Grupo de oposição do Corinthians acusa Andrés de mentir sobre acordos com Caixa e Odebrecht

39 mil visualizações 300 comentários Comunicar erro

Por Meu Timão

Presidente Andrés Sanchez recebeu fortes acusações de grupo de oposição do Corinthians

Presidente Andrés Sanchez recebeu fortes acusações de grupo de oposição do Corinthians

Danilo Fernandes/ Meu Timão

Um dos principais grupos de oposição no Parque São Jorge, o Movimento Corinthians Grande (MCG) publicou nesta segunda-feira nota com fortes acusações contra o presidente Andrés Sanchez. O motivo são os contratos de financiamento da Arena Corinthians.

"O enredo de mentiras, perpetrado desde o início das tratativas da construção da Arena Corinthians, precisa chegar ao fim. Não dá mais para o Sr. Andrés Sanchez continuar mentindo a associados, torcedores e conselheiros. Chega!", começa a publicação do MCG.

Leia também: Corinthians x Caixa: teorias sobre 'jogada política' ganham força no Parque São Jorge

Os opositores publicaram a mensagem quatro dias após estourar publicamente a execução feita pela Caixa Econômica Federal da dívida que o fundo que administra a Arena Corinthians tem para com o banco estatal. O valor da cobrança estaria entre R$ 470 milhões e R$ 520 milhões, de acordo com declaração do presidente Andrés Sanchez concedida sexta passada.

"As parcelas da Caixa, que se afirmava estar em dia, descobriu-se que nunca estiveram. O propagado acordo com a Caixa para pagamento de parcelas menores durante os meses com poucos jogos, também se descobriu, com uma execução judicial no valor de R$ 536 milhões, que nunca existiu", dispara o grupo opositor na nota.

De acordo com a atual gestão do Corinthians, à frente do clube desde antes mesmo do início da construção da Arena, já foram desembolsados quase R$ 180 milhões para o pagamento da dívida junto à Caixa. O empréstimo inicialmente tomado via BNDES foi de R$ 400 milhões. Juros e correção monetária explicam a dívida atual estar na casa dos R$ 500 milhões.

Por meio da nota, o MCG ainda coloca em xeque a veracidade das afirmações a respeito do acordo firmado entre Corinthians e a construtora responsável pelo estádio: "A quitação financeira com a Odebrecht é a mais nova mentira, desta vez ao vivo pra todo o Brasil."

A referência feita pelos opositores é à entrevista concedida por Andrés na última sexta, quando mostrou à imprensa um termo de quitação da dívida com a Odebrecht. A própria construtora, ao Meu Timão, confirmou não haver mais contas a ajustar com o Corinthians.

"Esperamos e pedimos que o Conselho seja reunido o quanto antes para deliberar sobre o tema, mas seria muito melhor para todos que o presidente encerrasse por conta própria o seu papel nesse assunto", finaliza o Movimento Corinthians Grande, numa espécie de ultimato contra Andrés Sanchez.

Veja mais em: Andrés Sanchez, Diretoria do Corinthians e Arena Corinthians.

Veja Mais:

  • Dentinho comemora o gol contra o Botafogo - o gol de número 10 mil da história do Corinthians

    Autor de gol 10 mil do Corinthians, Dentinho revela palpite para quem será o dono do 11 mil

    ver detalhes
  • Janderson, Carlos, Vital e Pedrinho durante conversa com Andrés Sanchez

    Um mês após criticá-los, Carille apostou em 'meninos' suas últimas fichas no Corinthians

    ver detalhes
  • Arena Corinthians deve receber público razoável na noite de sábado

    Corinthians anuncia parcial de ingressos vendidos e dois setores esgotados contra o Cruzeiro

    ver detalhes
  • Marllon deve formar dupla com Bruno Méndez no embate com o Cruzeiro no sábado

    Corinthians se reapresenta, e Carille prepara zaga reserva para jogo contra o Cruzeiro

    ver detalhes
  • Símbolo foi utilizado em amistosos em 1916

    Departamento do Corinthians descobre símbolo usado pelo clube há mais de 100 anos

    ver detalhes
  • Corinthians não conseguiu forçar terceiro jogo final no torneio estadual

    Corinthians perde força nos dois últimos quartos e fica com o vice do Paulista de Basquete

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: