Brasileirão 2017 - Corinthians 1 x 0 Cruzeiro

Brasileirão 2017 - Corinthians 1 x 0 Cruzeiro

https://www.meutimao.com.br/jogo/14-06-2017/brasileirao_2017/corinthians-1-x-0-cruzeiro

02:00

2017-06-14T21:45:00

Corinthians Corinthians 1 x 0 Cruzeiro Cruzeiro

Brasileirão 2017

Sobre a Partida

Ir para ComentáriosComentar sobre o jogo

Quem para o Corinthians de Fábio Carille na edição de 2017 do Campeonato Brasileiro? Passadas sete rodadas, tal questionamento segue sem resposta. Isso porque, na noite desta quarta-feira, em partida disputada na Arena, o Timão bateu o Cruzeiro de Mano Menezes por 1 a 0, com gol de Balbuena, e furou a defesa até então menos vazada da competição.

Com o resultado, o Corinthians disparou na liderança do Brasileirão. A equipe alvinegra engatou a sexta vitória consecutiva e chegou aos 19 pontos, abrindo quatro de distância para o vice-líder Grêmio e seis para o terceiro colocado Coritiba, que jogam nesta quinta contra Fluminense e Bahia, respectivamente. São incríveis 90,5% de aproveitamento do Timão!

Vale lembrar que, nas últimas três partidas (5 a 2 sobre o Vasco, 3 a 2 contra o São Paulo e 1 a 0 diante do Cruzeiro), o Timão jogou sem dois de seus principais jogadores: Fagner e Rodriguinho estavam a serviço da Seleção Brasileira. Nesta quarta, Carille escalou: Cássio; Paulo Roberto, Pablo, Balbuena (capitão) e Guilherme Arana; Gabriel e Maycon; Marquinhos Gabriel, Jadson e Romero; Jô.

Em tempo: o Corinthians volta a campo no próximo domingo, quando, às 11h, joga contra o Coritiba. O duelo, que marca o encontro de duas das equipes de melhores campanhas no Brasileirão, será disputado no Couto Pereira, em Curitiba, válido pela oitava rodada.

Primeiro tempo

Corinthians e Cruzeiro disputaram 45 minutos de um jogo de xadrez. Os estrategistas Fábio Carille e Mano Menezes postaram suas equipes em campo com objetivos claros: rodar a bola de um lado para o outro em busca de espaços no caso do Timão, e se defender com possibilidade de contra atacar no caso dos mineiros.

Diante de tal embate tático, a primeira oportunidade de gol - ou o mais próximo disso - foi um cruzamento torto de Guilherme Arana aos 22 minutos. O lateral-esquerdo bateu venenosamente na bola e obrigou o goleiro Fábio a espalmá-la para a linha de fundo.

Na sequência, empurrado pela Fiel, o Corinthians passou a investir nas triangulações. Seja pela direita, seja pela esquerda, o Timão tentava, de forma fria e calculista, furar a retranca cruzeirense. O bom sistema defensivo armado por Mano, no entanto, não dava brechas.

Se com a bola rolando estava difícil para o Corinthians chegar próximo ao gol de Fábio, o jeito foi apostar na bola parada. E assim, aos 42 minutos, Jadson cobrou escanteio na medida, e o capitão Balbuena subiu mais alto do que todo mundo para cabecear com precisão e abrir o placar. 1 a 0 para o Timão!

Jogadores do Timão durante comemoração do gol de Balbuena

Jogadores do Timão durante comemoração do gol de Balbuena

Reprodução/TV

Segundo tempo

Atrás no marcador, Mano Menezes decidiu mudar a postura de sua equipe na etapa final. Com um time visitante mais disposto a se arriscar no ataque, a Arena Corinthians presenciou 45 minutos de um futebol bem jogado com muitas chances de gol criadas.

A primeira delas e talvez a mais clara de todo o segundo tempo foi protagonizada pelo cruzeirense Ábila. Após bate-cabeça dos defensores corinthianos, a bola sobrou nos pés do atacante adversário, que livre de marcação e cara a cara com Cássio, conseguiu a proeza de isolar a bola.

Melhor para o Corinthians, que, se aproveitando dos espaços deixados Cruzeiro, também passou a levar mais perigo ao gol adversário e a "marcar território" no campo de defesa cruzeirense. Com a bola parada, em lances de escanteio, o zagueiro Pablo acertou dois cabeceios praticamente consecutivos forçando Fábio a executar dois milagres em Itaquera.

Diante de tal cenário, Carille não se acomodou e então preferiu dar novo gás ao setor ofensivo corinthiano: sacou Marquinhos Gabriel e Jadson para promover as entradas de Clayson e Giovanni Augusto, respectivamente.

Se a intenção do treinador corinthiano era dar mais ímpeto à equipe, é plausível dizer que a missão falhou. O Timão, a exemplo do que aconteceu no clássico contra o São Paulo do último domingo, passou a ser sufocado pelos visitantes, que tentavam a todo custo colocar a bola na área do Corinthians. Cássio fez grandes defesas na reta final do jogo.

Em um dos lances, Pablo puxou a camisa de Ábila, que desabou pedindo pênalti. O árbitro mandou o jogo seguir, para revolta dos cruzeirenses.

Nos minutos finais, a torcida corinthiana e o técnico Carille decidiram agir. Torcedores da Gaviões da Fiel, no setor Norte, acenderam sinalizadores, dando uma "paradinha" na partida. O treinador, por sua vez, colocou Camacho no lugar de Romero, com intenção de fechar a casinha e garantir os três pontos. Essa missão sim foi bem executada: vitória de 1 a 0 e liderança mais isolada do que nunca no Brasileirão!

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida: Corinthians 1 x 0 Cruzeiro

  • 1000 caracteres restantes