Jô evita falar em arrependimento por saída do Corinthians, mas lamenta momento no Japão

72 mil visualizações 224 comentários

Por Meu Timão

Jô não vive grande momento no Japão; sua equipe muito menos

Jô não vive grande momento no Japão; sua equipe muito menos

Divulgação

O futebol é um ambiente de rápidas mudanças. O centroavante Jô é uma prova disso. Campeão e artilheiro do Brasileirão há cinco meses, o experiente jogador vive fase bem distinta: joga no lanterna da Liga Japonesa, o Nagoya Grampus. Mesmo aprovando a escolha, também pelos fatores financeiros, o ex-camisa 7 alvinegro admite a chateação com o momento.

"Para jogar a elite, você precisa de jogadores com mais experiência, mais rodados. É claro que não estou feliz de brigar contra o rebaixamento, porque eu sai de uma equipe campeã e eu sendo artilheiro. Fico chateado, mas tenho que trabalhar", afirmou, em entrevista ao UOL Esporte.

"Me sinto adaptado, tenho feito meus gols. Mas ainda um pouco chateado pela situação. Último colocado não era o que eu esperava", completou o atacante, que marcou seis vezes, em 15 partidas da liga.

Leia também: Cinco meses após deixar Corinthians, Jô vê time no Japão amargar lanterna e números péssimos

Mesmo com a insatisfação, Jô nega ter se arrependido de fechar com o Nagoya Grampus. Se houve benefício financeiro na transação, ele acabou pagando caro em outro âmbito: a Seleção. Antes cotado para ir à Copa, o centroavante acabou sendo esquecido por Tite e por quem acompanha a equipe nacional.

"Não gosto da palavra arrependimento, porque é um sentimento que você tomou a decisão errado. E eu tenho certeza que tomei a decisão certa. Mas é claro que eu fiquei chateado. Eu era um dos nomes mais cogitados (para Seleção) na época, em cinco meses as coisas desandaram e meu nome foi esquecido", analisou.

"Talvez eu esperava chegar aqui, continuar fazendo gols, com minha equipe bem no campeonato. Mas não foi isso que aconteceu. Por isso o esquecimento. Mas se as coisas voltarem a acontecer, as coisas podem revirar", concluiu.

Uma virada na carreira de Jô não seria inédita. No Corinthians, vale lembrar, o camisa 7 chegou a ocupar a reserva de Kazim. Tudo mudou com o gol no clássico contra o Palmeiras, pelo Paulistão. O centroavante, aliás, falou sobre o desejo de retornar ao Parque São Jorge.

"Eu ainda quero voltar e desfrutar um pouco mais do futebol. Meu sonho vai ser encerrar a carreira com uma festa bem bacana e terminar no clube que me projetou. Mas ainda quero voltar e ganhar mais títulos.Tenho sonhos de ganhar a Libertadores com a camisa do Corinthians", finalizou.

Veja mais em: e Ex-jogadores do Corinthians.

Veja Mais:

  • Victor Cantillo e Everaldo treinam com bola no CT Joaquim Grava

    Cantillo treina com bola, e Corinthians inicia preparação para final do Paulista; veja provável time

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez confirmou que o Corinthians fará testes na quinta-feira

    Corinthians vai testar elenco após jogo de ida da final do Paulistão; Andrés e FPF confirmam

    ver detalhes
  • Raphael Claus será o responsável pelo apito no Dérbi desta quarta-feira

    Raphael Claus apita primeiro jogo da final do Campeonato Paulista entre Corinthians e Palmeiras

    ver detalhes
  • Gabriel e Fagner fizeram parte do tricampeonato e podem garantir o tetra com Tiago Nunes

    Corinthians tem seis jogadores que podem ser tetra do Paulistão com o clube; veja nomes

    ver detalhes
  • Corinthians foi campeão paulista em 2019 e nos dois anos anteriores

    Corinthians busca tetra paulista inédito na era do profissionalismo

    ver detalhes
  • Corinthians terá time de basquete na nova temporada

    Corinthians anuncia retomada do basquete e confirma participação no Campeonato Paulista

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: