Torcedor do Vasco, Edmundo sai em defesa de Jô após vitória do Corinthians

Torcedor do Vasco, Edmundo sai em defesa de Jô após vitória do Corinthians

Por Meu Timão

Edmundo saiu em defesa de Jô; ele é torcedor assumido do Vasco

Edmundo saiu em defesa de Jô; ele é torcedor assumido do Vasco

Foto: Reprodução/TV

O gol anotado por Jô com auxílio de seu braço na vitória do Corinthians por 1 a 0 sobre o Vasco, em jogo disputado na tarde do último domingo, segue dando o que falar na imprensa esportiva. E ao contrário de muita gente que criticou o camisa 7 do Timão, como por exemplo o ex-zagueiro William Capita, houve quem saiu em defesa do centroavante. E o mais surpreendente: trata-se de Edmundo, ex-jogador e torcedor assumido do clube cruzmaltino.

Leia também:
Segurança do Timão rebate filho de Eurico Miranda e dá nova versão sobre barraco
Vídeo flagra Gabriel 'enlouquecido' comemorando gol do Corinthians nas arquibancadas

Em participação no programa A Última Palavra, do canal Fox Sports, Edmundo isentou Jô. No entendimento do ex-atacante, quem cobra o camisa 7 do Corinthians também deveria esperar por um ato de honestidade do zagueiro Breno, que havia cometido pênalti em cima do próprio Jô nos instantes finais do primeiro tempo.

"É muito claro que ele sabe aonde bateu, porque ele fala para o Ramon que foi com o peito, então ele sabe onde tocou. No mínimo, ele acha que tocou no peito. Não acho que o Jô tenha que mudar o mundo, servir de exemplo, senão o futebol perde o seu sentido. Se tem que ser politicamente correto, o Simon (analista de arbitragem) está dizendo que foi pênalti em cima do Jô e então o Breno também tinha que levantar: ‘Ei, foi pênalti aqui’. E o futebol ia perder todo o sentido", argumentou.

Muito se falou, seja nos programas esportivos ou nas redes sociais, a respeito da declaração de Jô concedida no último mês de abril na ocasião do fair play demonstrado por Rodrigo Caio, do São Paulo. Houve quem apontasse incoerência diante da entrevista deste domingo, na qual o centroavante alegou não saber onde a bola tocou. Edmundo, mais uma vez, saiu em defesa do corinthiano, fazendo apenas um adendo:

"Não acho que o Jô tenha que ser o cara mais verdadeiro do mundo, salvar o mundo. Não, isso é uma disputa de futebol e quem tem que ver se houve irregularidade é o árbitro. Ele está ali para isso. A única coisa que eu discordo é o Jô insistir que não sabe onde bateu. Ou, pelo menos, já ter visto, ou no vestiário ou de alguém ter chegado para ele e dito: ‘Foi com o braço’. A certeza de que foi com o braço ele já tinha quando deixou as dependências da Arena Corinthians", analisou.

E não foi só Edmundo quem surpreendeu ao tomar partido de Jô na polêmica da rodada. Evair, ídolo palmeirense, durante participação no programa Mesa Redonda, da TV Gazeta, também isentou o centroavante corinthiano e concentrou crítica para cima da arbitragem:

"Eu acho que o Jô não precisaria se acusar. Uma decisão como essa, na minha opinião, deve ser tomada pela arbitragem. São eles que devem decidir e dizer se está certo ou errado", declarou.

Veja mais em: e Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Vice-presidente no início dos anos 2000, Citadini é candidato nas eleições de fevereiro

    Citadini condena submissão do Corinthians à CBF e promete ir à Fifa por mudança no estatuto

    ver detalhes
  • Mateus Vital fará estreia no Corinthians logo como titular

    Vital, Pedrinho & cia: Corinthians rejuvenesce para jogo desta quarta e empolga Fiel

    ver detalhes
  • Corinthians e São Paulo se reencontram neste sábado, no Pacaembu

    Torcedores do São Paulo já se preocupam com clássico contra Corinthians; veja tweets

    ver detalhes
  • Mateus Vital será titular do Corinthians e fará assim sua estreia com a camisa alvinegra

    Carille muda todo o ataque e define Corinthians para pegar Ferroviária; Vital estreia

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes