Levanta a cabeça! Rodriguinho admite frustração, mas traça plano para voltar à Seleção

Levanta a cabeça! Rodriguinho admite frustração, mas traça plano para voltar à Seleção

Por Lucas Faraldo e Marco Bello

6.1 mil visualizações 99 comentários Comunicar erro

Rodriguinho ganhou coroa em montagem pós-Dérbi nas redes sociais do Corinthians

Rodriguinho ganhou coroa em montagem pós-Dérbi nas redes sociais do Corinthians

Foto: Montagem/Corinthians

Fagner foi lembrado e festejou. Cássio ficou fora mas relevou. Quem parece ter realmente ficado chateado no Corinthians com a última convocação do técnico Tite para a Seleção Brasileira foi o meia Rodriguinho, que vê já muito distantes suas chances de ir à Copa do Mundo da Rússia nos próximos meses de junho e julho.

Em entrevista coletiva concedida nesta quinta-feira no CT Joaquim Grava, três dias após o anúncio da convocação da Seleção para amistosos contra Rússia e Alemanha (os últimos antes da lista definitiva para a Copa do Mundo), Rodriguinho admitiu a frustração por mais uma vez não ter sido chamado por Tite - a última vez foi em maio do ano passado.

"Frustrado é a palavra certa. Quando se cria expectativa e ela não acontece, você acaba ficando triste e frustrado. Mas, passadas algumas horas da convocação, tentei me motivar de novo. Se não estou nessa, tenho que trabalhar mais, me dedicar mais, para estar na próxima. São coisas que me erguem para continuar trabalhando com seriedade e estar lá depois", disse o meia, um dia após se destacar na vitória do Corinthians sobre o Deportivo Lara, da Venezuela, por 2 a 0, pela Libertadores.

Leia também: Rodriguinho ignora prazo de Sheik no Corinthians: 'Pode ser mais importante até o fim do ano'

"Lógico que passa, pelo fato de querer muito estar lá e de não ser lembrado nessa, então eu tenho que trabalhar muito e fazer muito acontecer para sonhar com a Copa do Mundo. É um sentimento forte. O sentimento é esse, de trabalhar para estar lá", completou.

Ao ser questionado se sabe o que precisa fazer para voltar a "apitar" no radar de Tite, Rodriguinho valorizou justamente sua evolução com a camisa do Corinthians:

"Vendo o Tite e conhecendo ele, preciso manter o alto nível. Fazer gols ajuda, assistências também. E a cada jogo melhorar e tentar manter uma regularidade alta. E trabalhar para que muitos jogos possam ser assim para que ele veja algo que me leve para lá", planejou.

Por fim, Rodriguinho negou ter recebido qualquer mensagem da comissão técnica canarinha:

"Não, mas acompanhei a entrevista da última convocação e ele citou meu nome. É um indício de que trabalhando e mostrando a cada jogo, eu posso chegar lá", finalizou.

Veja mais em: Rodriguinho, Corinthianos na Seleção e Tite.

Veja Mais:

  • Roger marcou o segundo gol corinthiano no duelo deste domingo

    Corinthians vira nos acréscimos, mas ainda leva gol de empate e tropeça no Vitória

    ver detalhes
  • Corinthians empatou com o Vitória em 2 a 2 nesta rodada

    Concorrentes tropeçam, e Corinthians abre leve distância para Z4; veja classificação

    ver detalhes
  • Ralf foi eleito craque da partida no entendimento dos torcedores do Corinthians

    Veteranos são eleitos 'craques' do Corinthians no Barradão; Avelar beira nota zero

    ver detalhes
  • Jadson foi autor do primeiro gol do Corinthians contra o Vitória, em Salvador

    Jadson reconhece situação desconfortável do Corinthians no Brasileiro e lamenta 'gols dados'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes