Carille admite segundo turno fora do esperado, mas afirma: 'Não é fácil tirar sete pontos'

Carille admite segundo turno fora do esperado, mas afirma: 'Não é fácil tirar sete pontos'

Por Meu Timão

7.4 mil visualizações 181 comentários Comunicar erro

Carille analisou a derrota de 2 a 0 do Corinthians contra o Santos, deste domingo

Carille analisou a derrota de 2 a 0 do Corinthians contra o Santos, deste domingo

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

A derrota de 2 a 0 do líder Corinthians no clássico contra o Santos, deste domingo, diminuiu a distância para o rival terceiro colocado do Campeonato Brasileiro. Com 50 pontos, o Timão viu a equipe litorânea ficar com uma diferença de nove pontos na tabela. O resultado não foi visto com "desespero" pelo técnico Fábio Carille, que, mesmo admitindo um segundo turno fora do esperado para o clube do Parque São Jorge, vê a vantagem como um triunfo difícil de ser batido.

Em quatro partidas disputadas pelo returno do Brasileirão, o Corinthians converteu apenas três pontos. Antes do clássico contra o Santos, a equipe havia amargado uma derrota de 1 a 0 diante do lanterna Atlético-GO e outra contra o Vitoria, pelo mesmo placar, sendo ambas realizadas na Arena em Itaquera. O único resultado positivo veio na vitória de 1 a 0 sobre a Chapecoense, em Santa Catarina.

O espanto vem na comparação com o desempenho do Timão no primeiro turno, onde terminou invicto e com a maior pontuação somada em um único turno do Brasileirão na era dos pontos corridos. “Nosso primeiro turno foi fora do normal. A gente tem que ser inteligente. O Grêmio também agora fez quatro pontos em quatro jogos, um a mais que a gente. Não estamos conseguindo os resultados esperados, e mesmo assim temos uma vantagem de acordo com o nosso primeiro turno”, analisou o técnico Fábio Carille.

Leia também:
Torcida do Corinthians elege os 'culpados' por derrota na Vila; Cássio é o melhor em campo
Mesmo com derrota, Carille aprova rendimento e nega falta de confiança no Corinthians

De fato, mesmo com a derrota na Vila Belmiro, a situação do Corinthians segue confortável na tabela. A equipe lidera com uma diferença de sete pontos para o segundo colocado Grêmio, que perdeu para o Vasco por 1 a 0, no último sábado, e não se aproximou do Timão. Já o Santos, na posição, tem nove pontos a menos que o time do Parque São Jorge.

Admitindo chateação com os resultados negativos em Itaquera, Fábio Carille exaltou a vantagem do Timão. “Eu penso de jogo a jogo, sei que a gente tem sete pontos e não fácil tirar sete pontos. Foram resultado inesperados fora de casa. O que mais me deixou chateado foi o resultados dentro de casa e o desempenho conta o Vitória”, avaliou.

Quanto a ideia de “tirar” o Santos da briga pelo título do Campeonato Brasileiro, apontada pelo próprio Carille durante a semana, o treinador admitiu que o rival continua na disputa. Porém, na visão do técnico, a distância segue significativa mesmo com a derrota na Vila Belmiro.

“Eu falei isso na coletiva. Se a gente faz os três pontos aqui a gente praticamente tira o Santos da briga, se empata mantem 12 pontos, com a derrota vem para nove, que ainda é muito. Mas é claro que ele continua vivo na disputa”, finalizou.

Veja mais em: Fábio Carille, Corinthians x Santos e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Felipe Ezabella durante a eleição no Parque São Jorge

    Preferência da opinião pública e manutenção do DNA da chapa: Ezabella comemora primeira eleição

    ver detalhes
  • Mauro da Silva (auxiliar), Duílio Monteiro Alves (diretor-adjunto de futebol) e Alessandro (gerente) durante um dos treinos no CT

    Diretoria assume dificuldade por um 9: 'Futebol na América do Sul pagando salários de Europa'

    ver detalhes
  • Veja gols e lances de Matheus Matias, novo reforço do Corinthians

    VÍDEO: Veja gols e lances de Matheus Matias, novo reforço do Corinthians

    ver detalhes
  • Duilio Monteiro Alves, diretor-adjunto de futebol do Corinthians

    Diretor do Corinthians sobre renovação de Balbuena: 'Não podemos dar um passo maior do que a perna'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes