Corinthians sobe oferta e espera sim de Pablo: 'Espero que seja suficiente'

38 mil visualizações 205 comentários Comunicar erro

Por Mayara Munhoz e Rodrigo Vessoni

Pablo já disse mais de uma vez que quer permanecer no Corinthians

Pablo já disse mais de uma vez que quer permanecer no Corinthians

Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

A permanência de Pablo no Corinthians nunca esteve tão nas mãos do zagueiro como agora. A diretoria do Timão subiu os valores oferecidos ao atleta e agora aguarda uma decisão dele e de seu empresário, Fernando César.

A nova tentativa foi confirmada pelo diretor de futebol Flávio Adauto. O Corinthians já havia feito uma proposta na última semana, Pablo e Fernando César fizeram uma contraproposta e, agora, o clube subiu os valores em uma nova oferta.

"Fizemos a proposta, eles fizeram a contraproposta e, por fim, melhoramos a nossa e reenviamos. Eu posso garantir que é uma ótima oferta, que faz justiça ao grande jogador que ele é e o grande profissional que demonstrou ser no clube", afirmou Adauto, em conversa com o Meu Timão.

"Eu espero que seja suficiente, até pelo fato de eles (agente e jogador) sempre terem dito que o Corinthians era a prioridade. Se realmente formos a prioridade deles, tenho certeza que aceitarão os nossos termos", completou.

Leia também:
De saída da Europa, Gabigol é elogiado por técnico do Corinthians: 'Gosto desses desafios'
Damião? Substituto para Arana? Carille abre o jogo sobre contratações do Corinthians
Corinthians reforça interesse em Zé Rafael, mas tem de esperar até 9 de dezembro; entenda

E Adauto não está errado. Pablo já disse, mais de uma vez, que tem o desejo de permanecer no Corinthians. Na noite desta segunda-feira, inclusive, participou do Bem, Amigos!, do canal SporTV, e reiterou sua vontade.

"Está tudo se encaminhando da melhor maneira possível. Eu já falei isso várias vezes. O meu desejo é permanecer. Nunca mudou. Claro que tem uma negociação muito longa, e isso gera várias dúvidas. Se quero ficar, se não quero ficar, se estou tentando tirar dinheiro do Corinthians. Então a minha vontade é de permanecer", comentou.

Pablo está emprestado ao Corinthians até o final de dezembro, mas tem prioridade para comprá-lo em definitivo somente até o final de novembro. O acordo firmado com o Bordeaux, da França, diz que o Timão precisará desembolsar 3 milhões de euros (R$ 11,6 milhões). Além disso, também será preciso o acerto das luvas e do reajuste salarial.

Por conta da longa negociação, outros clubes demonstraram interesse em contar com o futebol do zagueiro. Flávio Adauto garante que não sabe de nenhuma oferta externa, mas que apenas isso explicaria uma negativa a essa nova proposta alvinegra.

"Eu não sei se eles já têm oferta de outro clube, mas acredito que não. Se não aceitarem nossa oferta, é bem provável que tenham mesmo. Só vejo esse motivo para explicar um 'não', por exemplo", finalizou.

Veja mais em: Pablo, Diretoria do Corinthians e Flávio Adauto.

Veja Mais:

  • Cássio, Manoel e Gil não ficam à disposição de Fábio Carille contra o Cruzeiro

    Com três desfalques, Corinthians divulga relacionados para duelo com Cruzeiro; veja provável time

    ver detalhes
  • Fábio Carille reclamou de dores no joelho esquerdo recentemente

    Carille vai passar por procedimento no joelho e vira 'desfalque' para o Corinthians

    ver detalhes
  • Escudo revelado nesta sexta-feira apareceu em livro de 2011 (canto inferior esquerdo)

    Escudo do Corinthians 'descoberto' nesta sexta-feira apareceu em livro de 2011; entenda

    ver detalhes
  • Urso apareceu em campo pela primeira vez desde que lesionou a coxa direita

    Júnior Urso volta a treinar em campo e se aproxima de retorno ao Corinthians

    ver detalhes
  • Fagner pode ganhar até quatro companheiros de posição no Corinthians em 2020

    Corinthians pode ter até cinco opções para lateral direita em 2020

    ver detalhes
  • Atacante agradou e fica para a Copinha

    Corinthians prorroga empréstimo de atacante paraguaio do time Sub-20

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: