Ex-diretor do Corinthians lidera uma das chapinhas à eleição do Conselho

Ex-diretor do Corinthians lidera uma das chapinhas à eleição do Conselho

Por Meu Timão

Eduardo Ferreira durante homenagem a Fagner no CT Joaquim Grava

Eduardo Ferreira durante homenagem a Fagner no CT Joaquim Grava

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

A recém-criada Comissão Eleitoral do Corinthians começou a receber solicitações de inscrição de “mini-chapas” – ou chapinhas – nesta segunda-feira. O primeiro grupo, denominado "Preto no Branco – Compromisso & Democracia", tem como líder um velho conhecido da Fiel: Eduardo Ferreira, ex-manda-chuva do Timão. A informação é do blog De Prima.

Ferreira foi diretor-adjunto de futebol do Corinthians entre fevereiro de 2015 e outubro de 2016. Ao longo do período, o conselheiro se tornou um dos principais responsáveis pelo departamento de futebol do clube, hoje comandado pelo diretor Flávio Adauto e pelo gerente Alessandro Nunes.

A saída de Eduardo está diretamente ligada à contratação do treinador Oswaldo de Oliveira. O então diretor-adjunto era contrário à chegada do técnico carioca, mas acabou ignorado pelo presidente Roberto de Andrade. Por conta da relação desgastante, Ferreira pediu demissão no mesmo dia em que Oswaldo foi apresentado pelo Timão.

Chapinhas? – Uma reunião realizada em agosto de 2016, na Arena Corinthians, representou um avanço significativo na política do Corinthians. Pressionados pela torcida e pelas alas de oposição dos bastidores do clube, os conselheiros determinaram o fim do “Chapão”, o que simboliza progresso em termos de democracia.

Leia também:
Desembargador é escolhido presidente de comissão eleitoral do Corinthians
A sete meses de eleição, oposição do Corinthians se une e pede renovação de Carille

O chapão contemplava, a cada três anos, o preenchimento das 250 vagas no Conselho por meio da vitória de uma única chapa. O método permitia que não houvesse a devida fiscalização sobre as ações dos mandatários, já que os eleitos estariam a favor do grupo vencedor.

A partir da eleição 2018, serão formadas chapas com 25 conselheiros, e as dez primeiras assumem (as oito mais votadas empossam, enquanto as outras duas ficam como suplentes).

A eleição presidencial está marcada para o mês de fevereiro. Até o momento, não há sequer um candidato oficial ao posto de Roberto de Andrade – confira aqui quem pode estar na briga pela cadeira de presidente.

Veja mais em: Parque São Jorge, Roberto de Andrade, Flávio Adauto, Alessandro e Eleições no Corinthians.

Veja Mais:

  • Com bandeirões e muita festa, Fiel incentivou Timão no último treino aberto

    Corinthians abre à torcida último treino antes do jogo da taça

    ver detalhes
  • Kazim tatua taça do Brasileirão com provocação a rivais do Corinthians

    Kazim tatua taça do Brasileirão com provocação a rivais do Corinthians

    ver detalhes
  • Jô e Jadson voltaram a treinar no campo nesta quinta-feira

    Treino do Corinthians tem retornos, academia lotada e possível trote de despedida

    ver detalhes
  • Corinthians relembrou os dois títulos conquistados em 2017

    Nas redes sociais, Corinthians relembra dois títulos no ano e provoca antis

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes