhos”, explicou o centroavante, que assegurou estar “em paz” consigo.

“Estou com a mesma cabeça de quando cheguei. São cenários diferentes, antes era de desconfiança. Mas a minha cabeça é a mesma, sabia onde podia chegar, era só trabalhar. É humildade, saber meus objetivos, assim que lido hoje com aquele cenário. Dei a volta por cima de uma situação que muitos achavam que era difícil. Mas sigo trabalhando para mostrar meu futebol e seguir mostrando mais”.

Bem-humorado, Jô comentou até a decisão de voltar a utilizar redes sociais. O atacante inaugurou perfis no Instagram e no Twitter nessa segunda-feira. Agora, segundo ele, não há qualquer preocupação a respeito da exposição da vida particular, diferentemente do passado.

“Foi uma luta, nunca gostei dessas redes sociais até pela vida que eu levava. Hoje, como não tenho mais nada a esconder, me convenceram a voltar a ter, é importante para uma série de coisas”, finalizou.

Com Jô, o Corinthians enfrenta o Atlético-MG nesta quarta-feira, no Mineirão, às 21h (de Brasília), pela 18ª rodada do Brasileirão. Veja aqui como a equipe paulista deve medir forças com o rival de Belo Horizonte!

Veja mais em: , Fábio Carille e CT Joaquim Grava.

Veja Mais:

  • Zé Rafael, de 24 anos, tem contrato com o Bahia até 2020

    Corinthians reforça interesse em Zé Rafael, mas tem de esperar até 9 de dezembro; entenda

    ver detalhes
  • Carille quer contar com seu reserva imediato em 2018

    Permanência de Walter é desejo de Carille, mas técnico já tem plano B em caso de saída

    ver detalhes
  • Na Série B do Brasileirão pelo Internacional, Leandro Damião entrou na mira do Timão

    Corinthians inicia sondagem sobre centroavante do Internacional

    ver detalhes
  • Timão monitorava situação de Roger, em fim de contrato no Botafogo

    Alvo do Corinthians, centroavante Roger fecha com clube gaúcho

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes