Críticas de Mano sobre Ralf pegaram mal no Timão

Críticas de Mano sobre Ralf pegaram mal no Timão

10 mil visualizações 165 comentários Comunicar erro

Pelo menos no Parque São Jorge, não pegou bem. A análise de Mano Menezes sobre Ralf apanhou de surpresa a comissão técnica e diretoria. Especialmente porque, ultimamente, Tite vinha ressaltando, sempre que podia, a evolução do seu comandado no passe.

“Preciso de volantes completos, que também saibam sair para o jogo”, disse o técnico da seleção, explicando por que não chama o parceiro de Paulinho no meio-campo do Timão.

Segundo o DIÁRIO apurou, até o diretor de seleções, Andrés Sanchez, ex-presidente corintiano, acabou acionado para tentar saber dos motivos da crítica pública de Mano.

“Se ele acha que existe tanta diferença assim entre o Ralf e o Sandro, tudo bem...”, comenta, ironicamente, um funcionário do departamento de futebol profissional, pedindo anonimato. Ele cita o cabeça de área do Tottenham, da Inglaterra, convocado para a Olimpíada.

O atual mandatário corintiano, Mario Gobbi, esteve nesta quarta (1) no CT. Não falou nada sobre o assunto — apesar de ter sido um dos que não ficaram nada satisfeitos com a análise de Mano.

Uma das causas do estranhamento foi ter sido justamente Mano o responsável por indicar Ralf para o Parque São Jorge, quando este estava no Barueri.

Calado
Ninguém quer falar publicamente. Nem Tite. A lembrança é de Marcelo. O lateral do Real Madrid caiu em desgraça com Mano ao pedir para ser cortado de amistoso e, ao mesmo tempo, enviar e-mail ao clube espanhol avisando que voltaria a Madri e poderia jogar. Chegou-se a acreditar que a atitude fecharia as portas para o atleta na CBF. Hoje, está no Reino Unido, participando dos Jogos Olímpicos e como titular absoluto — e grande candidato à vaga na Copa de 2014.

Ralf também não falou nada. O que se encaixa perfeitamente em seu perfil. Sua reação foi de indiferença. O volante pode ser um cão de guarda dentro de campo, mas, fora dele, é desconfiado de quem não integra seu círculo de amizades. Retraído, diz pouco e não morre de amores por entrevistas. O agente dele é André Costa, o mesmo do começo de carreira. Mantido apesar de propostas de outros profissionais mais famosos e, teoricamente, com mais contatos no mercado europeu.

A visão no Corinthians é que o melhor, por enquanto é se calar. Na esperança de que, em pouco tempo, Ralf seja convocado. Pela capacidade de marcação e também pelo passe.

Fonte: Diário de SP

Veja Mais:

  • Rodriguinho lamenta oportunidade desperdiçada pelo ataque corinthiano

    Corinthians sufoca Millonarios, não é eficaz e perde na estreia de Loss

    ver detalhes
  • Seguro defensivamente e boa opção na frente, Sidcley foi eleito melhor do Corinthians

    Sidcley vai bem e Rodriguinho destoa: veja as notas dos corinthianos em derrota na Arena

    ver detalhes
  • Corinthians pode reencontrar Boca Juniors nas oitavas de final da Libertadores-2018

    Sete cascudos e um novato: os possíveis rivais do Corinthians nas oitavas da Libertadores

    ver detalhes
  • À espera da estreia, reforço do Corinthians faz tatuagem alusiva ao clube

    À espera da estreia, reforço do Corinthians faz tatuagem alusiva ao clube

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes