Jô no Japão

Fórum do Corinthians
Tópico Lendário Entenda as regras

Murillo #3.900 @hernandes.murillo em 04/12/2018 às 11:46

Que mudança no caráter desse atleta, desde quando retornou ao Corinthians mostrou que superou seus problema e tornou-se um homem de verdade. Mais uma vez esse ano ele superou a má fase e terminou o campeonato japonês como artilheiro. Parabéns a esse atleta que se dedicou sempre que esteve aqui, espero pela sua volta!

17.130 visualizações e 98 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhores respostas

Oilson Amorim Dos Reis #2 @reyes em 04/12/2018 às 11:48

Jô é gol. No Ocidente e no Oriente.

Douglas Oliveira #685 @douglas.badaui em 04/12/2018 às 15:23

Pior que quando ele voltou para o Corinthians, muitos aqui no fórum baba ovo de gringos criticaram e queriam o Kazim de titular e não o Jô.

Últimas respostas

Vladimir Martinez De Lima @vladimir.martinez.de em 07/12/2018 às 12:06

Falo isso porque o cara deu a volta por cima, encontrei esse cara no aeroporto um dia e é de uma humildade gigante, se perdeu no Atlético Mg mas deu uma Libertadores para os caras junto com Ronaldinho Gaúcho.

Vladimir @vladimir.martinez.de em 06/12/2018 às 13:50

" "

Na boa galera corintiana, me desculpem mas se formos considerar o Jô mercenário deveremos nos incluir desde uma troca de emprego onde iremos ganhar mais, o Jô assim como todos profissionais buscam sempre o melhor para a carreira ganhando um salário mínimo ou um milhão por mês, eu sou fã sim do No assim como sou fã do Rodriguinho, Balbuena, as portas do mundo se abriram, antes era só o mercado europeu, hoje tem Arábia, Ásia, enfim, o cara é corintiano e temos que valorizar o trabalho dele, a crítica sempre tem que ser feita para a diretoria que não tem competência de dirigir um clube de 40 milhões de torcedores focando a questão de sócio torcedor.

Em resumo, não precisaríamos de patrocínio master, não precisaríamos de naming rights, é só começar a bandidagem que o rombo aumenta.

Publicidade

André Santos Araújo @andresantos em 07/12/2018 às 00:34

Volta Jô

Estevão Vieira #6.540 @estevao.vieira em 07/12/2018 às 00:07

Eu também aguardo a volta dele.

Vinícius Martinez @vinicius.martinez em 06/12/2018 às 20:49

Falou tudo!

Esses caras não são mercenários, são profissionais.

Nós como torcedores temos o emocional e etc, eles por mais que tenham ligação com o clube/torcida e etc estão trabalhando.

Hoje eu trabalho e se me oferecerem 10% a mais, o dobro ou o triplo, eu mudo de emprego.. é uma questão de mudança de vida, independentemente se falamos de um salário de mil mangos ou 500 mil.

Vladimir @vladimir.martinez.de em 06/12/2018 às 13:50

" "

Na boa galera corintiana, me desculpem mas se formos considerar o Jô mercenário deveremos nos incluir desde uma troca de emprego onde iremos ganhar mais, o Jô assim como todos profissionais buscam sempre o melhor para a carreira ganhando um salário mínimo ou um milhão por mês, eu sou fã sim do No assim como sou fã do Rodriguinho, Balbuena, as portas do mundo se abriram, antes era só o mercado europeu, hoje tem Arábia, Ásia, enfim, o cara é corintiano e temos que valorizar o trabalho dele, a crítica sempre tem que ser feita para a diretoria que não tem competência de dirigir um clube de 40 milhões de torcedores focando a questão de sócio torcedor.

Em resumo, não precisaríamos de patrocínio master, não precisaríamos de naming rights, é só começar a bandidagem que o rombo aumenta.

Deco 20 #90 @deco20 em 06/12/2018 às 14:51

Jô é um baita atacante!

Vladimir Martinez De Lima @vladimir.martinez.de em 06/12/2018 às 13:50

Na boa galera corintiana, me desculpem mas se formos considerar o Jô mercenário deveremos nos incluir desde uma troca de emprego onde iremos ganhar mais, o Jô assim como todos profissionais buscam sempre o melhor para a carreira ganhando um salário mínimo ou um milhão por mês, eu sou fã sim do No assim como sou fã do Rodriguinho, Balbuena, as portas do mundo se abriram, antes era só o mercado europeu, hoje tem Arábia, Ásia, enfim, o cara é corintiano e temos que valorizar o trabalho dele, a crítica sempre tem que ser feita para a diretoria que não tem competência de dirigir um clube de 40 milhões de torcedores focando a questão de sócio torcedor.

Em resumo, não precisaríamos de patrocínio master, não precisaríamos de naming rights, é só começar a bandidagem que o rombo aumenta.

Mateus Corte #5.821 @mateus.corte em 06/12/2018 às 13:19

Eu amo esse cara, pqp

Diego Sccp #229 @lhpdiego em 06/12/2018 às 00:35

2 Paulistas, 2 Brasileiros, Primeiro e único artilheiro do Corinthians em Campeonatos Brasileiros, carregou o time na costas em 2017,9 premios individuais em 1 ano (2017), jogador mais novo a entrar em campo, cria da base...

Você querendo ou não a história do Jô no Corinthians tem que ser respeitada.

Tem jogador ai que não tem metade da história dele e é idolatrado...

MrSatan #320 @mrsatan em 05/12/2018 às 20:31

" "

Parabéns merda nenhuma

Um puta mercenário, só ganhou um paulista e brasileiro aqui e é idolatrado por ser da base

Fez pior do que o Guerrero que ganhou o maior título da nossa história e nem por isso é tratado mal, a questão porque o tratamento seletivo ao Jô e o desprezo ao Guerrero sendo que ambos são mercenários?

Fábio Albuquerque #3.287 @fbi1980 em 05/12/2018 às 22:56

Deveria ter sido convocado para a Copa, teria feito muito mais que Gabriel Jesus, Jô estava voando e seria total referencia de 9 e daria trabalho nas bolas pelo alto também. Nessa o Tite errou.

Fábio Chamusca De Carvalho #946 @fabiomcbaltz em 05/12/2018 às 22:27

Na verdade são dois brasileiros e dois paulistas. Hehehe

MrSatan #320 @mrsatan em 05/12/2018 às 20:31

" "

Parabéns merda nenhuma

Um puta mercenário, só ganhou um paulista e brasileiro aqui e é idolatrado por ser da base

Fez pior do que o Guerrero que ganhou o maior título da nossa história e nem por isso é tratado mal, a questão porque o tratamento seletivo ao Jô e o desprezo ao Guerrero sendo que ambos são mercenários?