Críticas de Mano sobre Ralf pegaram mal no Timão

Críticas de Mano sobre Ralf pegaram mal no Timão

Pelo menos no Parque São Jorge, não pegou bem. A análise de Mano Menezes sobre Ralf apanhou de surpresa a comissão técnica e diretoria. Especialmente porque, ultimamente, Tite vinha ressaltando, sempre que podia, a evolução do seu comandado no passe.

“Preciso de volantes completos, que também saibam sair para o jogo”, disse o técnico da seleção, explicando por que não chama o parceiro de Paulinho no meio-campo do Timão.

Segundo o DIÁRIO apurou, até o diretor de seleções, Andrés Sanchez, ex-presidente corintiano, acabou acionado para tentar saber dos motivos da crítica pública de Mano.

“Se ele acha que existe tanta diferença assim entre o Ralf e o Sandro, tudo bem...”, comenta, ironicamente, um funcionário do departamento de futebol profissional, pedindo anonimato. Ele cita o cabeça de área do Tottenham, da Inglaterra, convocado para a Olimpíada.

O atual mandatário corintiano, Mario Gobbi, esteve nesta quarta (1) no CT. Não falou nada sobre o assunto — apesar de ter sido um dos que não ficaram nada satisfeitos com a análise de Mano.

Uma das causas do estranhamento foi ter sido justamente Mano o responsável por indicar Ralf para o Parque São Jorge, quando este estava no Barueri.

Calado
Ninguém quer falar publicamente. Nem Tite. A lembrança é de Marcelo. O lateral do Real Madrid caiu em desgraça com Mano ao pedir para ser cortado de amistoso e, ao mesmo tempo, enviar e-mail ao clube espanhol avisando que voltaria a Madri e poderia jogar. Chegou-se a acreditar que a atitude fecharia as portas para o atleta na CBF. Hoje, está no Reino Unido, participando dos Jogos Olímpicos e como titular absoluto — e grande candidato à vaga na Copa de 2014.

Ralf também não falou nada. O que se encaixa perfeitamente em seu perfil. Sua reação foi de indiferença. O volante pode ser um cão de guarda dentro de campo, mas, fora dele, é desconfiado de quem não integra seu círculo de amizades. Retraído, diz pouco e não morre de amores por entrevistas. O agente dele é André Costa, o mesmo do começo de carreira. Mantido apesar de propostas de outros profissionais mais famosos e, teoricamente, com mais contatos no mercado europeu.

A visão no Corinthians é que o melhor, por enquanto é se calar. Na esperança de que, em pouco tempo, Ralf seja convocado. Pela capacidade de marcação e também pelo passe.

Fonte: Diário de SP

Veja Mais:

  • Timão conquistou Paulistão sobre a Ponte Preta; times voltam a se enfrentar logo na abertura de 2018

    Corinthians e Ponte Preta reeditam final na abertura do Paulistão 2018; veja a tabela

    ver detalhes
  • Os 10 momentos mais marcantes do Hepta

    VÍDEO: Os 10 momentos mais marcantes do Hepta

    ver detalhes
  • Alessandro Nunes e Roberto de Andrade são responsáveis por formar elenco de 2018

    Presidente do Corinthians estabelece número ideal de contratações para 2018 e promete time forte

    ver detalhes
  • Timão encara o arquirrival Palmeiras na ida da final da Copa do Brasil

    Com entrada gratuita, Arena Corinthians recebe decisão do Sub-17

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes