Jô evita falar em arrependimento por saída do Corinthians, mas lamenta momento no Japão

Jô evita falar em arrependimento por saída do Corinthians, mas lamenta momento no Japão

Por Meu Timão

72 mil visualizações 267 comentários Comunicar erro

Jô não vive grande momento no Japão; sua equipe muito menos

Jô não vive grande momento no Japão; sua equipe muito menos

Foto: Divulgação

O futebol é um ambiente de rápidas mudanças. O centroavante Jô é uma prova disso. Campeão e artilheiro do Brasileirão há cinco meses, o experiente jogador vive fase bem distinta: joga no lanterna da Liga Japonesa, o Nagoya Grampus. Mesmo aprovando a escolha, também pelos fatores financeiros, o ex-camisa 7 alvinegro admite a chateação com o momento.

"Para jogar a elite, você precisa de jogadores com mais experiência, mais rodados. É claro que não estou feliz de brigar contra o rebaixamento, porque eu sai de uma equipe campeã e eu sendo artilheiro. Fico chateado, mas tenho que trabalhar", afirmou, em entrevista ao UOL Esporte.

"Me sinto adaptado, tenho feito meus gols. Mas ainda um pouco chateado pela situação. Último colocado não era o que eu esperava", completou o atacante, que marcou seis vezes, em 15 partidas da liga.

Leia também: Cinco meses após deixar Corinthians, Jô vê time no Japão amargar lanterna e números péssimos

Mesmo com a insatisfação, Jô nega ter se arrependido de fechar com o Nagoya Grampus. Se houve benefício financeiro na transação, ele acabou pagando caro em outro âmbito: a Seleção. Antes cotado para ir à Copa, o centroavante acabou sendo esquecido por Tite e por quem acompanha a equipe nacional.

"Não gosto da palavra arrependimento, porque é um sentimento que você tomou a decisão errado. E eu tenho certeza que tomei a decisão certa. Mas é claro que eu fiquei chateado. Eu era um dos nomes mais cogitados (para Seleção) na época, em cinco meses as coisas desandaram e meu nome foi esquecido", analisou.

"Talvez eu esperava chegar aqui, continuar fazendo gols, com minha equipe bem no campeonato. Mas não foi isso que aconteceu. Por isso o esquecimento. Mas se as coisas voltarem a acontecer, as coisas podem revirar", concluiu.

Uma virada na carreira de Jô não seria inédita. No Corinthians, vale lembrar, o camisa 7 chegou a ocupar a reserva de Kazim. Tudo mudou com o gol no clássico contra o Palmeiras, pelo Paulistão. O centroavante, aliás, falou sobre o desejo de retornar ao Parque São Jorge.

"Eu ainda quero voltar e desfrutar um pouco mais do futebol. Meu sonho vai ser encerrar a carreira com uma festa bem bacana e terminar no clube que me projetou. Mas ainda quero voltar e ganhar mais títulos.Tenho sonhos de ganhar a Libertadores com a camisa do Corinthians", finalizou.

Veja mais em: e Ex-jogadores do Corinthians.

Veja Mais:

  • Maioria dos titulares de Loss já completou sétimo jogo no BR; Cássio e Fagner, sequer seis

    Doze corinthianos já completaram sete jogos no Brasileirão; veja quem ainda pode se transferir

    ver detalhes
  • Corinthians e São José se enfrentam na noite desta quarta-feira

    Fora de casa? Sem problema! Final da Liga Ouro tem transmissão na TV nesta quarta-feira

    ver detalhes
  • Caetano tem 18 anos e estava no Botafogo

    Corinthians acerta contratação de zagueiro indicado por Barroca, técnico do Sub-20

    ver detalhes
  • Léo Jabá tem contrato de cinco temporadas com o FC Akhmat Grozny

    Jabá encaminha transferência à Grécia, e Corinthians pode ganhar mais de R$ 4 milhões

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes