Neto desiste de sonho de ser presidente do Corinthians e afirma que devolveria Arena

Neto desiste de sonho de ser presidente do Corinthians e afirma que devolveria Arena

Por Meu Timão

37 mil visualizações 476 comentários Comunicar erro

Neto explicou motivos que lhe fizeram desistir de candidatura à presidência do Corinthians

Neto explicou motivos que lhe fizeram desistir de candidatura à presidência do Corinthians

Divulgação / Corinthians

Polêmico, sincero e irreverente, o ex-meia Neto, um dos maiores ídolos da história do Corinthians, nunca escondeu seu sonho de se tornar presidente do clube. Contudo, o atual apresentador revelou que desistiu dessa ideia e ainda afirmou que devolveria a Arena Corinthians para a Odebrecht - construtora responsável pela obra do estádio, e procuraria outro lugar para mandar os jogos do Timão.

Aos 52 anos, Neto já foi conselheiro do Corinthians por dois mandatos e sócio por mais de 15 anos, mas atualmente está longe dos bastidores alvinegros. Ele cita determinados casos como motivo do distanciamento.

A verdade é que minha ideia sempre foi essa (ser presidente do Corinthians), mas não é mais. Irrevogavelmente, deixei de ser conselheiro e sócio do Corinthians depois de problemas e tudo o que aconteceu. Não sou mais sócio, não sou mais conselheiro. Sou ídolo do Corinthians, e está bom pra caramba”, contou Neto, em entrevista ao Lance!.

“Os problemas que eu falo são da (Operação) Lava Jato e do estádio (Arena Corinthians). Você acha que eu poderia ser presidente do Corinthians sem fazer concessões com as pessoas? Olha... Eu sou contra o estádio (Arena Corinthians). Sou a favor de entregar o estádio para a Odebrecht e fazer outro estádio ou voltar para o Pacaembu, não ficar devendo R$ 1,8 bilhão (valor apontado por auditoria em setembro de 2017). Eu não teria condição de ser presidente do Corinthians, porque eu não teria capacidade para fazer isso”, completou.

Parceiro de longa data do presidente Andrés Sanchez, Neto comenta que não tem mais contato com o ex-deputado federal. Entretanto, ele não esconde todo seu carinho e respeito pelo dirigente.

“Eu amo o Andrés, a família dele, mas não tenho mais relação de amizade com ele. Mas, a verdade, é que eu dou o meu sangue por ele. Se o Andrés, hoje, precisar do meu sangue para sobreviver, eu dou o meu sangue, mas não tenho convívio com ele vai fazer três anos, desde o dia do meu casamento (em agosto de 2016). Eu amo ele demais, cara, mas a gente não se fala mais por questões da vida, por questões de ele voltar a ser presidente, de eu achar que ele não deveria, pelas coisas que aconteceram no Corinthians. Hoje, nós temos pensamentos diferentes, mas o meu sangue eu dou a ele se for preciso”, concluiu o craque Neto.

Conhecido também como "Xodó da Fiel", José Ferreira Neto teve duas passagens pelo clube, entre 1989 e 1993 e, depois, entre 1996 e 1997. Ficou marcado pelo protagonismo no título brasileiro de 1990, o primeiro do Corinthians, quando marcou nove gols. Ao todo, foram 80 gols em 228 partidas pelo Timão.

Veja mais em: Neto e Ex-jogadores do Corinthians.

Veja Mais:

  • Corinthians perdeu para o Fluminense em Brasília

    Com falha de Cássio, Corinthians perde para o Fluminense e vê fim de série invicta de 14 jogos

    ver detalhes
  • Corinthians perdeu para o Fluminense em Brasília

    Corinthians perde uma posição e termina rodada ainda mais distante dos líderes; veja tabela

    ver detalhes
  • Janderson foi muito bem em sua primeira chance como titular do Corinthians

    Janderson destoa e é o melhor do Corinthians em tarde de notas ruins; Cássio beira o zero

    ver detalhes
  • Carille recebeu sondagem da China nos últimos dias

    Carille confirma carta de interesse dos chineses, mas ironiza: 'Chega toda hora'

    ver detalhes

Comente a notícia: