'Absolutamente controlado', diz diretor sobre endividamento corinthiano de R$ 500 milhões

'Absolutamente controlado', diz diretor sobre endividamento corinthiano de R$ 500 milhões

Por Meu Timão

18 mil visualizações 206 comentários Comunicar erro

Matias Ávila (dir.) é o diretor financeiro do Corinthians

Matias Ávila (dir.) é o diretor financeiro do Corinthians

Foto: Reprodução

O mais recente balancete financeiro divulgado pelo Corinthians, referente ao período de janeiro a julho de 2018, trouxe uma notícia para lá de preocupante ao torcedor alvinegro: a dívida do clube ultrapassou a marca de R$ 500 milhões. Para piorar, o exercício atual também apresentou déficit: R$ 17,3 milhões.

Segundo Matias Romano Ávila, porém, o prejuízo corinthiano não só está controlado como dentro do planejamento. A equipe paulista pretende quitar mais da metade do valor nas próximas duas décadas, como prevê o contrato. Com relação ao aumento do déficit, de R$ 14,6 milhões para R$ 17,3 milhões, ele cita contratações firmadas no período pós-Copa, casos de Ángelo Araos, Sergio Díaz e Douglas.

“A dívida aumentou em R$ 30 milhões (superando R$ 500 mi), mas foi pelo investimento que fizemos em aquisição de jogadores. Temos 60% da dívida para 20 anos, em longo prazo. A dívida de curto prazo é do tamanho do déficit, de R$ 17 milhões. O futuro está garantido, absolutamente controlado. O clube não deve impostos e nem salários”, afirmou Romano Ávila em declaração ao portal Uol.

Leia também:
Dívida de R$ 500 milhões e novo prejuízo com o clube social: Corinthians divulga números de julho
Rivais em campo e nos microfones, Corinthians e Flamengo são parceiros quando o assunto é grana

O Corinthians aposta suas fichas na Copa do Brasil para terminar a temporada longe do vermelho. O campeão do torneio embolsará R$ 50 milhões, premiação recorde na história do futebol nacional. Já o futuro vice fica com R$ 20 milhões.

Em outras palavras: caso o Timão elimine o Flamengo (jogo de volta está marcado para 26 de setembro, na Arena), garantirá déficit zero. “Nossa meta é zerar o déficit até o fim do ano. Se passar pelo Flamengo, resolve a situação”, concluiu.

Veja mais em: Andrés Sanchez e Diretoria do Corinthians.

Veja Mais:

  • Jogadores comemoraram o gol de Vital; o camisa 22 foi discreto, em respeito ao ex-clube

    Vital cumpre lei do ex, Corinthians vence Vasco e respira no Brasileirão

    ver detalhes
  • Gol de Mateus Vital garantiu vitória do Corinthians sobre o Vasco

    Rivais diretos perdem, e Corinthians começa 35ª rodada com pé direito; veja classificação

    ver detalhes
  • Roger foi criticado pela torcida após passar em branco no jogo deste sábado

    Torcida elege Vital craque de vitória do Corinthians, mas não perdoa dupla; veja as notas

    ver detalhes
  • Jair Ventura, Alessandro Nunes (gerente de futebol) e Duilio Monteiro Alves (diretor de futebol)

    Diretoria do Corinthians sobre Jair Ventura em 2019: 'Não temos intenção nenhuma de mudar'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes