Site oficial do Corinthians relembra empate emocionante na estreia da Libertadores de 2012

Site oficial do Corinthians relembra empate emocionante na estreia da Libertadores de 2012

Por Meu Timão

Ralf decidiu o primeiro confronto da Libertadores de 2012

Ralf decidiu o primeiro confronto da Libertadores de 2012

Foto: Daniel Augusto Jr./Fotoarena

Na manhã desta sexta-feira, o site oficial do Corinthians reavivou grandes memórias do torcedor alvinegro. A série Jogos Inesquecíveis, que já tinha falado da histórica goleada por 8 a 2 conta o Cerro Porteño, em 1999, agora relembrou a estreia corinthiana na Libertadores de 2012.

Embora não tenha vencido, o empate por 1 a 1 contra o Deportivo Táchira tem grande valor na campanha do título dos comandados de Tite. O difícil duelo foi decidido por uma cabeçada de Ralf, já no último minuto, que deu o primeiro ponto do Timão no torneio e, claro, uma enorme injeção de ânimo na equipe.

Leia também:
Impunidade após baderna flamenguista expõe exageros da polícia carioca contra Corinthians
Exato um mês após o título brasileiro, Corinthians tem só um reforço; três são os motivos
No site oficial, Corinthians recorda goleada histórica de 8 a 2 na Libertadores

Além de tudo que o time enfrentou dentro das quatro linhas, a partida tinha um peso de dificuldade ainda maior pela longa viagem necessária para chegar a San Cristóbal, na Venezuela. Foram mais de oito horas de viagem até chegar ao local do primeiro embate naquela edição da Libertadores.

“O cansaço faz parte, temos uma viagem para o México (contra o Cruz Azul), são mais umas dez horinhas para enfrentar. Por mais que consiga dormir, ainda não é o suficiente. Cansei, mas dá tempo de recuperar”, disse o meia Alex na oportunidade.

O camisa 12, inclusive, foi um dos grandes nomes da partida. Isso porque o gol de Ralf foi originado por uma de suas assistências. Em cobrança de falta, Alex colocou a bola na cabeça do volante, que de costas para o gol igualou o placar, aberto aos 20 minutos da primeira etapa por Herrera - em lance de azar com Chicão.

O resultado na Venezuela foi comemorado como uma vitória por jogadores, comissão e torcedores. Até hoje, o confronto é lembrado como grande pontapé emocional para a conquista daquela Libertadores.

Veja mais em: Libertadores da América.

Veja Mais:

  • Sob comando de Coelho, Timãozinho cai nas oitavas da Copinha

    Falhas individuais custam caro, e Corinthians é eliminado da Copinha

    ver detalhes
  • Superado pelo Avaí, o Timãozinho deu adeus à Copinha de 2018

    Em partida sem craques, Fiel não perdoa Corinthians por eliminação na Copa São Paulo de 2018

    ver detalhes
  • Bilu esconde choro após derrota do Timão para o Avaí

    Corinthianos deixam campo às lágrimas após queda na Copinha; Coelho: 'Perdemos para nós mesmos'

    ver detalhes
  • Alessandro é homem forte do futebol corinthiano neste início de 2018

    Alessandro abre o jogo sobre Henrique Dourado e busca do Corinthians por camisa 9

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes